Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > No exterior > Educação no exterior
Início do conteúdo da página

Educação no exterior

Universidades no exterior
Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil.  

Ciência sem Fronteiras       
No âmbito do programa "Ciência sem Fronteiras" O Governo do Brasil tem adotado ampla política de concessão de bolsas para que jovens brasileiros possam estudar em universidades no exterior. Para solicitar assistência durante sua estada em outros países,  bolsistas do programa podem contatar a Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo ou o Núcleo de Assistência a Brasileiros (NAB) em Brasília. Para dúvidas técnicas sobre aspectos do programa ou auxílio financeiro, os estudantes poderão contatar a CAPES ou o CNPq diretamente. Para mais informações, recomenda-se leitura da página "Apoio ao bolsista no exterior", disponível no sítio do Programa Ciência sem Fronteiras.



Escolas de língua portuguesa    
Uma das maiores preocupações do Governo brasileiro é permitir que nacionais vivendo no exterior possam manter contato com a língua portuguesa e com os valores, princípios e cultura do Brasil. Acesse aqui lista de instituições (não vinculadas ao Itamaraty, exceto quando explicitamente indicado) que promovem a difusão da língua portuguesa no exterior.

ENCCEJA     
O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA) é um exame para aferição de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros. A participação no ENCCEJA é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos residentes no Brasil e no exterior que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria. No exterior, além da certificação no nível de conclusão do Ensino Fundamental, os interessados no Exame podem pleitear a certificação no nível de conclusão do Ensino Médio desde que tenham no mínimo 18 (dezoito) anos completos na data de realização das provas. Repartições Consulares brasileiras poderão fornecer maiores informações sobre a aplicação dos exames a nacionais no exterior. Dados adicionais estão disponíveis, também, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP).


Educação à distância    
        
Como opções para brasileiros que desejam estudar à distância, destaca-se o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), que fornece cursos sobre empreendimento, planejamento financeiro, vendas e atendimento. O SEBRAE-MG preparou, ainda, cursos para cidadãos brasileiros que pretendem abrir negócios com remessas de recursos obtidos no exterior. Ainda sobre empreendedorismo, a Caixa Econômica Federal disponibilizou cartilhas educativas sobre diversos assuntos, como plano de negócios; controles financeiros; pesquisa de mercado; plano de vendas; plano de Marketing; estratégias de comercialização; campanhas promocionais; preço de vendas; plano de cadastro, crédito e cobrança; e planejamento de recursos humanos. Para mais informações sobre cursos, sugere-se, ainda, contato com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), instituições que oferecem, com frequência, ampla gama de cursos à distância, nas mais diversas áreas. Recorda-se que as inscrições devem ser feitas diretamente junto às instituições listadas.

 

Fim do conteúdo da página