Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Cameroun

Alertas para este país

Sem alertas para este país.

Informações básicas

Capital Iaundê
Língua Francês e Inglês
Moeda Franco
Validade do passaporte Deve ter validade superior a 6 meses
Página do passaporte em branco Uma página para carimbo de entrada.
Visto de turista necessário Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.
Vacinações Recomenda-se vacinação contra Poliomelite até um ano antes da viagem
Restrições de moeda para entrar Não há
Restrições de moeda para sair Não há

Recomendações de viagem

A recomendação de viagem do Ministério das Relações Exteriores considera o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem a cidadãos brasileiros.

 

 

Viajar com precauções normais de segurança

 

Viajar com grau moderado de cautela

X

Viajar com alto grau de cautela

 

Evitar viagens não-essenciais  

 

Não viajar

 

Cidadãos brasileiros devem viajar ao Cameroun com alto grau de cautela. Para maiores informações, recomenda-se a cuidadosa leitura dos tópicos desta página.

Cidadãos brasileiros devem ter sempre as informações de contato da Embaixada do Brasil em Iaundê, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais no Cameroun. 

A depender da natureza de sua solicitação, a melhor opção poderá ser entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem em primeiro lugar. Os Postos com serviço consular estão a disposição para auxiliar em casos de maior complexidade. Acesse o Portal Consular para saber o que uma Repartição Consular pode ou não pode fazer por você.

Para assuntos graves e de natureza jurídica, recomenda-se entrar em contato, inicialmente, com as autoridades de polícia e/ou de saúde locais, a partir dos dados de contato informados nos tópicos "Segurança" e "Saúde" do Portal Consular. Caso necessário, a Rede Consular do Brasil poderá ser contatada.

Para solicitações fora do horário de expediente e casos de comprovada emergência, o plantão consular da Embaixada ou Consulado do Brasil poderá ser acionado. Contate a página Emergências do Portal Consular para maiores informações.

Rede Consular do Brasil

Recomenda-se que cidadãos brasileiros portem relação com os números de telefone da Embaixada e/ou do Consulado instalado na região em que pretende transitar ou permanecer. A assistência consular é um direito reconhecido por tratados internacionais, e o cidadão estrangeiro deve sempre exigir das autoridades locais a oportunidade de comunicar-se com Representação Diplomática de seu país. O Itamaraty recorda que a assistência consular prestada ao cidadão brasileiro é isenta de custos, embora não exista previsão legal para o custeio de despesas com, por exemplo, advogados e tratamento médico/hospitalar. 

 

Embaixada do Brasil em Iaundê

Endereço: AMBASSADE DU BRÉSIL À YAOUNDÉ/ RUE 1828 (derrière l´HÔTEL AZUR)/ BASTOS, YAOUNDÉ, CAMEROUN/ BOîTE POSTALE 16227

Telefone: (+237) 22220 1085

Plantão Consular: (237) 9931 6311 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://iaunde.itamaraty.gov.br/

 

Para saber o que uma Embaixada ou Consulado brasileiro pode e não pode fazer por você, clique aqui.

Em caso de morte de cidadão brasileiro no exterior, acidentes, inadmissões e demais emergências consulares, clique aqui.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

Consulados Honorários do Brasil

Não há Consulado Honorário no país.

Comunidade brasileira e principais destinos

Comunidade brasileira         

Existem em torno de 70 brasileiros no Cameroun, em sua maioria religiosos e missionários que habitam, em grande parte, regiões afastadas dos grandes centros.

Principais destinos   

O Cameroun tem 475.442 km2 de território, e, por sua diversidade geográfica, é habitualmente caracterizado como "a África em miniatura", uma vez que reúne todos os climas e relevos encontrados no continente: de alta temperatura e extrema umidade na planície costeira; florestas equatoriais úmidas; clima temperado de altitude na região de montanhas, que percorre o país de norte a sul; savanas; e clima quente e seco (semiárido e árido) na região norte, vizinha ao Chade e Nigéria. Ao Norte, o Cameroun compartilha pequeno trecho do Lago Chade. A vegetação é igualmente variada, com densas florestas na planície costeira e no Planalto do Sul e savanas ao norte.

Entrada

O conteúdo a seguir está sujeito a mudanças. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros contatem uma Embaixada ou Consulado do país escolhido como destino para certificar-se dos requisitos de visto e entrada e permanência. 

Inadmissões de cidadãos brasileiros

A prerrogativa de cada país de determinar quem pode ou não entrar em seu território é decisão soberana de cada Estado. O Governo do Brasil não poderá intervir a favor de cidadãos brasileiros não admitidos por não terem cumprido os requerimentos de entrada.

