Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

México

Alertas para este país

Trata-se de alerta que exige pouca cautela. Muitas vezes, refere-se a uma situação já solucionada ou superada, que muito provavelmente não trará maiores efeitos ou consequências para brasileiros que estejam no país. Algum grau de alerta, no entanto, é sempre necessário.
Requisitos do México para turistas e viajantes a negócios09/02/2018México

Informações básicas

Capital Cidade do México
Língua Espanhol 
Moeda Peso Mexicano 
Validade do passaporte É recomendável que o passaporte tenha pelo menos seis meses de validade
Página do passaporte em branco Pelo menos uma página em branco
Visto de turista e de negócios necessário Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.
Vacinações Nenhuma vacina específica é necessária para entrada
Restrições de moeda para entrar 10.000 mil dólares ou equivalente
Restrições de moeda para sair 10.000 mil dólares ou equivalente

Recomendações de viagem

A recomendação de viagem do Ministério das Relações Exteriores considera o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem para cidadãos brasileiros.

 

 

Viajar com precauções normais de segurança

 

Viajar com grau moderado de cautela

X

Viajar com alto grau de cautela

 

Evitar viagens não-essenciais  

 

Não viajar

 

Cidadãos brasileiros devem viajar ao México com alto grau de cautela. Para maiores informações, recomenda-se a cuidadosa leitura dos tópicos desta página. 

Cidadãos brasileiros devem ter sempre as informações de contato do Consulado-Geral do Brasil na cidade do México, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais no México.

A depender da natureza de sua solicitação, a melhor opção poderá ser entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem em primeiro lugar. Os Postos com serviço consular estão a disposição para auxiliar em casos de maior complexidade. Acesse o Portal Consular para saber o que uma Repartição Consular pode ou não pode fazer por você.

Para assuntos graves e de natureza jurídica, recomenda-se entrar em contato, inicialmente, com as autoridades de polícia e/ou de saúde locais, a partir dos dados de contato informados nos tópicos “Segurança” e “Saúde” do Portal Consular. Caso necessário, a Rede Consular do Brasil poderá ser contatada.

Para solicitações fora do horário de expediente e casos de comprovada emergência, o plantão consular da Embaixada ou Consulado do Brasil poderá ser acionado. Contate a página Emergências do Portal Consular para maiores informações.

Rede Consular do Brasil

Recomenda-se que cidadãos brasileiros portem relação com os números de telefone da Embaixada e/ou do Consulado instalado na região em que pretende transitar ou permanecer. A assistência consular é um direito reconhecido por tratados internacionais, e o cidadão estrangeiro deve sempre exigir das autoridades locais a oportunidade de comunicar-se com Representação Diplomática de seu país. O Itamaraty recorda que a assistência consular prestada ao cidadão brasileiro é isenta de custos, embora não exista previsão legal para o custeio de despesas com, por exemplo, advogados e tratamento médico/hospitalar.

 

Consulado-Geral do Brasil na cidade do México

Endereço: Avenida Paseo de Las Palmas, nº215 Oficinas 405/505, Lomas de Chapultepec, Delegación Miguel Hidalgo, C.P. 11.000, México-DF

Telefone: 52 (55) 4160-3953

Plantão Consular: (521) 55 3455-3991 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

 Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição:  http://cgmexico.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

Embaixada do Brasil na cidade do México

Endereço: LOPE DE ARMENDARIZ, 130 COLONIA LOMAS DE VIRREYES DELEGACIÓN MIGUEL HIDALGO 11000 - MÉXICO, D.F.

Telefone: (5255) 5201-4531

 Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição:  http://mexico.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

Para saber o que uma Embaixada ou Consulado brasileiro pode e não pode fazer por você, clique aqui.

Em caso de morte de cidadão brasileiro no exterior, acidentes, inadmissões e demais emergências consulares, clique aqui.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

Consulados Honorários do Brasil

Consulado Honorário em Guadalajara

Titular: Jesús Guerrero Santos

Endereço: Av. Vallarta 1.222, Colonia Americana

Guadalajara, Jalisco CP 44.160

Telefone: (52 33) 3825-9527

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Consulado Honorário em  Monterrey

Titular:  Eugenio Clariond Reyes-Retana

Endereço: Av. Vasconcelos 220, Oriente, Colonia Santa Engracia San Pedro Garza García, Nuevo León CP 66.247

Telefone: (52 81) 8133-2803

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Consulado Honorário em Cancún

Titular:  Miguel Angel Couchonnal Miranda

Endereço: Edifício Empresarial, Boulevard Kukulkán, 12.5, L. 8, 3º. Piso, Zona Hotelera Cancún, Quintana Roo CP 77.500 García, Nuevo León CP 66.247

Telefone: (52 99) 8883-4158

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comunidade brasileira e principais destinos

Comunidade brasileira

Calcula-se que a comunidade brasileira no México oscile entre 12 e 14 mil pessoas. Metade reside no Distrito Federal, na Cidade do México, e no estado do México. Em Monterrey (estado de Nuevo León) residem aproximadamente mil brasileiros. O entorno de Guadalajara (estado de Jalisco) conta iguamente com a presença de cerca de mil brasileiros residentes. No estado de Veracruz, que conta com importante investimento da Braskem na cidade de Coatzacoalcos, vivem atualmente entre 500 e mil brasileiros. No estado de Quinta Roo, onde se situam os pólos turísticos de Cancún e Riviera Maya, residem cerca de dois mil brasileiros, população que se dedica precipuamente a atividades associadas à indústria do turismo. Cabe salientar que os números indicados flutuam consideravelmente, já que boa parte da comunidade brasileira neste país é integrada por profissionais vinculados a empresas brasileiras e multinacionais, com alto índice de rotatividade.

