Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Canadá

Alertas para este país

Trata-se de alerta que exige algum grau de cautela. Os efeitos ou consequências da situação descrita no alerta ainda podem ser sentidos, em grau variável, por brasileiros que se encontrem no país.
Exigência de visto para o Canadá14/03/2016Canadá
Trata-se de alerta que exige algum grau de cautela. Os efeitos ou consequências da situação descrita no alerta ainda podem ser sentidos, em grau variável, por brasileiros que se encontrem no país.
Furtos a turistas em Montreal 20/05/2015Canadá

Informações básicas

Capital Ottawa
Língua Inglês e Francês
Moeda Dólar Canadense
Validade do passaporte Deve ser válido no momento de entrada
Página do passaporte em branco Uma página é necessária para carimbo de entrada
Visto de turista necessário Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.
Vacinações Nenhuma vacina específica é necessária para entrada no país.
Restrições de moeda para entrar Não há
Restrições de moeda para sair Não há

Recomendações de viagem

A recomendação de viagem do Ministério das Relações Exteriores considera o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem a cidadãos brasileiros.

 

X

Viajar com precauções normais de segurança

 

Viajar com grau moderado de cautela

 

Viajar com alto grau de cautela

 

Evitar viagens não-essenciais  

 

Não viajar

 

Não há, no Canadá, avisos específicos ou situações que demandem grande atenção por parte dos viajantes brasileiros, mas algum grau de cautela é sempre necessário ao viajar, independentemente do destino escolhido. Cidadãos brasileiros devem viajar ao Canadá com precauções normais de segurança. Para maiores informações, recomenda-se a cuidadosa leitura dos tópicos desta página.

Cidadãos brasileiros devem ter sempre as informações de contato da Embaixada do Brasil em Ottawa, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais no Canadá.

A depender da natureza de sua solicitação, a melhor opção poderá ser entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem em primeiro lugar. Os Postos com serviço consular estão a disposição para auxiliar em casos de maior complexidade. Acesse o Portal Consular para saber o que uma Repartição Consular pode ou não pode fazer por você.

Para assuntos graves e de natureza jurídica, recomenda-se entrar em contato, inicialmente, com as autoridades de polícia e/ou de saúde locais, a partir dos dados de contato informados nos tópicos "Segurança" e "Saúde" do Portal Consular. Caso necessário, a Rede Consular do Brasil poderá ser contatada.

Para solicitações fora do horário de expediente e casos de comprovada emergência, o plantão consular da Embaixada ou Consulado do Brasil poderá ser acionado. Contate a página Emergências do Portal Consular para maiores informações.

Rede Consular do Brasil

Recomenda-se que cidadãos brasileiros portem relação com os números de telefone da Embaixada e/ou do Consulado instalado na região em que pretende transitar ou permanecer. A assistência consular é um direito reconhecido por tratados internacionais, e o cidadão estrangeiro deve sempre exigir das autoridades locais a oportunidade de comunicar-se com Representação Diplomática de seu país. O Itamaraty recorda que a assistência consular prestada ao cidadão brasileiro é isenta de custos, embora não exista previsão legal para o custeio de despesas com, por exemplo, advogados e tratamento médico/hospitalar.

 

Embaixada do Brasil em Ottawa (E)

Endereço: 450 WILBROD STREET OTTAWA - ONTARIO K1N 6M8, CANADA

Telefone: +1(613)237-1090

Plantão Consular: 1(613)294-4530 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://ottawa.itamaraty.gov.br

 

Consulado-Geral do Brasil em Montreal (CG)

Endereço: 1, Westmount Square, Suite 1700, Montreal, Québec, H3Z 2P9 CANADA

Telefone: (1-514) 499-0968

Plantão Consular: (1514) 912 0012 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://montreal.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

Consulado-Geral do Brasil em Toronto (CG)

Endereço: 77, BLOOR STREET WEST, SUITE 1109 TORONTO, ONTARIO - CANADA, M5S 1M2

Telefone: (001416) 922-2503

Plantão Consular: (1647)986 1109 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://toronto.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

Consulado-Geral do Brasil em Vancouver (CG)

Endereço: 2020 - 666 Burrard Street Vancouver, BC V6C 2X8 Canada

Telefone: 1-604-696-5311

Plantão Consular: (778) 226 1615 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://vancouver.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

Para saber o que uma Embaixada ou Consulado brasileiro pode e não pode fazer por você, clique aqui.

Em caso de morte de cidadão brasileiro no exterior, acidentes, inadmissões e demais emergências consulares, clique aqui.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

Consulados Honorários do Brasil

Consulado Honorário em Halifax (CH)

Titular: José Carlos Pena Vila

Endereço: 1 Ridgewood Court - Dartmouth, Nova Scotia

Telefone:

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Consulado Honorário em  Calgary (CH)

Titular: Maria Cristina Lara de Lima Alcoforado

Endereço: 3331 Constable Pl NW, Calgary AB, T2L 0K9, Canadá

Telefone:

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Consulado Honorário em  Saskatoon (CH)

Titular:  José Renato de Freitas

Endereço: 27 Buerling Cres Saskatoon, SK, S7H 4V6 -  Canadá/ University of Sakatchewan, Dept. of Social Sciences, 51 Campus Drive, Saskatoon SK, S7H 4V6, Canadá.

Telefone:

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comunidade brasileira e principais destinos

Comunidade brasileira

Estima-se que 36.600 brasileiros vivam no Canadá. Trata-se de comunidade numericamente expressiva e de perfil diversificado.

Principais destinos   

As principais cidades são Toronto (6 milhões), Montreal (4 milhões), Vancouver (2,4 milhões), Calgary (1,4 milhão), a região da capital nacional de Ottawa-Gatineau (1,3 milhão) e Edmonton (1,3 milhão).

Montreal é a principal cidade da Província do Quebec e a segunda maior cidade do Canadá, com uma região metropolitana de 3,8 milhões de habitantes.

A Região da Capital Federal (“National Capital Region” – NCR), que engloba as cidades de Ottawa e Gatineau e adjacências, é a quarta maior área metropolitana do Canadá, com cerca de 1,2 milhão de habitantes. Ottawa propriamente dita tem população de 880 mil pessoas (dados do censo de 2011).

Entrada

O conteúdo a seguir está sujeito a mudanças e pode não ter as informações completas que assegurem a entrada no país escolhido. Para mais informações, recomenda-se a leitura completa das páginas do Portal Consular, incluindo os alertas migratórios e a seção Vistos. Recomenda-se, ainda, que, antes de viajar, cidadãos brasileiros contatem uma Embaixada ou Consulado do país escolhido como destino para certificar-se dos requisitos de visto e entrada e permanência.

Inadmissões de cidadãos brasileiros

A prerrogativa de cada país de determinar quem pode ou não entrar em seu território é decisão soberana de cada Estado. O Governo do Brasil não poderá intervir a favor de cidadãos brasileiros não admitidos por não terem cumprido os requerimentos de entrada.

O Ministério das Relações Exteriores tem mantido contatos sistemáticos com autoridades estrangeiras, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de adoção de critérios claros na política de controle migratório, de maneira a serem evitados comportamentos que possam ser interpretados como discriminatórios ou que atentem contra a dignidade e moralidade dos indivíduos.

Recomenda-se a leitura da seção Inadmissões/deportações de cidadãos brasileiros para mais informações.