O Ministério das Relações Exteriores tem mantido contatos sistemáticos com autoridades estrangeiras, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de adoção de critérios claros na política de controle migratório, de maneira a serem evitados comportamentos que possam ser interpretados como discriminatórios ou que atentem contra a dignidade e moralidade dos indivíduos.

Recomenda-se leitura da seção Observatório de Inadmitidos para mais informações.

Febre amarela          

A febre amarela é considerada endêmica no Brasil. Por isso, alguns países podem exigir de cidadãos brasileiros comprovante de vacinação contra a doença. Mais informações sobre o assunto podem ser encontradas no tópico Vacinação contra febre amarela.

Visto           

Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.

Entrada de menores

Em esforços para prevenir sequestro internacional de menores, alguns Governos estrangeiros começaram a verificar o status de menores em pontos de entrada do país. Essas verificações frequentemente incluem exigência de documentos que comprovem a relação do menor com a pessoa que o estiver acompanhando e autorização de viagem,  por escrito,  do genitor ausente. Caso um dos genitores tenha falecido, é necessário portar cópia do certificado de óbito.

Visto – passaportes oficiais ou diplomáticos 

Os portadores de passaporte de serviço ou diplomático estão dispensados de visto, mas recomenda-se dirigir-se à Embaixada do Cameroun em Brasília para obter o respectivo carimbo de dispensa.

Jornalistas    

Jornalistas interessados em visitar o Cameroun devem ter autorização especial do Ministério das Comunicações para ingresso no país e pagar taxa. É indispensável entregar relação detalhada de equipamentos audiovisuais. A Embaixada do Cameroun em Brasília tem as informações necessárias para iniciar o processo.

A fim de prevenir atrasos e assegurar bom andamento, sugere-se contatar a Embaixada do Brasil em Iaundê (Setor de Imprensa) e transmitir todos os dados de pedido de visto e ingresso da imprensa. A Embaixada transmite o pedido diretamente ao Ministério da Comunicação e apoia o pedido feito no Brasil.        

Vacinação     

Comprovante de vacinas contra febre amarela e poliomielite é exigido para entrada /saída do Cameroun. A vacina de poliomielite deverá ter sido aplicada há pelo menos 12 meses antes da viagem. Além dessas vacinas, recomenda-se que cidadãos brasileiros com destino ao país vacinem-se, também, contra febre tifóide; meningite quadrivalente; raiva; hepatites A e B.

Taxas aeroportuárias 

Para destinos internacionais (pago na saída), a taxa é de FCFA 10.000. Para destinos nacionais, o pagamento deve ser de FCFA 500. As taxas são cobradas nos aeroportos (não estão incluídas no valor dos bilhetes aéreos) e devem ser pagas em espécie.

Dupla nacionalidade 

O país não permite a dupla nacionalidade. Cidadãos do Cameroun que tenham obtido a nacionalidade brasileira perdem, por consequência, a nacionalidade camerounesa. Assim, nacionais deverão entrar e sair do país portando passaporte brasileiro, já que a nacionalidade do Cameroun não será mais reconhecida pelas autoridades locais. Mais informações estão disponíveis no aviso "Brasileiros com dupla nacionalidade", divulgado aqui.

Restrições alfandegárias     

Autoridades alfandegárias do país podem controlar de forma estrita a importação e exportação de produtos farmacêuticos e de madeira ou marfim. 

Permanência

Imigração irregular

Assistência consular é prestada a todos os cidadãos brasileiros no exterior, independentemente de sua situação migratória. No entanto, o Governo brasileiro recomenda fortemente que nacionais do Brasil no exterior busquem sempre estar em situação migratória regular. A legislação de determinados países pode punir a imigração irregular de maneiras severas, prevendo multas de valor expressivo e, em alguns casos, detenção. Recomenda-se, nesse sentido, a leitura detalhada das informações publicadas na seção Consequências da imigração irregular.

Estudantes brasileiros no exterior  

Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil. Antes de viajar, recomenda-se anotar os números de contato da Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo, em caso de necessidade, e efetuar sua matrícula consular na Representação brasileira, para que possa entrar em contato em caso de emergências.  Se tiver de usar medicamentos para condição de saúde ou enfermidade, deve-se verificar se a receita médica será válida no país de estudo ou quais seriam as exigências para receber receita médica no local.

Jogadores de futebol, modelos e profissionais brasileiros           

Modelos, jogadores/técnicos de futebol e outros profissionais brasileiros que pretendem trabalhar no exterior devem ler cuidadosamente a cartilha Orientações para o Trabalho no Exterior, elaborada para ajudar cidadãos brasileiros que pretendem trabalhar no exterior. Recomenda-se vivamente que a leitura seja feita antes da assinatura de qualquer contrato de trabalho com clube, empresa ou representação estrangeira.

