Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Líbano

Alertas para este país

Trata-se de alerta que exige pouca cautela. Muitas vezes, refere-se a uma situação já solucionada ou superada, que muito provavelmente não trará maiores efeitos ou consequências para brasileiros que estejam no país. Algum grau de alerta, no entanto, é sempre necessário.
Mulher brasileira no Líbano26/08/2015Líbano
Trata-se de alerta que exige pouca cautela. Muitas vezes, refere-se a uma situação já solucionada ou superada, que muito provavelmente não trará maiores efeitos ou consequências para brasileiros que estejam no país. Algum grau de alerta, no entanto, é sempre necessário.
Fechamento do Consulado-Geral do Brasil em Beirute 02/06/2015Líbano

Informações básicas

Capital Beirute
Língua Árabe
Moeda Libra libanesa 
Validade do passaporte Deve ser válido por 90 dias após a saída
Página do passaporte em branco Uma página é necessária para carimbo de entrada
Visto de turista necessário Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.
Vacinações Nenhuma vacina especifica é necessária para entrada no país
Restrições de moeda para entrar Não há
Restrições de moeda para sair Não há

Recomendações de viagem

A recomendação de viagem do Ministério das Relações Exteriores considera o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem a cidadãos brasileiros.

 

 

Viajar com precauções normais de segurança

 

Viajar com grau moderado de cautela

X

Viajar com alto grau de cautela

 

Evitar viagens não-essenciais  

 

Não viajar

 

Cidadãos brasileiros devem viajar ao Líbano com alto grau de cautela. Para maiores informações, recomenda-se a cuidadosa leitura dos tópicos desta página.     

Cidadãos brasileiros devem ter sempre as informações de contato do Setor Consular da Embaixada do Brasil em Beirute, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais no Líbano.            

A depender da natureza de sua solicitação, a melhor opção poderá ser entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem em primeiro lugar.  Os Postos com serviço consular estão à disposição para auxiliar em casos de maior complexidade. Acesse o Portal Consular para saber o que uma Repartição consular pode ou não pode fazer por você.   

Para assuntos graves e de natureza jurídica, recomenda-se entrar em contato, inicialmente, com as autoridades de polícia e/ou de saúde locais, a partir dos dados de contato informados nos tópicos "Segurança" e "Saúde" do Portal Consular. Caso necessário, a Rede Consular do Brasil poderá ser contatada.

Para solicitações fora do horário de expediente e casos de comprovada emergência, o plantão consular da Embaixada ou Consulado do Brasil poderá ser acionado. Contate a página Emergências do Portal Consular para maiores informações.

Rede Consular do Brasil

Recomenda-se que cidadãos brasileiros portem relação com os números de telefone da Embaixada e/ou do Consulado instalado na região em que pretende transitar ou permanecer. A assistência consular é um direito reconhecido por tratados internacionais, e o cidadão estrangeiro deve sempre exigir das autoridades locais a oportunidade de comunicar-se com Representação Diplomática de seu país. O Itamaraty recorda que a assistência consular prestada ao cidadão brasileiro é isenta de custos, embora não exista previsão legal para o custeio de despesas com, por exemplo, advogados e tratamento médico/hospitalar.

 

Setor Consular da Embaixada do Brasil em Beirute

Endereço: Immeuble Zakhem Plaza, Rua Patriarche Arida (interseção entre as ruas 44 e 45)
Jisr El Bacha, Metn, Líbano

Telefone: +961 1 49-0405

Plantão Consular: (961) 70 108374 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição: http://cgbeirute.itamaraty.gov.br/pt-br/ 

 

Para saber o que uma Embaixada ou Consulado brasileiro pode e não pode fazer por você, clique aqui.

Em caso de morte de cidadão brasileiro no exterior, acidentes, inadmissões e demais emergências consulares, clique aqui.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

Consulados Honorários do Brasil

Em Atualização...

 

Comunidade brasileira e principais destinos

Comunidade brasileira

Estima-se que haja mais de 16 mil brasileiros residentes no Líbano, número que aumenta constantemente, seja pela vinda de nacionais para cá -especialmente mulheres -, seja pela quantidade de libaneses,filhos de brasileiros, que têm seus registros de nascimento efetuados no posto. O fluxo de brasileiros para o Líbano é impulsionado pela existência de cerca de 10 milhões de pessoas de origem libanesa no Brasil, os quais, em geral,cultivam seus vínculos familiares com parentes no Líbano.