Febre amarela

A febre amarela é considerada endêmica no Brasil. Por isso, alguns países podem exigir de cidadãos brasileiros comprovante de vacinação contra a doença. Mais informações sobre o assunto e outras vacinas eventualmente necessárias podem ser encontradas no tópico Saúde do viajante.

Visto

Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.

 Viagens a estudo ou trabalho

No caso de brasileiros viajando ao Canadá a estudo ou trabalho, deve-se ter em mente que a imigração é feita na primeira cidade canadense em que desembarcar. O primeiro guichê será para entrega de declaração de bens (preenchida no avião), e conferência de seu passaporte. Depois disso, deve-se pegar a bagagem e encaminhar-se à CBSA (Canada Border Services Agency) onde será fornecida a permissão de estudo e/ou trabalho. Se o objetivo da viagem é trabalho, deve-se certificar de que o agente da CBSA dará a permissão ainda no aeroporto. Esse documento deve ter sido solicitado no pedido de visto e será entregue pelo oficial da CBSA após uma breve entrevista.

Tenha sempre em mãos a carta de matrícula da escola com os dados da sua homestay, bilhete aéreo com data de retorno e comprovantes do valor que você terá para ficar durante permanência no Canadá (saldo bancário, cheques de viagem, saldo do Visa Travel Money e/ou dinheiro). Ficará a critério do oficial da entrevista solicitar (ou não) a entrada no Canadá.

Restrições alfandegárias

Como a maioria dos países, as autoridades canadenses restringem a entrada de certos produtos alimentares e de origem animal e vegetal. Todos os produtos dessa natureza devem ser declarados pelo viajante antes de chegar ao posto de fronteira. Para evitar problemas, é preferível não viajar levando plantas e alimentos. Para consultar lista detalhada de produtos permitidos e proibidos, assim como quantidades e quotas, ver o endereço http://inspection.gc.ca/food/informationforconsumers/travellers/what-can-i-bring-into-canada/eng/1389648337546/1389648516990.

Para informações sobre produtos que somente podem ser portados em quantidades limitadas (p.e. bebidas alcóolicas e cigarros), visite o endereço http://www.cbsaasfc.gc.ca/travel-voyage/menu-eng.html.

Restrições fitossanitárias

As autoridades canadenses podem determinar certas exigências e restrições para passageiros provenientes de países e regiões com ocorrências de doenças altamente contagiosas, como ocorreu no caso do Ebola.

Vacinação

No momento, não há exigência de vacinação para turistas provenientes do Brasil.

Porte de dinheiro

O Governo do Canadá determina que o turista deva apresentar declaração se estiver trazendo 10 mil dólares canadenses ou mais em dinheiro, ou seu equivalente em outras moedas.

Entrevistas

No momento da entrevista com as autoridades de fronteira canadenses, recomenda-se postura tranquila e séria, evitando postura excessivamente informal. É importante que o viajante brasileiro não conte com gestões ou facilidades proporcionadas pelo agente de imigração. Nesse sentido, recomenda-se que o cidadão brasileiro viaje com todos os documentos e provas de sua estadia impressos, e não na dependência de poder obtê-las por via eletrônica, já que não contará com um computador nem internet, nem mesmo com a possibilidade de buscar tais documentos na bagagem despachada.

Dupla nacionalidade

O Canadá permite a dupla nacionalidade. Nacionais, no entanto, devem entrar e sair do país portando passaporte canadense. Já no Brasil, nacionais devem entrar e sair portando passaporte brasileiro. Assim, cidadãos com dupla nacionalidade devem viajar necessariamente com os dois passaportes. Cidadãos com dupla nacionalidade que não tenham passaporte canadense devem obter um documento de viagem antes de entrar e sair do país. Mais informações estão disponíveis no aviso Brasileiros com dupla nacionalidade.

Entrada de menores

Menores que viajam desacompanhados ou acompanhados somente por um de seus responsáveis legais devem, à semelhança do que ocorre no Brasil, trazer autorização e documentação comprobatória de que estão habilitados a viajar nessa condição. Caso um dos genitores tenha falecido, é necessário portar cópia do certificado de óbito. Para mais informações, pode-se acessar a página Viagem de menores brasileiros ao exterior.

Entrada de animais domésticos     

Há regulações específicas para cada classe de animal doméstico (anfíbios e répteis; aves; gatos; cães; furões; cavalos; insetos e aranhas; coelhos; roedores e peixes de aquário tropicais. Para animais exóticos listados pela CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção), há controle baseado em sistema de permissões e faz-se necessário um certificado de propriedade emitido conforme as regras da Convenção. Tais informações específicas podem ser consultadas em http://travel.gc.ca/returning/customs/pets

É preciso certificado de vacinação, porém não é necessário aviso prévio às autoridades sanitárias canadenses (há inspetores de plantão a todo tempo nos pontos de entrada no Canadá). É preciso checar com a companhia aérea, entretanto, se ela exigirá alguma documentação adicional.

Viagens aos Estados Unidos

Caso deseje viajar também para os Estados Unidos, o turista deve solicitar visto nas representações diplomáticas e consulares norte-americanas no Brasil. Não se recomenda que o visto seja solicitado nas representações consulares dos Estados Unidos no Canadá, tendo em vista a necessidade de cumprir com uma série de requisitos e a existência de prazos que não serão necessariamente compatíveis com os planos de viagem.

Viagens terrestres ao Canadá

Turistas que desejem entrar no Canadá de carro devem ter presente que é preciso passar pelos postos de fronteira com os Estados Unidos, nos quais há inspeções de veículos e de documentação e pode haver demora.

Permanência

Imigração irregular

Assistência consular é prestada a todos os cidadãos brasileiros no exterior, independentemente de sua situação migratória. No entanto, o Governo brasileiro recomenda fortemente que nacionais do Brasil no exterior busquem sempre estar em situação migratória regular. A legislação de determinados países pode punir a imigração irregular de maneiras severas, prevendo multas de valor expressivo e, em alguns casos, detenção. Recomenda-se, nesse sentido, a leitura detalhada das informações publicadas na seção Imigrar para outros países.

Estudantes brasileiros no exterior

Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil. Antes de viajar, recomenda-se anotar os números de contato da Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo, em caso de necessidade, e efetuar sua matrícula consular na Representação brasileira, para que possa entrar em contato em caso de emergências.  Se tiver de usar medicamentos para condição de saúde ou enfermidade, deve-se verificar se a receita médica será válida no país de estudo ou quais seriam as exigências para receber receita médica no local. Mais informações estão disponíveis na seção Estudar em outros países.

Trabalhar no exterior

Modelos, jogadores/técnicos de futebol e outros profissionais brasileiros que pretendem trabalhar no exterior devem ler cuidadosamente a cartilha Orientações para o trabalho no exterior, elaborada para ajudar cidadãos brasileiros que pretendem trabalhar no exterior. Recomenda-se vivamente que a leitura seja feita antes da assinatura de qualquer contrato de trabalho com clube, empresa ou representação estrangeira.

Renovação do visto

Renovações e modificações de vistos concedidos pelo Canadá devem ser solicitadas diretamente ao Governo canadense, não sendo função da Embaixada em Ottawa, nem dos Consulados em Montreal, Toronto e Vancouver obtê-los. O Governo canadense recomenda que eventuais pedidos sejam feitos 30 dias antes da expiração do visto. Para maiores informações, ver a página http://www.cic.gc.ca/english/visit/extend-stay.asp.