Registro de estrangeiros     

Após três meses depois da entrada no País, os turistas que desejarem prolongar sua estada no Cameroun devem registrar-se junto ao órgão equivalente à Polícia Federal (Délégation Génerale de la Sûrete Nationale - DGSN) Informações adicionais sobre o visto podem ser obtidas no enlace http://www.embcameroun.org.br/index.php?page=visto.

Segurança

Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, cidadãos brasileiros devem permanecer atentos e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo. Em caso de ocorrência de crimes com vítimas, cidadãos brasileiros devem contatar imediatamente as autoridades policiais locais e a  Embaixada ou Repartição consular do Brasil mais próxima.     

Perda de documentos brasileiros    

No exterior, cidadãos brasileiros devem ter sempre o máximo de cuidado com seu passaporte brasileiro e seguir todas as orientações escritas nas páginas do documento de viagem. Durante a viagem, recomenda-se manter cópia autenticada de documento de identidade e de certidão de nascimento, além de cópia simples do passaporte em local seguro. A posse dessas cópias facilitará a emissão de novo passaporte, em caso de perda ou furto dos documentos originais. Cidadãos que estejam em retorno ao Brasil podem solicitar Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), cuja emissão é mais rápida e mais barata que um novo passaporte, sob determinadas condições. Em caso de dúvidas, recomenda-se a leitura das informações da seção "Perda de documentos brasileiros no exterior".

Vítimas de crimes     

Providências que o cidadão brasileiro deve tomar caso seja vítima de algum crime:

a) consultar um médico, se necessário;

b) dirigir-se imediatamente à autoridade policial mais próxima e registrar boletim de ocorrência, com as seguintes informações: data, local e hora do incidente, perdas materiais e lesões corporais da agressão ou crime (fornecendo todos os elementos úteis ao inquérito); descrição física do autor, tipo e cores de vestimenta, sinais particulares, modelo, cor e número de placa do automóvel, se for o caso;

c) informar Representação diplomática ou Repartição consular do Brasil sobre sua situação.

Segurança pública    

O Cameroun tem uma taxa alta de criminalidade, e turistas estrangeiros podem ser vítimas preferenciais de ataques. Cidadãos brasileiros devem permanecer atentos a possíveis assaltos a mão armada, sequestros, extorsões, e quaisquer outros tipos de violência. No passado, grupos armados organizaram barricadas para roubo de veículos. O banditismo nas estradas não é incomum. O risco de crimes residenciais, com invasão de domicílios, roubo e posterior sequestro, também é alto.

Corrupção     

Caso cidadão brasileiro seja vítima de crimes dessa natureza, recomenda-se que a Embaixada brasileira seja imediatamente notificada com vistas a que sejam acionadas as autoridades locais para denúncia e apuramento da situação.

Terrorismo    

Recentemente, devido à intensificação das incursões do grupo terrorista nigeriano Boko Haram, no Grande Norte do País (que compreende as Regiões de Adamaoua, Norte e o Extremo Norte), é desaconselhável viajar ou permanecer nestas zonas. Na região, foram registrados diversos sequestros de estrangeiros, em 2013 e 2014, de modo que não são consideradas regiões seguras para expatriados. Nesse quadro, as autoridades camaronesas decidiram destacar escolta armada para os estrangeiros residentes ou em trânsito pelas áreas de risco. Todo tipo de viagens à região norte do país deve ser evitado.

Furtos e roubos        

Nas grandes cidades, como Duala e Iaundê, é recomendável - como em muitos países e em certos locais no Brasil – evitar andar na rua com joias, bolsas ou sinais ostensivos de riqueza.

Recomenda-se a utilização de transporte (táxis) de proveniência conhecida e deve-se evitar caminhar na rua depois do anoitecer. Hotéis ou conhecidos poderão dar indicação de taxistas e meios de transporte confiáveis. 

Recomenda-se, ainda, usar os terminais de autoatendimento bancários para saques em moeda local e evitar trocar dinheiro na rua ou em hotéis, devido ao risco de fraude ou de assalto e roubo.