Principais destinos   

Beirute é a menor de todas as províncias em extensão (19,8 km² e que tem como capital a própria cidade de Beirute), é a mais populosa, industrializada e rica do país, além de ser um dos principais centros financeiros e turísticos do Oriente Médio.

Entrada

O conteúdo a seguir está sujeito a mudanças e pode não ter as informações completas que assegurem a entrada no país escolhido. Para mais informações, recomenda-se a leitura completa das páginas do Portal Consular, incluindo os alertas migratórios e a seção Vistos. Recomenda-se, ainda, que, antes de viajar, cidadãos brasileiros contatem uma Embaixada ou Consulado do país escolhido como destino para certificar-se dos requisitos de visto e entrada e permanência.

Inadmissões de cidadãos brasileiros

A prerrogativa de cada país de determinar quem pode ou não entrar em seu território é decisão soberana de cada Estado. O Governo do Brasil não poderá intervir a favor de cidadãos brasileiros não admitidos por não terem cumprido os requerimentos de entrada.

O Ministério das Relações Exteriores tem mantido contatos sistemáticos com autoridades estrangeiras, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de adoção de critérios claros na política de controle migratório, de maneira a serem evitados comportamentos que possam ser interpretados como discriminatórios ou que atentem contra a dignidade e moralidade dos indivíduos.

Recomenda-se a leitura da seção Inadmissões/deportações de cidadãos brasileiros para mais informações.

Febre amarela          

A febre amarela é considerada endêmica no Brasil. Por isso, alguns países podem exigir de cidadãos brasileiros comprovante de vacinação contra a doença. Mais informações sobre o assunto e outras vacinas eventualmente necessárias podem ser encontradas no tópico Saúde do viajante.

Visto

Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.

Visto na chegada      

Cidadãos brasileiros que viajam exclusivamente a turismo e que não obtiveram o necessário visto no exterior poderão também obtê-lo ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Beirute, este com duração de, no máximo, 30 dias. Aconselha-se, no entanto, que seja efetuado contato prévio com repartições diplomáticas e consulares libanesas antes de embarcar para o país.

Requisitos de entrada           

Para obtenção do visto, o passaporte deverá ser válido por ao menos 90 dias após a entrada. É necessário haver pelo menos uma página em branco no passaporte para a aposição do carimbo de entrada no Líbano.

Viagens a Israel       

Observe-se que, em função da situação regional no Oriente Médio, os passaportes dos viajantes não poderão conter quaisquer registros de passagem por território israelense, sob pena de não poderem seus titulares ingressar em território libanês.

Vacinação     

Nenhuma vacina específica é necessária para o turista ingressar no Líbano.

Porte de dinheiro      

Não há restrição de quantidade de moeda para entrar no Líbano.

Dupla nacionalidade 

Ainda que o Líbano permita a dupla nacionalidade, no Brasil, nacionais devem entrar e sair portando passaporte brasileiro e, no Líbano, devem entrar e sair com os documentos libaneses. Assim, cidadãos com dupla nacionalidade devem viajar necessariamente com os dois passaportes. Mais informações estão disponíveis no aviso Brasileiros com dupla nacionalidade.

Entrada de menores

Em esforços para prevenir sequestro internacional de menores, alguns Governos estrangeiros começaram a verificar o status de menores em pontos de entrada do país. Essas verificações frequentemente incluem exigência de documentos que comprovem a relação do menor com a pessoa que o estiver acompanhando e autorização de viagem,  por escrito,  do genitor ausente. Caso um dos genitores tenha falecido, é necessário portar cópia do certificado de óbito. Para mais informações, pode-se acessar a página Viagem de menores brasileiros ao exterior.

Saída de menores     

Esposas brasileiras de nacionais libaneses que possuem filhos menores e que tencionem visitar/residir no Líbano devem ter em mente que, de maneira geral, o menor no Líbano está sujeito à autoridade paterna, devendo residir na casa do pai, o qual possui sempre a custódia da criança. É fundamental ter presente tal fato, especialmente em caso de dissolução de casamento em território libanês. A legislação local permite ao marido colocar aviso no Aeroporto Internacional de Beirute e nos portos, de maneira a impedir que seus filhos menores e/ou esposa deixem o Líbano.