Permissão de estudo e trabalho

Aos cidadãos brasileiros que viagem ao Canadá para trabalhar ou estudar, será dada uma permissão de estudo ou de trabalho. A permissão é um documento fixado no passaporte quando da chegada ao país, e esse documento autoriza o cidadão brasileiro a estudar ou trabalhar no Canadá. Não se deve trabalhar ou estudar no país sem registro de permissão no passaporte. Como os vistos, as permissões, tanto de estudo como de trabalho, também têm data de expedição e expiração, que varia de acordo com a duração dos estudos ou do trabalho no país.

Ciência sem Fronteiras

No âmbito do programa "Ciência sem Fronteiras" O Governo do Brasil tem adotado ampla política de concessão de bolsas para que jovens brasileiros possam estudar em universidades no exterior. Para solicitar assistência durante sua estada em outros países, inclusive no Canadá, bolsistas do programa podem contatar a Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo ou o Núcleo de Assistência a Brasileiros (NAB) em Brasília. Para dúvidas técnicas sobre aspectos do programa ou auxílio financeiro, os estudantes poderão contatar a CAPES ou o CNPq diretamente. Para mais informações, recomenda-se leitura da página "Apoio ao bolsista no exterior", disponível no sítio do Programa Ciência sem Fronteiras, em http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/apoio-ao-bolsista-no-exterior

Segurança

Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, cidadãos brasileiros devem permanecer atentos e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo. Em caso de ocorrência de crimes com vítimas, cidadãos brasileiros devem contatar imediatamente as autoridades policiais locais e a Embaixada ou Repartição consular do Brasil mais próxima. Para mais informações, pode-se acessar a informação Segurança do viajante.

Perda de documentos brasileiros

No exterior, cidadãos brasileiros devem ter sempre o máximo de cuidado com seu passaporte brasileiro e seguir todas as orientações escritas nas páginas do documento de viagem. Durante a viagem, recomenda-se manter cópia autenticada de documento de identidade e de certidão de nascimento, além de cópia simples do passaporte em local seguro. A posse dessas cópias facilitará a emissão de novo passaporte, em caso de perda ou furto dos documentos originais. Cidadãos que estejam em retorno ao Brasil podem solicitar Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), cuja emissão é mais rápida e mais barata que um novo passaporte, sob determinadas condições. Em caso de dúvidas, recomenda-se a leitura da seção Perda de documentos brasileiros no exterior e, para saber sobre emissão de documentos brasileiros no exterior, pode-se consultar a página Emissão de documentos no exterior.

Vítimas de crimes 

Providências que o cidadão brasileiro deve tomar caso seja vítima de algum crime:

a) Consultar um médico, se necessário;

b) Dirigir-se imediatamente à autoridade policial mais próxima e registrar boletim de ocorrência, com as seguintes informações: data, local e hora do incidente, perdas materiais e lesões corporais da agressão ou crime (fornecendo todos os elementos úteis ao inquérito); descrição física do autor, tipo e cores de vestimenta, sinais particulares, modelo, cor e número de placa do automóvel, se for o caso;

c) Informar Representação diplomática ou Repartição consular do Brasil sobre sua situação.

Segurança pública

Não há problemas de segurança dignos de nota no Canadá. Nas principais cidades do Canadá, como na maioria das grandes cidades do mundo, é preciso tomar cuidado com os pertences pessoais, para evitar furtos e prejuízos.

Montreal

Montreal tem uma taxa de criminalidade baixa mesmo se comparada a outras metrópoles norte-americanas, alcançando ano-a-ano resultados ainda melhores desde o início dos anos 2000. A taxa de homicídios do Québec é de 1.34 casos para cada 100 mil habitantes (México – 23,7; Brasil - 21,8; EUA – 1,2; França – 1,1). A maior parte das infrações criminais ocorrem no Centro ou nos bairros de Mercier-Hochelaga-Maisonneuve, Montréal-Nord e Verdun. Apesar do sentimento generalizado de segurança, é importante manter cuidados normais. Montreal também conta com crime organizado (inclusive tráfico de drogas), máfias de origem étnica estrangeira, casos de gangues de motoqueiros e gangues de rua ligadas ao tráfico.

Manifestações populares

Alguns protestos podem ocorrer no país, sobretudo em datas simbólicas, como o dia do trabalho ou demais comemorações civis. Ainda que os protestos sejam pacíficos, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas com registro de manifestações, já que esse tipo de atividade pode escalar para conflitos em caso de confrontação com autoridades policiais locais.

Animais peçonhentos

O país possui espécies perigosas de animais peçonhentos, que podem estar presentes, sobretudo, nas áreas rurais e jardins, embora também haja a possibilidade de que sejam encontrados em áreas urbanas e, mesmo, dentro das casas. Cidadãos brasileiros devem afastar-se e notificar as autoridades locais competentes caso encontrem algum animal desse tipo. Caso sofra algum tipo de ferimento ou picada, deverá dirigir-se imediatamente a hospitais para buscar tratamento.

Instituições fraudulentas

Recomenda-se aos brasileiros que planejam viajar ao país para estudar que se informem sobre a situação das instituições de ensino escolhidas. Antes de viajar, cidadãos brasileiros devem checar as informações sobre idoneidade das instituições e verificar aquelas credenciadas junto ao Governo local.

Relacionamentos pela internet

Recomenda-se a cidadãos brasileiros especial cuidado com os relacionamentos virtuais mantidos com cidadãos de outros países com o propósito de celebrar casamento, a fim de protegerem-se contra golpes e situações de risco. Sugere-se, entre outras precauções, buscar obter referências do cidadão estrangeiro por parte de terceiras pessoas de conhecimento comum, além de evitar manter o contato restrito aos meios de comunicação à distância. Mais informações poderão ser obtidas com leitura do aviso "Relacionamentos com estrangeiros pela internet", disponível aqui.

Clonagem de cartões

O Canadá é apontado como um dos 20 países com maior incidência de clonagem de cartões de crédito. Como em diversos centros urbanos em vários países, recomendam-se cuidados básicos para evitar a clonagem de cartões. Deve-se, sempre, solicitar que o cartão seja manuseado na presença do portador. Em comércios informais, recomenda-se preferivelmente realizar pagamentos com dinheiro em espécie. Em caixas eletrônicos, deve-se verificar, antes do uso, se não há câmeras ou qualquer tipo de alteração na máquina.

Turismo de aventura

É grande o número de turistas no país que desejam realizar turismo de aventura (montanhismo, trilhas) ou praticar esportes radicais. Nesse sentido, turistas brasileiros devem contratar seguro-saúde que ofereça cobertura contra ferimentos decorrentes de acidentes. Mais informações podem ser obtidas no artigo "Turismo de Aventura".

Terremotos   

No caso de terremotos, pede-se que as pessoas procurem manter a calma e não corram, afastem-se das janelas de vidro, posicionem-se ao lado de colunas ou das quinas das paredes se estiverem dentro de casas ou prédios, procurem abaixar-se e proteger a cabeça, por exemplo, sob mesas ou sob vãos de portas.

Passado o tremor, se houver feridos, deve-se pedir auxílio aos corpos de socorro, ligar o rádio para ouvir as recomendações das autoridades, evitar ficar perto de postes, cabos elétricos ou árvores, seguir rotas de evacuação e procurar usar o telefone somente em casos de emergência.