Pirataria

Ainda que não haja registro de ataques no país, a pirataria em países da região permanece um sério problema. O Ministério das Relações Exteriores alerta sobre a ameaça de pirataria no Golfo da Guiné e aconselha cautela a cidadãos brasileiros que estejam navegando pela região. Nesses casos, deve-se permanecer alerta a possível aproximação de qualquer tipo de embarcação desconhecida. Sobre o assunto, pode-se contatar a Organização Marítima Internacional, por meio do endereço http://www.imo.org/OurWork/Security/PiracyArmedRobbery/Pages/Default.aspx

Estupros        

Já houve caso de estupros de turistas estrangeiras viajando pelo país. Mulheres devem evitar andar sozinhas pelo país, especialmente durante a noite e/ou em áreas isoladas.

Fraudes e golpes eletrônicos

As Embaixadas e Consulados do Brasil na África, sobretudo na África Ocidental, têm recebido, com certa frequência, denúncias de golpes financeiros pela internet aplicados por cidadãos de países daquela região. Há inúmeros grupos envolvidos nesses golpes que operam a partir do Cameroun. Comunicações eletrônicas sobre atividades como adoções, heranças, seguro de vida, seguro de saúde, relacionamentos, imóveis, serviços domésticos, produtos e bens devem ser sempre tratadas com extrema cautela se recebidas de cidadãos do Cameroun. Sobre o assunto, o Ministério das Relações Exteriores divulgou o alerta "Fraudes e golpes pela internet", disponível aqui. Recomenda-se leitura cuidadosa das informações do aviso.       

Produtos pirateados 

Produtos pirateados são encontrados com facilidade no país. A compra para uso pessoal de tais materiais não é considerada crime pela legislação local. No entanto, trazer tais bens para o Brasil pode resultar em repreensão, multas e, em casos mais graves, prisão.

Áreas restritas

Viagens a áreas próximas à fronteira do país com a Nigéria, com o Chade e com a República Centro-Africana devem ser evitadas por cidadãos brasileiros, devido à falta de segurança dessas regiões. Viagens à Península Bakassi também devem ser evitadas.

Manifestações populares

Cidadãos brasileiros devem permanecer longe de quaisquer movimentos políticos ou sociais que possam comprometer a estabilidade do país. Ainda que os protestos sejam pacíficos, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas com registro de manifestações, já que esse tipo de atividade pode escalar para conflitos em caso de confrontação com autoridades policiais locais.

Emergências

Em toda e qualquer emergência, será fundamental entrar em contato com o Plantão Consular da Embaixada, pelo telefone (+237) 99 31 63 11;

Assédio sexual e crimes contra a mulher   

Mulheres devem evitar andar sozinhas pelo país, especialmente durante a noite e/ou em áreas isoladas. Mais informações estão disponíveis no aviso "Mulheres em viagens ao exterior", publicado aqui.

Tráfico de pessoas         

A polícia brasileira, em cooperação com autoridades policiais de outros países e da INTERPOL, segue investigando casos de tráfico de mulheres envolvendo nacionais do Brasil. O Governo brasileiro preparou uma cartilha sobre o tema, para a difusão de informação sobre esse tipo de crime, com o intuito de prevenir potenciais vítimas. Mais informações podem ser encontradas em http://www.brasileirosnomundo.itamaraty.gov.br/cartilhas/trafico-de-pessoas/Cartilha_Trafico_de_seres_humanos.pdf

Caso seja vítima ou tenha alguma informação sobre eventual caso de tráfico internacional de pessoas envolvendo cidadão ou cidadã brasileira, recomenda-se fortemente que procure a Representação consular, para relatar o caso e receber orientações. Os dados serão tratados com a devida confidencialidade. Mais informações estão disponíveis em http://www.justica.gov.br/sua-protecao/trafico-de-pessoas

Contatos importantes                                   

Polícia: 17 (a partir de telefone fixo), 117 (a partir de celular) 
Bombeiros: 18 (fixo), 118 (a partir de celular) 
Serviço médico de Emergência: 19 (a partir telefone fixo), 119 (a partir de celular)

Saúde

A situação geral de saúde em outros países pode ser bem diferente daquela do Brasil. Cidadãos estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita em grande número de países. Recomenda-se vivamente que viajantes brasileiros sempre contratem seguro internacional de saúde adequado, mesmo que tal documento não seja exigido pelas autoridades migratórias locais. O Ministério das Relações Exteriores não poderá se responsabilizar por despesas médicas de brasileiros no exterior.

Antes de viajar, nacionais brasileiros devem certificar-se de sua saúde física, tomando as vacinas indicadas para o destino escolhido. Vacinas contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose são recomendadas para todo tipo de viagem. Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde poderá ser consultado.

Para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas no exterior, é importante consultar o sítio da Organização Mundial da Saúde (OMS), que contém dados detalhados sobre a situação específica de saúde de cada país.

Ao retornar de países com ocorrência de endemias, quaisquer sintomas devem ser imediatamente comunicados às autoridades de saúde brasileiras.