Entrada de animais domésticos      

Para a entrada de animais domésticos no Líbano, requer-se certificado de vacinação internacional do animal. Referido certificado poderá ser concedido por veterinário brasileiro. Os cães devem ser vacinados contra a raiva pelo menos 30 dias antes da data de partida. Para a entrada de animais domésticos no Líbano, uma taxa de cerca de 5% do valor do animal doméstico estimada pela Alfândega Libanesa deverá ser-lhe paga.

Informações adicionais        

Mais informações sobre obtenção de vistos para entrada no Líbano estão disponíveis nos portais www.libano.org.brwww.consulados.com.br/libano.        

Permanência

Imigração irregular

Assistência consular é prestada a todos os cidadãos brasileiros no exterior, independentemente de sua situação migratória. No entanto, o Governo brasileiro recomenda fortemente que nacionais do Brasil no exterior busquem sempre estar em situação migratória regular. A legislação de determinados países pode punir a imigração irregular de maneiras severas, prevendo multas de valor expressivo e, em alguns casos, detenção. Recomenda-se, nesse sentido, a leitura detalhada das informações publicadas na seção Imigrar para outros países.

Estudantes brasileiros no exterior  

Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil. Antes de viajar, recomenda-se anotar os números de contato da Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo, em caso de necessidade, e efetuar sua matrícula consular na Representação brasileira, para que possa entrar em contato em caso de emergências.  Se tiver de usar medicamentos para condição de saúde ou enfermidade, deve-se verificar se a receita médica será válida no país de estudo ou quais seriam as exigências para receber receita médica no local. Mais informações estão disponíveis na seção Estudar em outros países.

Trabalhar no exterior           

Modelos, jogadores/técnicos de futebol e outros profissionais brasileiros que pretendem trabalhar no exterior devem ler cuidadosamente a cartilha Orientações para o Trabalho no Exterior, elaborada para ajudar cidadãos brasileiros que pretendem trabalhar no exterior. Recomenda-se vivamente que a leitura seja feita antes da assinatura de qualquer contrato de trabalho com clube, empresa ou representação estrangeira.

Extensão do visto     

É possível renovar o visto de turismo pelo mesmo período que foi concedido originalmente. Para tanto, o viajante deverá comparecer à sede da Segurança Geral libanesa (www.general-security.gov.lb), munido de seu passaporte e de eventuais outros documentos mencionados no sítio eletrônico do órgão.

Viagens a trabalho   

Caso o interessado tencione exercer atividade remunerada no Líbano, deverá apresentar vínculo empregatício com empregador libanês, o qual se responsabilizará pela estada do estrangeiro no país.

Informações adicionais        

Cidadãos brasileiros poderão encontrar mais informações sobre permanência no Líbano por meio do portal  www.general-security.gov.lb.

Segurança

Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, cidadãos brasileiros devem permanecer atentos e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo. Em caso de ocorrência de crimes com vítimas, cidadãos brasileiros devem contatar imediatamente as autoridades policiais locais e a Embaixada ou Repartição consular do Brasil mais próxima. Para mais informações, pode-se acessar a informação Segurança do viajante.

Perda de documentos brasileiros    

No exterior, cidadãos brasileiros devem ter sempre o máximo de cuidado com seu passaporte brasileiro e seguir todas as orientações escritas nas páginas do documento de viagem. Durante a viagem, recomenda-se manter cópia autenticada de documento de identidade e de certidão de nascimento, além de cópia simples do passaporte em local seguro. A posse dessas cópias facilitará a emissão de novo passaporte, em caso de perda ou furto dos documentos originais. Cidadãos que estejam em retorno ao Brasil podem solicitar Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), cuja emissão é mais rápida e mais barata que um novo passaporte, sob determinadas condições. Em caso de dúvidas, recomenda-se a leitura das informações da seção Perda de documentos brasileiros no exterior e, para saber sobre emissão de documentos brasileiros no exterior, pode-se consultar a página Emissão de documentos no exterior.