Inverno         

O viajante tem que estar consciente dos riscos associados com as baixas temperaturas durante os meses de inverno (novembro a março). É preciso estar abrigado de forma adequada e saber que, em dias de temperaturas extremamente baixas, deve-se evitar ficar tempo demais ao ar livre ou em locais sem aquecimento adequado, para evitar riscos à saúde (p.e. queimaduras e lesões por frio e hipotermia) e, inclusive, à vida.

Os canadenses recomendam o uso de camadas de roupas térmicas, assim como o uso de gorros e luvas adequadas. Roupas de inverno compradas no Brasil não são necessariamente adequadas para o frio canadense. Caso se tencione passar tempo ao ar livre, é recomendado comprar roupa e acessórios em lojas especializadas em atividades como esqui, patinação e montanhismo.

Durante o inverno, também é preciso cuidado ao caminhar no gelo e na neve, para evitar quedas, lesões e fraturas. Recomenda-se o uso de sapatos com sola de borracha, de preferência botas aptas para o inverno. 

Para ter acesso a alertas oficiais diários do Governo do Canadá a respeito de condições meteorológicas extremas, consulte o endereço https://weather.gc.ca/canada_e.html.

Assédio sexual e crimes contra a mulher  

Denúncias de assédio sexual são raras, mas podem ocorrer em qualquer país, independentemente do destino escolhido. Mulheres devem evitar andar sozinhas pelo país, especialmente durante a noite e/ou em áreas isoladas.

Mais informações estão disponíveis no aviso "Mulheres em viagens ao exterior"

Tráfico de pessoas   

A polícia brasileira, em cooperação com autoridades policiais de outros países e da INTERPOL, segue investigando casos de tráfico de mulheres envolvendo nacionais do Brasil. O Governo brasileiro preparou uma cartilha sobre o tema, para a difusão de informação sobre esse tipo de crime, com o intuito de prevenir potenciais vítimas. Mais informações podem ser encontradas no Guia de Atuação no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Caso seja vítima ou tenha alguma informação sobre eventual caso de tráfico internacional de pessoas envolvendo cidadão ou cidadã brasileira, recomenda-se fortemente que procure a Representação consular, para relatar o caso e receber orientações. Os dados serão tratados com a devida confidencialidade. Mais informações estão disponíveis em http://www.justica.gov.br/sua-protecao/trafico-de-pessoas

Contatos importantes

Em caso de emergência de qualquer natureza e para chamar uma ambulância, o viajante deve ligar para o número 911. Caso deseje ir a uma delegacia de polícia, poderá escolher a mais próxima nos seguintes endereços: para Ottawa (http://www.cic.gc.ca/english/visit/extend-stay.asp) e para Gatineau (http://www.gatineau.ca/portail/default.aspx?p=securite_publique/police/postes_police).

Saúde

A situação geral de saúde em outros países pode ser bem diferente daquela do Brasil. Cidadãos estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita em grande número de países. Recomenda-se vivamente que viajantes brasileiros sempre contratem seguro internacional de saúde adequado, mesmo que tal documento não seja exigido pelas autoridades migratórias locais. O Ministério das Relações Exteriores não poderá se responsabilizar por despesas médicas de brasileiros no exterior.

Antes de viajar, nacionais brasileiros devem certificar-se de sua saúde física, tomando as vacinas indicadas para o destino escolhido. Vacinas contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose são recomendadas para todo tipo de viagem. Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde  poderá ser consultado.

Para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas no exterior, é importante consultar o sítio da Organização Mundial da Saúde (OMS), que contém dados detalhados sobre a situação específica de saúde de cada país.

Ao retornar de países com ocorrência de endemias, quaisquer sintomas devem ser imediatamente comunicados às autoridades de saúde brasileiras.

Falecimento de cidadão brasileiro

Na infeliz ocorrência de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, Repartições consulares do Brasil permanecerão à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares. Recomenda-se que a família do cidadão brasileiro falecido contate a Embaixada ou o Consulado da jurisdição para orientações, por meio dos telefones regulares ou, se for o caso, do celular de plantão. Cabe aos familiares do falecido custear as despesas de traslado dos restos mortais ao Brasil, se for o caso. Mais informações estão disponíveis na seção Emergências.

Rede de saúde

O sistema de saúde é público, no entanto é pago no caso de turistas. Por essa razão, recomenda-se a contratação de seguro médico para a viagem, caso o turista não disponha de outro tipo de seguro válido no exterior. Salvo poucas exceções (como dentistas e oculistas), não há atendimento privado. Em caso de emergência médica, o turista deve dirigir-se a um hospital ou ligar para o número 911 para chamar uma ambulância. Em casos de menor gravidade, existe o recurso às chamadas "walk in clinics", as quais recebem pacientes por ordem de chegada, todos os dias da semana.

Seguro-saúde

O sistema de saúde canadense é muito eficiente e, para canadenses, residentes permanentes ou (a depender da região) estudantes, grátis. Para todas as outras pessoas, incluindo turistas e estudantes que não tenham cumprido o período de carência para utilização do sistema público de saúde (em British Columbia ou em Saskatchewan, a carência é de 6 meses e, em Alberta, de 1 ano), deve-se providenciar, ainda no Brasil, seguro internacional de saúde. Os preços dos serviços médicos no Canadá podem ser bastante expressivos: uma simples consulta em clinica que não exige agendamento pode custar no mínimo CAD$100, ao passo que extrair um siso custa no mínimo CAD$800 e uma perna quebrada pode custar até CAD$40.000.

Vacinação

No momento, não há exigência de vacinação para turistas provenientes do Brasil.

Endemias em geral

Não há doenças endêmicas no Canadá.

Condições ambientais

O Canadá é país de grande emissão de dióxido de carbono. Durante períodos de excessiva poluição, é recomendável que crianças, pessoas sensíveis e/ou com problemas respiratórios adotem precauções para reduzir a exposição a poluentes. Para cidadãos brasileiros com plano de residir no país, pode ser recomendável manter um purificador de ar nos principais cômodos da casa.

Inverno

O inverno do Canadá pode ser bastante rigoroso. Em British Columbia, há pouquíssimo sol durante o inverno. Em Alberta há sol, mas o frio é muito mais intenso. Em Vancouver, o sol se põe por volta das 16h, dando a sensação de noite permanente. Durante esse período, recomenda-se que cidadãos brasileiros ingiram vitamina D em cápsulas ou gotas para se adaptar a ausência de sol e às diferenças climáticas. Vitamina D é amplamente encontrada nas maiores redes de farmácia do Canadá – London Drugs e Shoppers Drugmart – e não precisam de receita médica.

Farmácias

Existem redes de farmácias que ficam abertas 24 horas. O viajante deve trazer medicamentos cuja venda dependa de receitas médicas, pois não serão vendidos sem receita no Canadá e será difícil conseguir consulta médica em curto
prazo para receber nova receita.

Medicamentos

No Canadá, a venda de medicamentos é estritamente controlada. Existem opções de remédios que não precisam de receita médica e pode-se consultar o farmacêutico para verificar qual a melhor. Todavia, cidadãos brasileiros que façam uso de medicamento controlado não conseguirão seus remédios sem receita. Esses cidadãos devem pedir ao médico, no Brasil, a receita médica e viajar ao Canadá com uma quantidade de remédio suficiente para no máximo 90 dias. Necessitando de mais medicamentos, será necessário ir a uma clínica canadense e pedir uma nova receita ao médico, apresentando a receita antiga.