Falecimento de cidadão brasileiro 

Na infeliz ocorrência de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, Repartições consulares do Brasil permanecerão à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares. Recomenda-se que a família do cidadão brasileiro falecido contate a Embaixada ou o Consulado da jurisdição para orientações, por meio dos telefones regulares ou, se for o caso, do celular de plantão. Cabe aos familiares do falecido custear as despesas de traslado dos restos mortais ao Brasil, se for o caso. Mais informações estão disponíveis na seção Emergências.

Rede de saúde           

O sistema de saúde local tem nível aceitável nas grandes cidades, mas deve-se evitar recorrer a serviços fora dos grandes centros. Mesmo nas grandes cidades, tratamento para doenças mais graves, necessidade de cirurgia e atendimentos em determinadas especialidades podem ser extremamente limitados. Todos os serviços hospitalares e de saúde são pagos, ainda que sejam prestados por instituições públicas. Existem laboratórios especializados em realizar o teste rápido para detecção da malária (teste da gota grossa).

Seguro-saúde            

Em caso de traumas, acidentes ou quaisquer outras graves situações de saúde, serviço de evacuação médica pode ser necessário. Nesse caso, recomenda-se a cidadãos brasileiros que contratem seguro de saúde internacional que cubra esse tipo de atividade. Recorda-se aos turistas que serviços de evacuação médica podem custar valores expressivos.

Vacinação     

Comprovante de vacinas contra febre amarela e poliomielite é exigido para entrada /saída do Cameroun. Além dessas, recomenda-se que cidadãos brasileiros com destino ao país vacinem-se, também, contra febre tifóide; meningite quadrivalente; raiva; hepatites A e B;

Malária

No Cameroun, a malária é endêmica. As medidas de proteção básicas contra a malária incluem a preferência por locais climatizados, protegidos com telas apropriadas, isolamento de compartimentos para evitar a circulação de mosquitos no interior das instalações; uso de repelentes específicos para a pele e o vestuário, nos horários de maior risco entre o pôr do sol e o amanhecer. Note-se que o mosquito pode também apresentar risco em período diurno, sempre que tenha entrado durante a noite. A disciplina de proteção é de mais difícil manutenção no caso de crianças.

A decisão de tratamento preventivo com medicamentos disponíveis pode ser tomada com a assistência de médicos locais, em função do quadro clínico e preferências e indicações de cada individuo. O recurso ao médico no Brasil e no país de origem é indispensável para uma decisão ajuizada.

Há diversas combinações possíveis de drogas disponíveis, e é preciso levar em consideração a saúde geral do paciente para prescrição do tratamento preventivo. Há informações disponíveis no site da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o tratamento quimioprofilático contra malária. Em geral, para o Cameroun, são recomendadas as seguintes opções de medicamentos: Mefloquina (nome comercial Lariam), Doxycyclina ou Atovaquone/Proguanil (nome comercial Malarone). A determinação das dosagens dos medicamentos depende do tratamento escolhido e deve ser feita sob orientação médica.

Informações adicionais podem ser encontradas, por exemplo, na página http://www.malaria.com/overview/malaria-prevention, mas nenhuma informação pode substituir uma consulta a um profissional.

Poliomielite   

Devido a um surto recente de poliomielite, o país foi identificado pela Organização Mundial da Saúde como um país exportador da doença e, por isso, todos os visitantes devem vacinar-se contra poliomielite com antecedência mínima de 12 meses antes da viagem. Na entrada ao país, o comprovante de vacinação poderá ser exigido. Mais informações podem ser obtidas em http://www.who.int/mediacentre/news/statements/2014/polio-20140505/en/ 

AIDS

A AIDS permanece como um dos maiores problemas da saúde pública do país. Segundo relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV e a AIDS (UNAIDS) , cerca de 4,6% da população do país pode estar contaminada com o vírus HIV. Recorda-se a cidadãos brasileiros a importância da adoção de medidas de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis. Para mais informações, o Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde (http://www.aids.gov.br/) poderá ser consultado.

Ebola

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a atual epidemia de febre hemorrágica ebola na África ocidental é a mais grave jamais registrada e a que, em decorrência, requer a mais intensa operação de resposta. Nacionais do Brasil em países da África Ocidental devem permanecer alerta. Recomenda-se que cidadãos brasileiros leiam, com cuidado, as informações do alerta “Epidemia de Ebola –  África Ocidental”, disponível aqui.