Principais destinos

Além de Cancún e arredores (como a ilha de Cozumel, Tulum, Chichen Itzá e a cidade de Mérida), são importantes polos turísticos frequentados por brasileiros no país: a Cidade do México (Distrito Federal); Puebla, no estado de mesmo nome; Cuernavaca, em Morelos; San Miguel de Allende e Querétaro (estado de Querétaro); Guanajuato, no estado de Guanajuato; a cidade de Oaxaca, no estado de Oxaca, bem como os balneários de Acapulco, em Guerrero; Punta Mita, no estado de Nayarit; Cabo San Lucas, no estado de Baja California Sur e Puerto Escondido em Oaxaca.

Entrada

O conteúdo a seguir está sujeito a mudanças e pode não ter as informações completas que assegurem a entrada no país escolhido. Para mais informações, recomenda-se a leitura completa das páginas do Portal Consular, incluindo os alertas migratórios e a seção Vistos. Recomenda-se, ainda, que, antes de viajar, cidadãos brasileiros contatem uma Embaixada ou Consulado do país escolhido como destino para certificar-se dos requisitos de visto e entrada e permanência.

Antes de viajar ao México

a) Cada país utiliza diferentes critérios e exigências para a entrada e permanência de estrangeiros. Certifique-se junto à Embaixada ou Consulado do México no Brasil quais são esses requisitos, dependendo do objetivo da sua viagem.

b) Não viaje com visto de turista, caso seu objetivo seja estudar ou trabalhar no México. Você poderá ser preso e deportado.

c) O México não exige visto de turista para brasileiros. Essa dispensa não serve para quem for estudar ou trabalhar.

d) Estar de posse de visto de entrada ou estar dispensado do visto não dá direito à entrada automática no México. A decisão final sobre sua entrada somente é dada no ponto de entrada pela autoridade de imigração. É decisão soberana de todo país aceitar ou não a entrada de cada estrangeiro no seu território. A desconfiança sobre os reais motivos da ida ao país é motivo suficiente para não permitir a entrada do estrangeiro. Adote sempre tom respeitoso e evite cair em contradições nos contatos que porventura mantenha com as autoridades estrangeiras.

e) Da mesma forma, as Embaixadas e Consulados mexicanos no Brasil não são obrigados a conceder os vistos solicitados. A recusa em conceder um visto não necessita ser justificada ao requerente.

f) Desconfie de intermediários que prometem levar você a algum país sem os documentos exigidos. Trata-se de imigração ilegal e você poderá acabar preso naquele país.

g) Contrate Seguro médico internacional adequado antes de sua viagem. Mais informações podem ser encontradas na seção Seguro médico internacional do Portal Consular.

h) Não viaje para regiões conflagradas ou conturbadas. Na dúvida, consulte antes a Divisão de Assistência Consular

Chegada ao México por via aérea

a) O tempo que você poderá ficar no México será determinado pela autoridadede imigração no ponto de entrada, ainda que conte com visto que autorize a permanência por 180 dias. Verifique bem qual foi o prazo autorizado no seu caso.

b) Leve consigo os endereços e telefones de pessoas e lugares onde ficará hospedado, bem como das Embaixadas e Consulados brasileiros no México. Estes números poderão ser exigidos pela autoridade migratória mexicana na chegada ao país.

c) Caso viaje ao México a convite de algum familiar ou amigo, é preciso que a pessoa que irá receber envie uma carta convite, com informações sobre endereço, dados pessoais, telefone, tempo de permanência, bem como cópia de documento mexicano de identificação. Esta carta, de preferência em formato original, deverá ser apresentada às autoridades migratórias na chegada ao México.

Chegada ao México pela fronteira terrestre

Brasileiros que desejam ingressar no México, por terra, a partir dos Estados Unidos ou da fronteira sul do país, devem atentar para a necessidade de concluir os trâmites aduaneiros pertinentes para promover a internação do veículo no México, bem como realizar os procedimentos migratórios necessários para garantir acesso legal no país. Indivíduos que se encontrem no México de maneira irregular podem ser detidos pelo Instituto Nacional de Migración, estando sujeitos a processo de repatriação de volta ao Brasil. Dirigir veículo importado não internado de maneira adequada, a seu turno, constitui crime, o qual pode resultar em pena de prisão pelo delito de contrabando.
Recomenda-se cuidado especial ao recorrer a serviços de despachantes na região de fronteira. Certifique-se de que se trata de agente certificado, sob pena de ser extorquido por falsos despachantes.