Vítimas de crimes     

Providências que o cidadão brasileiro deve tomar caso seja vítima de algum crime:

a) consultar um médico, se necessário;

b) dirigir-se imediatamente à autoridade policial mais próxima e registrar boletim de ocorrência, com as seguintes informações: data, local e hora do incidente, perdas materiais e lesões corporais da agressão ou crime (fornecendo todos os elementos úteis ao inquérito); descrição física do autor, tipo e cores de vestimenta, sinais particulares, modelo, cor e número de placa do automóvel, se for o caso;

c) informar Representação diplomática ou Repartição consular do Brasil sobre sua situação.

ALERTA DE VIAGEM

Cidadãos brasileiros devem viajar ao Líbano com alto grau de cautela.

Cidadãos brasileiros no Líbano devem manter contato permanente com o Setor Consular da Embaixada do Brasil em Beirute, ter seus documentos de viagem sempre atualizados.

Segurança pública

Em função da situação securitária atualmente experimentada na região, com um alto grau de imprevisibilidade quanto à sua evolução, recomenda-se ao viajante brasileiro viajar com alto grau de cautela para o Líbano. Tendo em vista o contexto de instabilidade regional, é recomendável que o viajante esteja ciente da situação política experimentada na região. O viajante deve ter sempre em mente o potencial de rápida escalada de eventuais conflitos, que podem traduzir-se em dificuldades de livre movimento no território do país (inclusive, com a possibilidade de que haja obstáculos para chegar até o Aeroporto Internacional de Beirute ou aos portos).

Criminalidade           

Em Beirute, diante da evolução mais recente dos acontecimentos, além do relativo risco de violência urbana, recomenda-se adotar uma atitude vigilante.

Áreas restritas

O nacional brasileiro deverá exercer especial cuidado caso tenha de transitar na região fronteiriça com a Síria, no Vale do Bekaa, regiões onde são mais perceptíveis as tensões oriundas do conflito da Síria, e ao sul do Rio Litani (onde ainda existem minas não-desativadas).

Terrorismo    

Devido ao conflito na Síria e às tensões sectárias na sociedade libanesa, há risco de atentados, inclusive em Beirute. No final de 2013 e início de 2014, houve aumento no número de atentados, com frequência não observada em 2015. Para mais informações sobre atentados terroristas, recomenda-se seguir cuidadosamente as instruções contidas no guia Atentados terroristas no exterior.

Sequestros    

Em função de recente onda de sequestros, bem como de distúrbios por motivações políticas/sectárias, convém evitar trafegar de forma desnecessária na estrada que conduz ao Aeroporto Internacional de Beirute e adjacências.

Manifestações populares    

Alguns protestos podem ocorrer no Líbano, sobretudo em datas simbólicas, como o dia do trabalho ou demais comemorações civis. Ainda que os protestos sejam pacíficos, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas com registro de manifestações.

Corrupção     

Caso cidadão brasileiro seja vítima ou presencie crimes de suborno, propina, fraude eleitoral, nepotismo, cleptocracia, pilhagem legal, plutocracia ou qualquer outro tipo de corrupção, recomenda-se que a Embaixada brasileira seja imediatamente notificada com vistas a que sejam acionadas as autoridades locais para denúncia e apuramento da situação.

Fronteira com a Síria           

Em função da situação securitária atualmente experimentada na região, com um alto grau de imprevisibilidade quanto à sua evolução, de momento, o Setor Consular da Embaixada do Brasil em Beirute recomenda especial cautela em viagens ao norte do Líbano (cidade de Trípoli e Akkar), Baalbek (e toda a região no nordeste do país - em particular Hermel e Aarsal) e ao longo do restante da fronteira com a Síria.

Bagagens violadas   

Dentre os problemas que têm sido observados com viajantes provenientes do Brasil (e da América do Sul), registram-se exaustivas buscas/revistas nas bagagens destes, quando efetuado o controle aduaneiro no Aeroporto Internacional de Beirute. Violação de bagagem pode ser um problema comum em alguns aeroportos, já tendo sido registrados incidentes envolvendo bagagens de cidadãos brasileiros em aeroportos de países africanos. Viajantes são encorajados a aumentar a segurança de sua bagagem, envolvendo malas, bolsas e valises em filme plástico de PVC e a não despachar bens de valor, como eletrônicos, joias, câmeras e cosméticos. Cidadãos devem manter lista completa dos itens da bagagem e efetuar reclamação à companhia aérea assim que perceberem qualquer violação do conteúdo de suas malas. Mais informações podem ser encontradas no guia Violação de bagagens.