Raiva             

Casos de raiva foram reportados no país, sobretudo nas áreas rurais ou remotas, onde há mais exposições a animais como morcegos e outros mamíferos. Mesmo nas áreas urbanas, todavia, cães podem transmitir a doença e quaisquer mordidas ou arranhões devem ser imediatamente lavados com sabão e água e atendimento médico deverá ser procurado com a máxima urgência. Recomenda-se que cidadãos brasileiros vacinem-se contra raiva antes de sua viagem.

Intoxicação alimentar          

A probabilidade de intoxicação alimentar no país, devido à ausência de cuidados básicos de higiene no manuseio de frutas e demais tipos de alimentos, é alta. Não se deve comer comida de rua ou em restaurantes desconhecidos. Cidadãos brasileiros devem levar ao país anti-ácidos e remédios para diarreia e dores estomacais. Em casos mais graves, cidadãos podem contrair cólera.

Alimentação 

No Cameroun, é comum, como no restante da África subsaariana, o consumo de caça. Em razão do risco de contrair doenças raras e sérias, como a Febre Ebola, o consumo de caça deve ser evitado a todo custo. Doenças que não são comuns entre os humanos podem entrar na cadeia alimentar e causar surtos epidêmicos sérios, através da ingestão de macacos, morcegos, ratos do mato, porco-espinho, cobras e outros animais apreciados pela população camaronesa.

Água  

Cidadãos brasileiros não devem beber água que não seja mineral e evitar mergulhar, nadar ou banhar-se em canais, lagos, rios e fontes, já que a esquistossomose é endêmica no país.

Medicamentos                     

Grande parte dos medicamentos disponíveis no Brasil podem não ser encontrados no país. Recomenda-se que cidadãos brasileiros levem quantia suficiente de medicamentos para viagens ao país, portando, sempre, a receita médica em inglês e/ou em francês desses remédios.      

Contatos importantes          

A Embaixada do Brasil em Iaundê recomenda os seguintes centros médicos:

a) Laboratórios


- Centre Pasteur

B.P. 1274 Centre Pasteur du Cameroun-Yaoundé

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; telefone: 237 22 23 18 03; fax: 237 22 23 15 64

 

- G.T. LABO

telefone.: (+237) 22 20 27 92; fax: 22 20 18 13; celular: (237) 99 54 53 00

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

- Douala Labo

739 - Douala - Cameroun

telefones. (237) 33 42 49 92; (237) 33 43 46 40 e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

b) Clínicas e hospitais


- Centre Médical Français

telefone.: 99 93 41 69/22 23 01 39

 

- Clinique la Cathédrale, après Mansel Hôtel

telefone.: 22 20 36 78

 

- Hôpital Central de Yaoundé

telefone.: 22 23 40 20 / 22 21 20 20

 

- Hôpital Général

telefone: 33 37 01 44 - Douala

 

- C.M.S. Douala         

Rue Soppo Priso – Bali           

telefones: 33 42 82 25 - 77 88 84 07              

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  

 

- Centre Medical des Roseaux

telefone:+237 3342 5750       

Adresse BP 5413

Transportes

Infraestrutura de transportes         

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada.

Transporte aéreo     

Está em operação no Cameroun a CamairCO, empresa de aviação aérea que faz trechos diários entre Duala-Iaundê-Garoua- Ndjamena/Chade. A Camairco possui uma frota reduzida de aviões e normalmente os voos acumulam atrasos ao longo do dia, o que torna o serviço oferecido pouco confiável.

Transporte ferroviário         

Há rede ferroviária de passageiros, com trajeto confiável entre as duas principais cidades, Duala e Iaundê. É possível ir de trem também para a cidade de Ngaounderé, capital da região de Adamaoua (a viagem dura cerca de 13 horas, e é comum haver atrasos nos horários de saída e chegada).

Transporte rodoviário          

O Cameroun tem estradas relativamente boas (sobretudo em termos da média africana de qualidade de rodovias), especialmente na porção sul do país.  No entanto, o trânsito no país é caótico. Não é fácil localizar-se ou deslocar-se no país, mesmo dentro das cidades. Pelas mesmas razões, o trânsito ruim impede acidentes graves de alta velocidade nas cidades. Já nas estradas, os índices de acidentes e de mortalidade viária são muito elevados. A sinalização é precária e os sinais de trânsito (semáforos) são raros, portanto os cruzamentos são perigosos. Cidadãos que pretendem viajar de carro até a fronteira com o Chade ou a República Centro-Africana devem garantir que possuem combustível suficiente e meios de comunicação para reportar possíveis ameaças.

Transporte público   

É frequente também o uso de ônibus interestaduais para as viagens no interior do País, mas com exceção dos trajetos mais conhecidos, esse transporte é feito com ônibus antigos e pouco confortáveis, e tem um serviço menos confiável em termos de tempo de duração da viagem e pontualidade das linhas. Não há sistema de transporte coletivo urbano no país.