Contatos importantes

Lista com endereços de hospitais, médicos e clínicas em Ottawa está disponível no endereço http://ottawa.ca/en/residents/publichealth/healthcare/finding-healthcare#P83_2661. Para endereços em Gatineau, consultar a página http://www.ohssn.org/Services/Gatineau.html.

Transportes

Infraestrutura de transportes

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na página Carteira de Habilitação do Portal Consular.

Transporte de longa distância

Como o Brasil, o Canadá tem um dos 20 maiores territórios do mundo. Viagens entre as diversas regiões do país podem demandar tempo considerável, mesmo se feitas por avião ou meios de transporte de grande velocidade. Cidadãos brasileiros devem ter isso em mente ao planejar viagens ao país.

Transporte aéreo     

Montreal: O aeroporto internacional de Montreal (YUL - Pierre Elliott Trudeau, ou aeroporto de Dorval) fica a 20 km do centro da cidade e é uma das bases da Air Canada. Cerca de 15 milhões de pessoas transitam por YUL a cada ano, inclusive cerca de 1 milhão de passageiros na rota Montreal-Paris (a sétima maior entre uma localidade não-europeia e uma europeia). Há voos diretos para cinco continentes (América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Europa). O aeroporto também conta com uma fábrica da Bombardier em seu complexo.

Ottawa e Québec: A região de Ottawa/Gatineau conta com aeroporto internacional (ver endereço http://ottawa-airport.ca/).

Transporte ferroviário       

Montreal: há trens de passageiros para destinos como Toronto, Ottawa, Québec City (pela VIA Rail) e para Nova York (via Amtrack).

Ottawa e Québec: Para o transporte intermunicipal ou interprovincial, há serviços relativamente baratos e confortáveis de trens (www.viarail.ca).

Transporte marítimo          

Montreal: o porto de Montreal, às margens do rio São Lourenço (ligação entre os Grandes Lagos na fronteira canadense-estadunidense e o Atlântico), é um dos mais movimentados portos fluviais do mundo. Há várias opções de deslocamento turístico, a exemplo do http://www.bateaumouche.ca/.

Transporte público  

O Canadá conta com amplo sistema de transportes públicos, como skytrain, seabus e ônibus. Todos eles têm aviso sonoro e letreiro eletrônico que indicam qual a próxima parada, o que é muito útil para aqueles que não dominam o idioma inglês.

Ônibus: Ao andar de ônibus, atente-se para a luz verde que fica encima da porta. Assim que ela acender é só dar um leve empurrão na porta e aí sim ela abre. Não se deve tentar abrir com a luz apagada. Espera-se que o motorista seja cumprimentado pelo passageiro que entra e desce do ônibus.

Para o transporte intermunicipal ou interprovincial, há serviços relativamente baratos e confortáveis de ônibus (www.greyhound.ca).

Vancouver: O transporte público em Vancouver é dividido em 3 zonas e paga-se a tarifa de acordo com a região de destino. A zona 1 é Vancouver, a zona 2 são os subúrbios em volta de Vancouver (Rjchmond, Stevenson, Burnaby, North Vancouver, West Vancouver e New Westminster), é a zona 3 são as demais regiões (Surrey, Delta, Langley, Cloverdale, White Rock, Coquitlam, Port Coquitlam e etc). Existem três opções parar comprar de bilhetes de transporte público, o passe mensal (que tem uso ilimitado para a zona que você escolher), o passe unitário (que pode ser comprado em blocos de 10 passes), ou o passe diário (que é comprado cada vez que o transporte publico for usado.

British Columbia: Em Bristish Columbia, se você for usar o ônibus, você precisa ter o valor exato da tarifa em moedas já que não existe cobrador e o motorista não dá troco.

Montreal: O sistema de transporte público de Montreal é gerido pela empresa pública STM (http://www.stm.info/) e é considerado eficiente, limpo e seguro. O sistema é integrado e com um cartão com chip (Opus Card) pode-se acessar metrô e rede de ônibus. Uma viagem custa CAD 3.00, dez viagens CAD 25.00 e um passe mensal ilimitado CAD 79.50.

Ottawa: O transporte público é realizado por frotas de ônibus e táxis. Os ônibus são relativamente modernos e cobrem rotas variadas, abrangendo toda a cidade de forma satisfatória. A tarifa individual é de CAN$ 3,40 (ou CAN$ 2,70, em cartões pré-pagos). Há tarifas mais reduzidas para cartões de uso mais prolongado (e.g., mensal), conforme a tabela constante do sítio www.octranspo.com. Os ônibus não dispõem de cobradores, pelo que o passageiro que viaje sem cartões pré-pagos deve pagar o valor exato da passagem. Preços e locais de venda de bilhetes, horários e rotas podem ser consultados no endereço www.octranspo.com. Está disponível, ademais, aplicativo para celular com rotas e horários precisos de partida e chegada, o que pode ser especialmente útil nos meses de inverno.

Québec: Gatineau tem sua própria rede de transporte público (http://www.sto.ca/index.php?id=2&L=en), que utiliza bilhetes diferentes. Para o turista que deseje transporte durante um dia nas duas regiões da cidade, pode ser de interesse comprar um passe de dia (http://www.octranspo1.com/tickets-and-passes/daypasses).

Em qualquer região do Canadá, utilizar o transporte público sem bilhete válido não é permitido. Cidadãos pegos em transporte público sem bilhete válido devem pagar multa.

Táxis  

Em seus deslocamentos, o turista deve optar por meios de transporte seguros: usar os serviços de táxis com agendamento por telefone ou os táxis recomendados pelos principais hotéis, evitando tomar táxis avulsos.

Montreal: Montreal conta com frota de 4.431 táxis licenciados identificados apenas pela lanterna de táxi no teto do veículo. Todos tem taximetro e não há diferença de tarifa noturna ou de fim de semana (“bandeiras”), a tarifa é única. Um recibo pode ser solicitado e a gorjeta é facultativa, porém usual (normalmente 10 a 20% do valor da corrida, costumeiramente 15%). A lanterna ligada significa táxi livre e o carro pode ser pego na rua. Lanterna desligada significa que o táxi já tem passageiro. Há 459 pontos de táxi, identificáveis em mapa no endereço http://ville.montreal.qc.ca/portal/page?_pageid=8177,92215619&_dad=portal&_schema=PORTAL

Ottawa: As tarifas de táxi podem ser pagas em cartão de débito ou de crédito, desde que o motorista seja advertido antes da corrida. O deslocamento do centro da cidade ao aeroporto, que dura algo entre 30 e 40 minutos, custa algo como CAN$ 30,00. Preços e tempo de percurso podem ser estimados no sítio www.ottawa.taxime.ca.

As tarifas de táxi podem ser pagas em cartão de débito ou de crédito, desde que se informe o motorista antes da corrida. As principais companhias de taxi são a Blue Line ( 1 (613) 238-1111) e a Capital Taxi ( 1 (613) 744-3333), em Ottawa, e, em Gatineau, a Regal Taxi ( 1 (819) 777-5231).

Transporte rodoviário        

A rede de estradas é boa e bem conservada. É preciso cuidado durante os meses de inverno. Apesar de haver permanente manutenção das ruas e estradas para evitar acúmulo de neve e gelo, há momentos em que o serviço de manutenção e limpeza não chega a tempo. É necessário reduzir a velocidade e tomar muito cuidado na hora de frear e de fazer curvas, para evitar deslizar e/ou perder o controle do veículo.