Crimes contra a mulher       

Informações específicas sobre Líbano estão disponíveis no alerta Mulher brasileira no Líbano.

Assédio sexual

Denúncias de assédio sexual são raras, mas podem ocorrer em qualquer país, independentemente do destino escolhido. É recomendável que mulheres redobrem a atenção ao circularem desacompanhadas, principalmente à noite e em áreas isoladas. Mais informações estão disponíveis no aviso Mulheres em viagens ao exterior.

Tráfico de pessoas   

A polícia brasileira, em cooperação com autoridades policiais de outros países e da INTERPOL, segue investigando casos de tráfico de mulheres envolvendo nacionais do Brasil. O Governo brasileiro preparou uma cartilha sobre o tema, para a difusão de informação sobre esse tipo de crime, com o intuito de prevenir potenciais vítimas. Mais informações podem ser encontradas no Guia de Atuação no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Contatos importantes          

Polícia turística: 112/160 ou (01) 350 901      
Ambulância: (01) 865 561      
Cruz Vermelha: 140 ou (01) 863 295 
Corpo de Bombeiros: 175 ou (01) 310 105   
Defesa Civil: 125 ou (01) 425 244      
Serviço de informações por telefone: 120/113 ou (01) 200 100         
Telefonista internacional: 100 ou (01) 885 801/ 425 107        
Aeroporto Internacional de Beirute: (01) 628 000      

Saúde

A situação geral de saúde em outros países pode ser bem diferente daquela do Brasil. Cidadãos estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita em grande número de países. Recomenda-se vivamente que viajantes brasileiros sempre contratem seguro internacional de saúde adequado, mesmo que tal documento não seja exigido pelas autoridades migratórias locais. O Ministério das Relações Exteriores não poderá se responsabilizar por despesas médicas de brasileiros no exterior.

Antes de viajar, nacionais brasileiros devem certificar-se de sua saúde física, tomando as vacinas indicadas para o destino escolhido. Vacinas contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose são recomendadas para todo tipo de viagem. Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde poderá ser consultado.

Para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas no exterior, é importante consultar o sítio da Organização Mundial da Saúde (OMS), que contém dados detalhados sobre a situação específica de saúde de cada país.

Ao retornar de países com ocorrência de endemias, quaisquer sintomas devem ser imediatamente comunicados às autoridades de saúde brasileiras.

Falecimento de cidadão brasileiro 

Na infeliz ocorrência de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, Repartições consulares do Brasil permanecerão à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares. Recomenda-se que a família do cidadão brasileiro falecido contate a Embaixada ou o Consulado da jurisdição para orientações, por meio dos telefones regulares ou, se for o caso, do celular de plantão. Cabe aos familiares do falecido custear as despesas de traslado dos restos mortais ao Brasil, se for o caso. Mais informações estão disponíveis na seção Emergências.

Rede de saúde          

A rede de saúde no país é satisfatória, com a existência de alguns hospitais bem equipados. Os profissionais tendem a ter formação adequada, muitas vezes no exterior (principalmente nos Estados Unidos e em países europeus). Há também a presença de médicos formados no Brasil, com domínio da língua portuguesa. Dentre os principais centros hospitalares, merecem registro o Hospital da Universidade Americana de Beirute (AUH), o Hôtel Dieu, que possui convênios com hospitais franceses, e o hospital Rizk, todos em Beirute.

Farmácias e medicamentos

Parte dos medicamentos disponíveis no Brasil podem não ser encontrados no país. Recomenda-se que cidadãos brasileiros levem quantia suficiente de medicamentos para viagens ao país, portando, sempre, a receita médica em inglês desses remédios. Como farmácias de referência, são recomendadas a Farmácia Le Gabriel, na esquina do hotel ParkTower Suites, e a Farmácia Berty, à frente do shopping ABC, todos em Beirute.

Água

A água corrente do país não é potável. Recomenda-se beber água mineral.

Intoxicação alimentar          

São frequentes no Líbano os casos de intoxicações alimentares motivadas por deficiências na conservação dos alimentos. Durante a estadia no país, deve-se lavar as mãos constantemente e deixar os alimentos frescos por algum tempo em água corrente.

Transportes

Infraestrutura de transportes         

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na página Carteira de Habilitação do Portal Consular.