Taxis  

Os táxis fazem percursos urbanos, de forma bastante desorganizada, e costuma haver tentativa de roubos e furtos, caso os estrangeiros não estejam precavidos.  Os táxis não costumam sinalizar paradas, normalmente abruptas, o que torna frequente a ocorrência de pequenos acidentes de carro. Devido à inexistência de transporte público urbano, táxis no Cameroun funcionam como ônibus, com passageiros parando ao longo das estradas para apanhar passageiros (o veículo será lotado até que não haja mais espaço disponível).

Aluguel de veículos  

Não é recomendado ao turista conduzir veículo alugado no país. A melhor opção é sempre contratar um motorista local.

Carteira de Habilitação       

Para poder conduzir no Cameroun, os estrangeiros devem abrir um processo de obtenção de carteira de habilitação nacional, que costuma ser burocrático. Turistas brasileiros não podem dirigir com carteira de habilitação brasileira.

Infraestrutura turística

Orientações gerais    

Ao planejar suas viagens, cidadãos brasileiros devem estar cientes de orientações básicas, válidas para todo tipo de viagem ao exterior, independentemente do país escolhido como destino. Recomenda-se, assim, a leitura cuidadosa das informações disponíveis em Orientações gerais para quem vai viajar ao exterior.

Infraestrutura turística        

O turismo não é amplamente desenvolvido no Cameroun, o que torna difícil o lazer turístico para quem não possui conhecimento prévio do país, ou que não seja conhecido no local. De maneira geral, pode-se dizer que o turismo no Cameroun não é de luxo e está longe disso, ainda, embora seja muito rico. O interessado deve estar preparado para algo mais próximo ao ecoturismo e a descobrir uma imensa riqueza tradicional, diferente e com aspectos de aventura. Deve munir-se de toalhas e outros apetrechos de higiene pessoal, caso deseje realmente aprofundar o conhecimento do interior do país.

Atrações turísticas

A região em que o turismo está mais desenvolvido no País é o Oeste, onde é possível seguir rico roteiro de visitas pelas múltiplas comunidades étnicas locais, que contam com museus temáticos (escravidão, arquitetura etc) e um valioso e representativo acervo artístico e artesanal. Mais informações sobre a região Oeste podem ser obtidas por meio do link: http://www.routedeschefferies.com/fr/.

O Monte Cameroun também é um destino turístico conhecido, que atrai visitantes de todo o mundo, especialmente por ocasião da Corrida da Esperança (Race of Hope), realizada todos os anos em trajeto de 38km (subida e a descida). O Monte Cameroun é um dos maiores vulcões ativos do continente africano, e seu topo está a 4,040 m de altitude. A infraestrutura de hospedagem e refúgios de escaladores encontram-se seriamente deteriorados.

Gastronomia

No país são cultivados produtos agroalimentares bastante parecidos com aqueles tipicamente cultivados no Brasil, como a mandioca, o milho, o inhame e a banana da terra. As frutas são especialmente saborosas, e é possível encontrar com fartura abacaxi, manga, banana, melancia, mamão-papaya, graviola. Os pratos típicos no Cameroun normalmente são preparados com peixe e camarão seco, cabrito e aves, bem como azeite de dendê e bem temperados com pimentas e ervas, e pasta de amendoim.

Cartões de crédito e débito

Não é comum o uso de cartões de crédito ou débito para pagar serviços ou produtos no Cameroun, a não ser em hotéis nas grandes cidades. Mesmo passagens de avião em agências de turismo são normalmente pagas em espécie.

Câmbio          

O pagamento em dinheiro e em moeda local é a forma mais aceita no país. Alguns hotéis poderão aceitar dólares norte-americanos, a uma taxa de câmbio pouco favorável, se comparada à taxa oficial. Recomenda-se trocar dinheiro em casas de câmbio no país.

Clima

As temperaturas no país variam entre 21º e 35ºC.     

Comunicação e idiomas

As línguas oficiais do país são o francês (falado por 70% da população) e o inglês (falado por 30% da população). Apesar disso, é difícil encontrar camaroneses que falem inglês fora das regiões anglófonas (noroeste e sudoeste do país), ou que falem francês nas regiões anglófonas. Nas grandes cidades como Duala e Iaundê, é comum falar inglês e francês.