Montreal: A circulação com automóvel é, em geral, fluída na ilha de Montreal, no centro da cidade e em seus bairros mais próximos. As pontes de acesso à margem sul e norte da ilha apresentam sinais de saturação, com trânsito lento e eventuais congestionamentos nos horários de pico. As vias expressas que ligam o centro da cidade à zona oeste e leste também pode apresentar trânsito lento em horários de maior movimentação.

Ottawa: Na Província de Ontário, não é obrigatório o uso de pneus de inverno durante essa estação, embora seja recomendado.

Inverno

Cuidado especial deve ser tido com o gelo e em dias em que houver alerta de chuva congelante ou congelada, assim como durante tempestades de neve. Os carros normalmente estão equipados com pneus especiais para inverno. Não se usam correntes ou mantas com aderência especial para os pneus, como ocorre na Europa. Em caso de aluguel de veículo, recomenda-se indagar a respeito do tipo de pneu, para avaliar os cuidados que serão necessários na estrada.

Maioridade

Apesar de a idade mínima para dirigir nas províncias de Ontário e Québec ser 16 anos, motoristas com essa idade normalmente dirigem acompanhados ou com restrições. Na prática, portanto, a idade para dirigir é 18 anos.

Aluguel de veículos

Estão presentes no Canadá as principais empresas internacionais de aluguel de veículos, com locais de aluguel nos aeroportos e nos centros das cidades.

Carteira de Habilitação

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é válida no Canadá, por prazo limitado contado a partir da data de chegada no Canadá. Como a validade muda de acordo com a província; o ideal é buscar mais informações sobre os requisitos para cada região.

British Columbia www.icbc.com/driver-licensing/moving-bc/other-country

Alberta: www.servicealberta.ca/1671.cfm   

Saskatchawan: www.saskimmigrationcanada.ca/drivers-licence     

Em Ontário (Ottawa) e Québec (Gatineau), a carteira de motorista brasileira é válida por período máximo de 90 dias e de 180 dias, respectivamente.       

 Multas           

Onde não há limite de velocidade indicado em placas, a velocidade máxima é de 50 km/hora em perímetro urbano e 80 km/hora em outras vias. Nas autovias, a velocidade máxima é 100 km/hora.

A legislação provincial é muito estrita em relação ao consumo de álcool e outras substâncias por motoristas. Em Ontário e Québec, por exemplo, existe tolerância zero para o consumo de álcool por motoristas de até 21. A partir dos 22 anos, será realizado teste para avaliar o teor de álcool no sangue. Recomenda-se, portanto, não consumir álcool se for dirigir. Também não há tolerância para o consumo de drogas.

Estacionamento

O estacionamento nas ruas é pago. É preciso pagar de forma antecipada pelo período que se deseja estacionar e, na maioria dos locais, há um limite máximo de tempo de estacionamento. É preciso ficar atento para evitar estacionamento em locais proibidos, para evitar as altas multas e que o veículo seja rebocado.

Ciclismo

Montreal: De abril a novembro, Montreal conta com o amplo sistema "BIXI" (misto de "bicyclette" e "taxi") de aluguel bicicletas públicas em estações automatizadas, outra opção de transporte público extremamente prática para deslocamentos de até 45 minutos (na prática, em toda zona central e bairros próximos da ilha de Montreal, dado que em 45 minutos pode-se percorrer mais de 14 quilômetros em uma velocidade normal). As bicicletas podem ser retiradas de qualquer totem 24 horas por dia, com uso de um cartão de crédito ou de uma chave (para usuários registrados). Os primeiros 45 minutos são gratuitos para usuários registrados (30 minutos para usuários eventuais) e há uma taxa anual de CAD 82,50 (CAD 5,00 para 24 horas no plano eventual). Há ampla rede de ciclovias e as bicicletas podem ser utilizadas em qualquer rua, seguindo-se as regras de trânsito normais que seriam aplicadas a uma motocicleta (andar no sentido da via, não subir em calçadas, dar preferência para os pedestres nas conversões, parar totalmente no sinal vermelho, etc). Bicicletas privadas também são aceitas no metrô (primeiro carro) e em boa parte dos ônibus.

Pedestres

Somente atravesse nas faixas e quando o sinal estiver aberto. É importante notar que o pedestre sempre tem preferência nas ruas do centro das cidades canadenses. Nas conversões à direita, mesmo com o semáforo aberto para o motorista, é preciso aguardar com o carro totalmente parado a passagem de todos os pedestres e bicicletas.

Infraestrutura turística

Orientações gerais

Ao planejar suas viagens, cidadãos brasileiros devem estar cientes de orientações básicas, válidas para todo tipo de viagem ao exterior, independentemente do país escolhido como destino. Recomenda-se, assim, a leitura cuidadosa das informações disponíveis em Orientações gerais para quem vai viajar ao exterior.

Viagens terrestres ao Canadá

Turistas que desejem entrar no Canadá de carro devem ter presente que é preciso passar pelos postos de fronteira com os Estados Unidos, nos quais há inspeções de veículos e de documentação e pode haver demora.

Turismo de aventura

No período de inverno, muitos cidadãos brasileiros no Canadá praticam atividades e esportes de inverno, como esqui, snowboard, snowshoeing e ice skating. Nesse sentido, turistas brasileiros devem contratar seguro-saúde que ofereça cobertura contra ferimentos decorrentes de acidentes ocasionados por esses esportes. Mais informações podem ser obtidas no aviso "Deslocamentos ou permanência em áreas de risco ou potencial", disponível aqui.

Moradia

Recomenda-se que cidadãos brasileiros com pretensão de morar no Canadá certifiquem-se de estarem alugando imóvel diretamente do locatário ou dono do um contrato com todas as regras sobre o que pode e o que não pode fazer na propriedade que você está alugando. A prática de sub-locação nem sempre é aceita no país. Para estar ciente de todos os deveres e direitos previstos na lei canadense, pode-se contatar o Residential Tenancy Branch, por meio do endereço eletrônico www.rto.gov.bc.ca

Clima

Ottawa: Na região da capital nacional, por exemplo, o clima pode variar de quente e úmido no verão (com temperaturas médias por volta dos 28°C, e máximas por volta dos 35° C) a extremamente frio no inverno (com temperaturas médias por volta de -15° C, e mínimas próximas aos -30° C).

Vancouver: Vancouver oferece temperaturas amenas o ano todo. Por volta de 20 graus Celsius no Verão, podendo chegar até a 30 graus. No inverno as temperaturas variam entre 0º e 5º Celsius. O inverno é muito úmido, mas raramente neva, exceto nas encostas locais de esqui. O inverno de Vancouver pode ser escuro, na medida em que o céu da cidade durante essa estação muitas vezes fica encoberto com nuvens de baixa altitude. No Verão, entre junho a setembro, praticamente não há chuvas. Nos meses de julho e agosto o Sol se põe por volta das 10h da noite e nasce às 5h30 da manhã.

Montreal: Quatro estações bem definidas. Sete meses por ano de frio (temperatura média abaixo de 10º C), com inverno de temperaturas gélidas (mínimas médias de até -20ºC com sensação térmica ainda inferior – chegando eventualmente até -40ºC) e máximas que não superam, em janeiro, -5ºC, com grandes precipitações e acúmulo de neve (de novembro a fins de abril – abril sendo tipicamente o mês do degelo). Cinco meses de temperaturas agradáveis a quentes (maio a setembro), com máximas entre 23ºC e 26ºC (com sensação térmica superior) no verão e 19ºC nos meses final e inicial da primavera e do outono.