Transporte público   

O transporte público no Líbano não é uniforme ou padronizado em todas as regiões. Funciona, sobretudo, com base em táxis ou coletivos do tipo lotação.

Taxis  

Em seus deslocamentos, o turista deve optar por meios de transporte seguros: usar os serviços de táxis com agendamento por telefone ou os táxis recomendados pelos principais hotéis, evitando tomar taxis avulsos.

Transporte rodoviário          

O trânsito no país é, em geral, intenso (há cerca de dois milhões de automóveis para uma população de pouco mais de quatro milhões de habitantes). A circulação é dificultada pela irregularidade do transporte público. Regras de trânsito são por vezes desrespeitadas pelo motorista local. Embora majoritariamente asfaltada, a rede viária do país é pouco sinalizada.

Infraestrutura turística

Orientações gerais    

Ao planejar suas viagens, cidadãos brasileiros devem estar cientes de orientações básicas, válidas para todo tipo de viagem ao exterior, independentemente do país escolhido como destino. Recomenda-se, assim, a leitura cuidadosa das informações disponíveis em Orientações gerais para quem vai viajar ao exterior.

Clima

O clima em Beirute é do tipo mediterrâneo moderado, com verões quentes e secos e invernos moderadamente frios e chuvosos. Em determinadas regiões do país (nas montanhas e no Vale do Bekaa), os invernos tenderão a ser mais rigorosos, com eventual precipitação de neve, e as temperaturas no verão mais amenas.

Comunicação e idiomas        

O árabe é o idioma oficial do país, falado na sua forma de dialeto libanês, inteligível por arabófonos do Oriente Médio e caracterizado pela presença de vocábulos estrangeiros oriundos do francês, inglês, turco e italiano. Muitos libaneses (sobretudo em Beirute) também se expressam em inglês e francês.

Bancos

Bancos estrangeiros com operação no Brasil operam, também, no país. Destaca-se, no Líbano, o HSBC

Eletricidade

A voltagem e ciclagem no Líbano são de, respectivamente, 220V  e 50 Hz. O fornecimento de energia elétrica no Líbano é irregular, principalmente no verão, quando o suprimento (garantido pela companhia oficial) varia de 4 a 18 horas diárias (6 horas diárias, como parâmetro médio de fornecimento no país). O suprimento alternativo é assegurado por geradores instalados nos próprios imóveis ou terceirizados no âmbito de cada bairro.

Sistema de telecomunicações          

As comunicações telefônicas internas são satisfatórias, com custos relativamente moderados (chamadas para telefones fixos). As chamadas internacionais estão tarifadas dentro dos padrões internacionais. Três empresas oferecem serviços de telefonia móvel no país, com custos razoáveis, mas com cobertura de área deficiente, sobretudo fora de Beirute. As conexões com a rede internet são relativamente mais caras que as do Brasil e, em geral, de uso limitado. Além do fornecedor oficial do Governo (companhia "Ogero"), há também a possibilidade da contratação de provedores privados, que oferecem serviços com características técnicas semelhantes às da operadora oficial.

Opções de comércio 

O comércio em Beirute – vestuário, eletrodomésticos, informática, etc. - é bastante diversificado, com oferta satisfatória para os mais variados níveis de exigência. Os supermercados são, em geral, bem supridos, com alimentos e artigos produzidos localmente ou importados, estes oriundos sobretudo de países europeus e dos demais países do Oriente Médio. Os preços tendem a ser elevados (em especial para produtos importados), em consonância com as avaliações sobre custo de vida efetuadas por empresas de consultoria especializadas e/ou organismos internacionais.

Opções de lazer        

Há no país considerável oferta de cinemas, clubes sociais e desportivos, bem como de opções noturnas (bares, cafés, restaurantes, etc.). No verão, ocorrem diversos festivais culturais com a apresentação de artistas consagrados internacionalmente, como o Festival Internacional de Baalbek, o Festival de Biblos, o Festival de Beiteddine, a Festa da Música etc. 

Gastronomia

Há considerável oferta de restaurantes e de cafés em Beirute. As cozinhas são também bastante diversificadas, sendo as mais comuns a libanesa, a francesa, a italiana, a japonesa e a armênia.  Os custos variarão de acordo com o padrão do estabelecimento. Uma refeição simples (prato principal com bebida não-alcoólica) em restaurante de nível médio tenderá a custar cerca de USD 30,00.