Costumes locais e legislações específicas

Legislação local         

Durante sua estadia em outro país, cidadãos brasileiros estão sujeitos às leis locais, ainda que elas sejam bem diferentes da legislação do Brasil. Viajantes que desobedeçam às leis locais podem ser multados, processados ou presos. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros estudem a legislação e os costumes do destino escolhido, contatando, se necessário, a Embaixada ou Repartição consular do Brasil no exterior, em caso de dúvidas sobre questões pontuais.        

Questões de gênero   

Normas legais e/ou religiosas que regulam o direito das mulheres podem variar consideravelmente de país a país. Cidadãs brasileiras podem encontrar, em outros países, realidade completamente diferente daquela do Brasil. Recomenda-se que mulheres em viagens ao exterior leiam  detalhadamente as informações da página Mulheres em viagens ao exterior

Prisão de cidadão brasileiro    

Em caso de prisões envolvendo cidadãos brasileiros, os detidos têm o direito de contatar agentes consulares do Brasil para pedir assistência. Nesses casos, nacionais devem sempre requisitar às autoridades policiais locais que comuniquem a situação à Embaixada ou Repartição consular brasileira o mais rápido possível. O Posto esclarecerá ao brasileiro detido quais são seus direitos no país e prestará apoio para que sua integridade física e psicológica seja respeitada.      

Identificação 

Pela lei local, todos os cidadãos estrangeiros no país devem portar documento de identificação. Assim, recomenda-se que cidadãos brasileiros portem, a todo momento,  cópia do passaporte brasileiro, deixando o original em local seguro, para evitar perdas ou furtos.  Autoridades policiais podem requisitar, a qualquer momento, prova de identificação. Nessas ocasiões, cidadãos que não tenham em mãos documento de identidade estão sujeitos a multas, possíveis interrogatórios e, em casos mais graves, até detenção.

Sincretismo cultural

O Cameroun conta com uma cultura riquíssima que vale a pena descobrir. Situado no encontro de várias correntes culturais do continente africano, o país é depositário do patrimônio das civilizaçoes da África Ocidental, das culturas da Nigéria, da África Oriental, da África mediterrânea (árabe, do Magreb) e da África Austral. O Cameroun é uma nação multiétnica e abrange diversas religiões; existem no País cerca de 250 povos e línguas tradicionais.

Tolerância religiosa

A maior parte da população, estimada em 20 milhões de habitantes, declara-se cristã, e há também uma importante comunidade muçulmana, especialmente no norte do País, bem como praticantes das religiões tradicionais autóctones, animistas. O Cameroun preza e sustenta a convivência de suas muitas religiões e não há registro da presença de fatores de animosidade confessional.

Tolerância LGBT     

Relações afetivas e sexuais entre parceiros do mesmo sexo são criminalizadas, sujeitas à prisão de até cinco anos. Não se recomendam, portanto, manifestações públicas de afeto homossexual. Para mais informações, recomenda-se a leitura cuidadosa do aviso "LGBT em viagens ao exterior", disponível aqui.

Portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida

Apesar de lei recente sobre o acesso de pessoas com deficiência, o Cameroun não é considerado um destino turístico amigável para pessoas com mobilidade reduzida ou outras deficiências, em razão da falta de estruturas apropriadas. Não há sinalização especial para deficientes visuais e a maior parte dos prédios turísticos e públicos não tem elevador ou rampas, o que os torna virtualmente inacessíveis.

Entorpecentes

As penas para posse, uso e tráfico de drogas ou outras substâncias ilegais no Cameroun são severas. Acusados podem ser condenados a longas sentenças nas cadeias do país, que podem ter condições bem inferiores às prisões brasileiras.

Vestuário      

Os camaroneses são bastante conservadores no que se refere ao código vestimental. É raríssimo ver homens camaroneses, ainda que turistas, portando bermudas. Para as mulheres também aplica-se um código bastante conservador, e há leis que proíbem mulheres de portarem calças em prédios da administração pública. Está em curso campanha governamental para combater o uso de roupas curtas e decotadas. Recomenda-se às mulheres brasileiras que evitem usar roupas justas ou curtas.

Fotografias

Deve-se evitar tirar fotografias de prédios e construções públicas. Tais fotografias podem ser consideradas indício de comportamento suspeito, o que pode resultar em detenção por autoridades de segurança.

Penalidades que destoam das leis brasileiras

Informações adicionais

IMPORTANTE: A relação de fontes para leitura adicional é meramente indicativa. O Itamaraty não se responsabiliza pelo conteúdo do material indicado.

 

Guias camerouneses            

http://www.cameroun-infotourisme.com/index.html

https://www.prc.cm/fr/le-cameroun/presentation

 

Para informações sobre as relações diplomáticas do Brasil com Cameroun clique aqui.

Fim do conteúdo da página