Ottawa: Ottawa tem quatro estações bem definidas. O clima varia de quente e úmido no verão (com temperaturas médias por volta dos 28° C, e máximas por volta dos 35° C) a extremamente frio no inverno (com temperaturas médias por volta de -15° C, e mínimas próximas aos -30° C).

Sistema métrico

O Canadá adotou o sistema métrico em 1970, mas o sistema imperial britânico continua a ser utilizado em alguns setores da economia canadense. De todo modo, os canadenses em geral medem a temperatura em graus Celsius, as distâncias em metros, o peso em gramas e o volume em litros.

Padrões de rede elétrica

110 Volts e 60 Hertz. As tomadas são NEMA 5-15 Type B (dois pinos chatos paralelos e um terceiro pino redondo, acima).

Fuso horários

O Canadá tem seis fusos horários, com uma diferença máxima de 5 horas e meia entre leste (St. John`s) e oeste (Vancouver).

Comunicação e idiomas      

Os idiomas oficiais são o inglês e o francês. O viajante brasileiro deve ter presente que a maioria dos canadenses fala inglês e que, segundo o Governo canadense, somente cerca de 17% são bilíngues.

Québec: Vale notar, ademais, que em certas partes do Québec se fala somente francês.

Ottawa: Localizada na divisa entre a província majoritariamente anglófona de Ontário e a de maioria francófona do Québec, a metrópole é oficialmente bilíngue desde 2002. Os prestadores de serviços em geral, assim como os funcionários públicos federais, costumam ser bilíngues. Nas ruas e nos espaços públicos, é mais frequente o uso do inglês.

Bancos

Bancos estrangeiros com operação no Brasil operam, também, no país. Destaca-se, no Canadá, o HSBC          

Câmbio e moeda

A moeda é o dólar canadense (apelidado de "loonie"). Há notas de 5, 10, 20, 50 e 100 dólares e moedas de 2 dólares, 1 dólar, 50 centavos, 25 centavos, 10 centavos e 5 centavos. Para a taxa oficial diária de câmbio, consulte a página do Banco Central do Canadá (http://www.bankofcanada.ca/).

Estabelecimentos comerciais          

De maneira geral, os dias começam e terminam cedo, com impacto sobre os horários das refeições (por exemplo, os canadenses começam a almoçar entre as 11 horas e o meio-dia e, muitas vezes, os restaurantes já não servem às 14 horas) e de muitas lojas e serviços. Há, porém, redes de restaurantes e lojas que ficam abertos e atendem em horários mais prolongados.

Ottawa: A capital do Canadá conta com shopping centers fechados (Rideau, Saint Laurent, Bayshore e Place d’Orleans, entre os mais importantes) e com diversas áreas de comércio abertas. A cidade conta ainda com boas redes de supermercado e pequenos distribuidores de produtos alimentícios de diversos países. Entre os maiores supermercados estão o Loblaws (preços um pouco acima dos competidores mas com uma maior opção de produtos), o Metro (supermercado com bons produtos, mas com menor variedade) e o Farmboy (apenas verduras, frutas, carnes e alimentação mais integral). Outra opção é o COSCO, que vende apenas em grandes quantidades e somente para associados. Alguns produtos brasileiros podem ser encontrados na quitanda portuguesa Mario´s (www.mariosfoodcentre.com).

Cartões de crédito e débito

Hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos aceitam os principais cartões de crédito (American Express, Visa e Mastercard).

Ligações internacionais

Para ligar para o Brasil, deve-se digitar 011 + 55 + código da cidade no Brasil (sem o zero) + número do telefone.

Pelo plano Brasil Direto, a Embratel oferece a possibilidade de que cidadãos brasileiros possam ligar para um número telefônico no Brasil a partir de telefone público, fixo ou celular no exterior. As ligações são pagas somente a partir do Brasil. Em caso de dúvidas, é possível contatar um telefonista da Embratel, que atende em português. Para mais informações sobre o plano Brasil Direto, inclusive sobre países de abrangência e valores, consulte o portal da Embratel, em http://portal.embratel.com.br/fazum21/brasil-direto/numeros-de-acesso/.

Defesa do consumidor

O tema é regulado na legislação de cada província. De modo geral, cada vendedor tem suas regras específicas quanto à devolução de produtos (e.g., não se aceita a devolução de produtos de uso pessoal, como roupas de banho; mercadorias somente podem ser trocadas por outras mercadorias, e não por dinheiro; há prazo máximo para a devolução, e os produtos devem conter a etiqueta original e não apresentar sinais de uso). Convém informar-se das regras aplicáveis a cada produto em especial.

Informações adicionais

Para informações gerais sobre o Canadá, recomenda-se visitar a seguinte página:

http://www.cic.gc.ca/englisH/visit/index.asp

Para informações turísticas sobre a cidade de Ottawa, ver o seguinte endereço:
http://www.ottawatourism.ca/en/

Para informações turísticas sobre a cidade de Gatineau, ver o seguinte endereço:
http://www.ville.gatineau.qc.ca/portail/default.aspx?p=quoi_faire

Costumes locais e legislações específicas

Legislação local

Durante sua estadia em outro país, cidadãos brasileiros estão sujeitos às leis locais, ainda que elas sejam bem diferentes da legislação do Brasil. Viajantes que desobedeçam às leis locais podem ser multados, processados ou presos. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros estudem a legislação e os costumes do destino escolhido, contatando, se necessário, a Embaixada ou Repartição consular do Brasil no exterior, em caso de dúvidas sobre questões pontuais.

Questões de gênero

Normas legais e/ou religiosas que regulam o direito das mulheres podem variar consideravelmente de país a país. Cidadãs brasileiras podem encontrar, em outros países, realidade completamente diferente daquela do Brasil. Recomenda-se que mulheres em viagens ao exterior leiam  detalhadamente as informações da página "Mulheres em viagens ao exterior".

Prisão de cidadão brasileiro

Em caso de prisões envolvendo cidadãos brasileiros, os detidos têm o direito de contatar agentes consulares do Brasil para pedir assistência. Nesses casos, nacionais devem sempre requisitar às autoridades policiais locais que comuniquem a situação à Embaixada ou Repartição consular brasileira o mais rápido possível. O Posto esclarecerá ao brasileiro detido quais são seus direitos no país e prestará apoio para que sua integridade física e psicológica seja respeitada. Para mais informações, deve-se acessar a página Detenção no exterior. Em casos de detenção por tráfico de drogas, recomenda-se, ainda, a leitura do guia Detenção por tráfico de drogas no exterior.

Identificação

Pela lei local, todos os cidadãos estrangeiros no país devem portar documento de identificação. Assim, recomenda-se que cidadãos brasileiros portem, a todo momento,  cópia do passaporte brasileiro, deixando o original em local seguro, para evitar perdas ou furtos.  Autoridades policiais podem requisitar, a qualquer momento, prova de identificação. Nessas ocasiões, cidadãos que não tenham em mãos documento de identidade estão sujeitos a multas, possíveis interrogatórios e, em casos mais graves, até detenção.