Contatos importantes          

Informações turísticas em Beirute (Ministério do Turismo): (01) 340940/4 ou 343 074 
Informações turísticas em Byblos: (09) 540 325         
Informações turísticas em Zahle: (08) 802 566
Informações turísticas em Trípoli: (06) 433 590          

Costumes locais e legislações específicas

Legislação local         

Durante sua estadia em outro país, cidadãos brasileiros estão sujeitos às leis locais, ainda que elas sejam bem diferentes da legislação do Brasil. Viajantes que desobedeçam às leis locais podem ser multados, processados ou presos. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros estudem a legislação e os costumes do destino escolhido, contatando, se necessário, a Embaixada ou Repartição consular do Brasil no exterior, em caso de dúvidas sobre questões pontuais.        

Questões de gênero   

Normas legais e/ou religiosas que regulam o direito das mulheres podem variar consideravelmente de país a país. Cidadãs brasileiras podem encontrar, em outros países, realidade completamente diferente daquela do Brasil. Recomenda-se que mulheres em viagens ao exterior leiam  detalhadamente as informações da página Mulheres em viagens ao exterior

Prisão de cidadão brasileiro             

Em caso de prisões envolvendo cidadãos brasileiros, os detidos têm o direito de contatar agentes consulares do Brasil para pedir assistência. Nesses casos, nacionais devem sempre requisitar às autoridades policiais locais que comuniquem a situação à Embaixada ou Repartição consular brasileira o mais rápido possível. O Posto esclarecerá ao brasileiro detido quais são seus direitos no país e prestará apoio para que sua integridade física e psicológica seja respeitada. Para mais informações, deve-se acessar a página Detenção no exterior. Em casos de detenção por tráfico de drogas, recomenda-se, ainda, a leitura do guia Detenção por tráfico de drogas no exterior.

Identificação 

Pela lei local, todos os cidadãos estrangeiros no país devem portar documento de identificação. Assim, recomenda-se que cidadãos brasileiros portem, a todo momento,  cópia do passaporte brasileiro, deixando o original em local seguro, para evitar perdas ou furtos.  Autoridades policiais podem requisitar, a qualquer momento, prova de identificação. Nessas ocasiões, cidadãos que não tenham em mãos documento de identidade estão sujeitos a multas, possíveis interrogatórios e, em casos mais graves, até detenção.

Respeito às leis locais

Reforça-se ao turista brasileiro a importância de que as leis locais sejam estritamente seguidas durante a permanência no país. Desobediência aos valores islâmicos, incluindo os mais conservadores, e qualquer crítica pública ao Governo, à religião ou aos costumes podem gerar deportação e, mesmo, prisão.

Sincretismo cultural

O Líbano é um país multiétnico, cuja população é formada, basicamente, por 71,2% de árabes libaneses; 12,1% de árabes palestinos; 6,8% de armênios; 6,1% de curdos, e os restantes 2,6% por outras etnias. De modo geral, o nacional brasileiro é muito bem-vindo no Líbano em função dos laços ancestrais de amizade existentes entre o Líbano e o Brasil, decorrentes de intensos movimentos migratórios de libaneses para o Brasil desde a segunda metade do século XIX.

Particularidades culturais    

Em termos regionais, o Líbano é considerado um país liberal e tolerante com as diversidades religiosas e costumes. Convém, no entanto, observar que, em determinadas regiões do país, segue-se um modo de vida mais conservador, inclusive no porte da indumentária. Vale também notar, ainda, que muitos libaneses cristãos não se identificam como árabes, mas como descendentes dos antigos Cananeus, preferindo serem referidos como fenícios.

Vestuário      

Em determinadas regiões do Líbano, o porte de indumentária muçulmana, sobretudo para as mulheres, é fortemente recomendado, em observância a tradições religiosas.

Fotografias

Deve-se estar ciente que tirar fotografias de construções públicas pode ser considerado comportamento suspeito, o que pode resultar e abordagem pelas autoridades de segurança.

Drogas lícitas           

Não há restrição ao consumo de bebidas alcóolicas no país, cabendo ao estrangeiro estar atento ao fato de que mais da metade da população libanesa segue os costumes islâmicos, nos quais é vedado o consumo de tais bebidas.