Sincretismo cultural

O Canadá é um país democrático, multiétnico e multicultural. Grande parte da população canadense é composta por imigrantes das mais variadas origens, o que faz com que os estrangeiros sejam bem vindos e bem recebidos. A maioria das práticas e costumes é semelhante às do Brasil. Existem, entretanto, algumas especificidades e regras que devem ser consideradas pelo viajante.

Documento de Identificação

Alguns estados do Canadá emitem documento de identificação que funcionam como o RG no Brasil. É o caso da BCID – British Columbia Identification Card. Cidadãos brasileiros que tenham documentos do tipo podem deixar o passaporte em casa ou em local seguro, e portar apenas o documento canadense de identificação quando se locomover pelo Canadá, para evitar perda do passaporte.

Conduta social

Os canadenses geralmente não beijam no rosto quando se cumprimentam. Podem dar apertos de mãos se não forem íntimos ou um abraço rápido caso já tenham intimidade.

Tolerância religiosa

Por tratar-se de país multicultural, com imigrantes das mais variadas procedências, as principais cidades do Canadá contam com espaços religiosos dos mais distintos cultos. 

Tolerância LGBT 

A tolerância e o respeito a cidadãos LGBT variam de país a país. Para mais informações, recomenda-se a leitura cuidadosa da página LGBT em viagens ao exterior.

Portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida

O sistema de metrô pode ser acessado pela maioria dos modelos de cadeira de rodas, manuais ou motorizadas, bem como por “scooters” de três ou quatro rodas. O comprimento máximo deve ser de 117 cm e a largura máxima de 66 cm. É desaconselhado o uso de cadeiras de rodas equipadas com compartimentos de bagagem traseiros muito volumosos. O embarque de pessoas com cadeiras de roda é feito preferencialmente pelo primeiro carro, para que o operador do trem possa ver o passageiro. Durante o inverno, a acessibilidade no transporte público, sobretudo nos ônibus, tende a ficar prejudicada pelas grandes precipitações de neve, tornando o deslocamento em cadeira de roda difícil ou inviável.

Maioridade

A maioridade no Canadá varia conforme a região do país. Em British Columbia e Saskatchewan, a maioridade começa aos 19 anos. Já em Alberta é aos 18.

Minorias       

Montreal: Cerca de 20,3% da população de Montreal é considerada como pertencendo a “minorias étnicas aparentes” (não-brancos: negros, sul-asiáticos, chineses e latino-americanos) e mais de 30% da população é composta por estrangeiros e migrantes de primeira geração. A cidade orgulha-se de seu multiculturalismo e bilinguismo e a assimilação e integração cultural e econômica de minorias pode ser considerada elevada. Minorias religiosas têm sua liberdade de culto garantida, e a cidade é considerada como estando na vanguarda da defesa dos direitos da população de orientação sexual e identidade de gênero minoritária, tendo adotado oficialmente em 2006 a Declaração de Montreal sobre Direitos Humanos para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros, ao fim da maior conferência sobre o tema até então realizada no mundo.

Gorjeta

No Canadá é normal e esperado que o turista dê gorjetas. É uma regra social e vai de 10% a 15% do valor da conta antes do imposto nos bares e restaurantes. Os taxistas também esperam receber gorjeta. Não dar gorjeta é percebido como crítica ao serviço recebido.

Drogas lícitas            

É proibido fumar cigarros e cigarrilhas de tabaco em lugares públicos – como parques, perto de entradas de prédios e até mesmo dentro do seu apartamento. É necessário manter distância, normalmente de 6 metros, da porta dos estabelecimentos. Ao desobedecer à regar, corre-se o risco de levar multa.

Beber na rua é proibido. O consumo de bebida alcoólica no Canadá só é permitido dentro de locais licenciados. A idade mínima para consumo é 19 anos, e os horários autorizados para consumo de álcool em lugares como restaurantes e bares é das 11h às 2h da manhã. Beber em público (em lugares que não sejam licenciados) é proibido e as penalidades por beber e dirigir são rígidas.

Na Província de Ontário, somente as lojas da LCBO (Liquor Control Board of Ontario), The Beer Store e algumas lojas licenciadas vendem bebidas alcoólicas em geral.

Em Ottawa (província de Ontário), a idade mínima para consumo é 19 anos, e os horários autorizados para consumo de álcool em lugares como restaurantes e bares é das 11h às 2h da manhã. Beber em locais públicos não autorizados (como parques e ruas) é proibido e as penalidades por beber e dirigir são rígidas. Já em Gatineau, que se rege pelas leis da província de Québec, a idade mínima para o consumo de álcool é 18 anos e também é proibido beber em locais não autorizados.

Em Ottawa é proibido fumar no interior de qualquer espaço público, incluídos restaurantes, bares e cassinos, assim como nos meios de transporte. Ontário é uma das Províncias que aboliu o fumo dentro de carros particulares caso crianças com menos de 16 anos estejam presentes. É necessário ter 21 anos para comprar cigarros. No Québec também é proibido fumar em lugares públicos e a idade mínima para comprar é 18 anos.

Prostituição

A prostituição em si não constitui crime no país. No entanto, as atividades em torno da prática são proibidas, quais sejam: solicitar ou importunar outras pessoas em local público para tais fins, o que se aplica à prostituta e ao cliente, vadiagem para fins de prostituição, controlar ou dirigir atividades desse tipo, coagir alguém a se prostituir, viver dos ganhos da prostituição alheia e manter estabelecimentos com esta finalidade. Também é proibido anunciar publicamente serviços de prostituição.

Entorpecentes

A posse de drogas no Canadá, inclusive de maconha, é crime. Há exceções médicas. Cidadãos com porte de 30 gramas ou menos de maconha estão sujeitos a multa de CAD$1000 e/ou 6 meses de prisão, além de registro criminal. Para quantias superiores, a detenção será imediata. De modo geral, as penas para a posse, o uso e o tráfico de drogas são severas no país, e condenados por um desses crimes podem ser sentenciados a muitos anos de prisão e multas de alto valor.

Feriados nacionais

Para lista de feriados nacionais e regionais, favor consultar a página http://www.statutoryholidays.com/2015.php. As datas de alguns feriados variam anualmente.

Penalidades que destoam das leis brasileiras

A Constituição Federal brasileira de 1988 proíbe a pena de morte (em tempos de paz), prisão perpétua, banimento, trabalhos forçados e quaisquer outras penalidades consideradas cruéis. Nessa linha, o Brasil é membro do Protocolo da Convenção Americana de Direitos Humanos para a Abolição da Pena de Morte (ratificado em 13 de agosto de 1996).

No ordenamento jurídico interno de outros países, as penalidades previstas podem ser bem distintas daquelas permitidas no Brasil. Recorda-se  que cidadãos brasileiros em viagem ao exterior estarão sujeitos às leis do país em que se encontram, podendo ser condenados, inclusive, a penas proibidas no Brasil. 

O ordenamento jurídico do país não contempla pena de morte, prisão perpétua ou castigos corporais.

Informações adicionais

Recomenda-se leitura da seção Guia de países para verificar se há mais informações sobre o destino escolhido.

IMPORTANTE: A relação de fontes para leitura adicional é meramente indicativa. O Itamaraty não se responsabiliza pelo conteúdo do material indicado.

 

http://www.lonelyplanet.com/canada

http://www.fodors.com/world/north-america/canada 

http://www.tourisme-montreal.org/Accueil/

http://ca.askmen.com/montreal/

Para informações sobre as relações diplomáticas do Brasil com a Canadá clique aqui.

Fim do conteúdo da página