Ramadã         

Durante o mês santo do Ramadã, muçulmanos jejuam do nascer ao pôr do sol. Comer, beber, fumar, tocar música alta e dançar em locais públicos (fora dos horários apropriados) é punível por lei, inclusive para os não-muçulmanos. As datas exatas do Ramadã seguem um calendário lunar e mudam a cada ano.

Minorias

Existe no Líbano um número significativo de imigrantes oriundos de outros países árabes, como sírios, palestinos, iraquianos e egípcios, além de um recente influxo de pessoas oriundas da Etiópia e do sudeste asiático, como as Filipinas, Indonésia, Malásia e Sri Lanka. A maioria desses imigrantes realizam trabalhos de baixa qualificação, como auxiliares em construção civil ou trabalhadores domésticos. Com a atual crise na Síria e a entrada maciça de refugiados do conflito, tornou-se comum nas ruas a presença de pessoas sem trabalho, em situação de mendicância. O Estado tem dificuldades em prestar assistência social a toda população de refugiados e imigrantes, e a assistência social a esses grupos fica, com frequência, a cargo de agências internacionais, organizações não-governamentais e instituições de caridade.

Tolerância religiosa

A principal particularidade do Líbano é o pluralismo religioso. Apesar de o último censo oficial datar de 1932, estima-se que a população se distribui da seguinte forma: 54% islâmicos (27% sunitas; 27% xiitas); 40,5% cristãos (21% maronitas; 8% greco-ortodoxos; 5% greco-católicos; e 6,5% outros) 5,5% drusos e outras minorias religiosas (judeus, Baha’is, Hindus etc.). São ao todo 18 as seitas religiosas reconhecidas.

Tolerância LGBT     

A população LBGT tem pouca expressão política no país. Tem conseguido, contudo, pequenos avanços, como a progressiva não aplicação do artigo 534 - que criminaliza relações sexuais “não naturais” - à relação homossexual. União homoafetiva não é reconhecida pelo Estado, apesar de o país ser  claramente mais tolerante à homossexualidade que os demais da região. Para mais informações, recomenda-se a leitura cuidadosa do aviso LGBT em viagens ao exterior.

Portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida

O Líbano não oferece, em geral, estrutura acessível a deficientes e pessoas com dificuldade de locomoção. Não há, também, medidas que estabeleçam preferência a pessoas com necessidades especiais, como, por exemplo, vagas públicas de estacionamento destinadas a idosos, gestantes, pessoas com deficiência física etc. Para mais informações, recomenda-se a leitura da página Pessoas com deficiência em viagens ao exterior.

Entorpecentes          

As penas para a posse, o uso e o tráfico de drogas são severas no país, e condenados por um desses crimes podem ser sentenciados a muitos anos de prisão e multas de alto valor.

Penalidades que destoam das leis brasileiras

A Constituição Federal brasileira de 1988 proíbe a pena de morte (em tempos de paz), prisão perpétua, banimento, trabalhos forçados e quaisquer outras penalidades consideradas cruéis. Nessa linha, o Brasil é membro do Protocolo da Convenção Americana de Direitos Humanos para a Abolição da Pena de Morte (ratificado em 13 de agosto de 1996).

No ordenamento jurídico interno de outros países, as penalidades previstas podem ser bem distintas daquelas permitidas no Brasil. Recorda-se  que cidadãos brasileiros em viagem ao exterior estarão sujeitos às leis do país em que se encontram, podendo ser condenados, inclusive, a penas proibidas no Brasil. 

Não existem penalidades no Líbano que destoam do ordenamento jurídico brasileiro.

Informações adicionais

IMPORTANTE: A relação de fontes para leitura adicional é meramente indicativa. O Itamaraty não se responsabiliza pelo conteúdo do material indicado.

 

Beirut  
http://www.beirut.com/

Lonely Planet  
http://www.lonelyplanet.com/lebanon/beirut

Downtown Beirut        
http://www.downtownbeirut.com/

Time Out Beirut          
http://www.timeoutbeirut.com/ 

 

Recomenda-se leitura da seção Guia de países para verificar se há mais informações sobre o destino escolhido.

 

Para informações sobre as relações diplomáticas do Brasil com a Líbano clique aqui.

Fim do conteúdo da página