Inadmissões de cidadãos brasileiros

A prerrogativa de cada país de determinar quem pode ou não entrar em seu território é decisão soberana de cada Estado. O Governo do Brasil não poderá intervir a favor de cidadãos brasileiros não admitidos por não terem cumprido os requerimentos de entrada.

O Ministério das Relações Exteriores tem mantido contatos sistemáticos com autoridades estrangeiras, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de adoção de critérios claros na política de controle migratório, de maneira a serem evitados comportamentos que possam ser interpretados como discriminatórios ou que atentem contra a dignidade e moralidade dos indivíduos.

Caso seu ingresso no país não seja autorizado pelas autoridades migratórias mexicanas, a empresa aérea em que viajou será a responsável por seu regresso ao país, bem como por fornecer comida e assistência durante o tempo de espera no aeroporto.

• Caso venha a ser detido por alguma autoridade estrangeira, você tem o direito de pedir para telefonar para sua Embaixada ou Consulado. No entanto, o Consulado do Brasil no México não tem o poder de reverter a decisão da autoridade migratória local em casos de inadmissão. Trata-se de decisão soberana das autoridades migratórias de cada país.

• Todos os países adotam penalidades extremamente rigorosas de punição ao tráfico de drogas, independentemente do alegado desconhecimento quanto à legislação local.

Recomenda-se a leitura da seção Inadmissões/deportações de cidadãos brasileiros para mais informações.

Febre amarela          

A febre amarela é considerada endêmica no Brasil. Por isso, alguns países podem exigir de cidadãos brasileiros comprovante de vacinação contra a doença. Mais informações sobre o assunto e outras vacinas eventualmente necessárias podem ser encontradas no tópico Saúde do.

Visto

Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.

Requisitos de entrada

A isenção de vistos de curta duração não implica que outros requisitos não possam ser apresentados ao viajante no momento do controle migratório. Entre outros, deve-se atender minimamente aos seguintes requisitos:

a) É recomendável que o passaporte tenha, pelo menos, seis meses de validade, contados a partir da data pretendida de entrada em território mexicano, com pelo menos duas folhas em branco. A rigor, as autoridades mexicanas exigem que o documento de viagem esteja válido apenas pelo prazo da viagem. 

b) passagem de regresso ou para outro destino após visita ao México;

c) prova de meios de subsistência (valores em espécie, cartão de crédito, "travellers checks", etc);

d) comprovante de hospedagem: nome, endereço e telefone do hotel ou do anfitrião que oferecerá hospedagem. Idealmente, se vai ficar hospeado em residência particular, é importante ter, em mãos no momento do desembarque, uma carta assinada da pessoa que deverá hospedá-lo na qual atesta o que antecede (orginal ou cópia escaneada impressa).

Formulários alfandegários

Cidadãos brasileiros que visitem o México a turismo ou negócios podem permanecer no país por até 180 dias sem a necessidade de visto. É fundamental que o turista guarde o formulário migratório/alfandegário que é preenchido no momento de seu ingresso ao México ("Forma Migratoria Multipla" - FMM), o qual será exigido por ocasião da de saída do país. A perda deste documento implicará o pagamento de multa e a realização de trâmites administrativos que poderão levar à perda do voo de partida.

Brasileiros que desejem ingressar no México, por terra, a partir dos Estados Unidos ou da fronteira sul do país, devem atentar para a necessidade de concluir os trâmites aduaneiros pertinentes para promover a internação do veículo no México, bem como realizar os procedimentos migratórios necessários para garantir acesso legal no país. Indivíduos que se encontrem no México de maneira irregular podem ser detidos pelo Instituto Nacional de Migración, estando sujeitos a processo de repatriação de volta ao Brasil. Dirigir veículo importado não internado de maneira adequada, a seu turno, constitui crime, o qual pode resultar em pena de prisão pelo delito de contrabando.

Recomenda-se cuidado especial ao recorrer a serviços de despachantes na região de fronteira. Certifique-se de que se trata de agente certificado, sob pena de ser extorquido por falsos despachantes.

Menores de idade 

As autoridades mexicanas adotaram, a partir do dia 24 de janeiro de 2014, novas regras para a saída de menores de idade do território mexicano. Conforme as novas regras, menores de idade estrangeiros que tenham residência permanente, residência temporária ou residência temporária de estudante deverão apresentar autorização de saída assinada pelos pais para que possam sair do México, viajando sozinhos ou acompanhados de uma terceira pessoa. A autorização não é necessária quando o menor viaja acompanhado de um dos genitores ou representante legal. Ficará excetuado, além disso, todo aquele menor que se encontre em território mexicano sob a condição de estadia de Visitante sem permissão para realizar atividades remuneradas, entre os quais se encontram os turistas. A autorização mexicana não elimina a necessidade de cumprir os trâmites relacionados com a entrada e saída de menores brasileiros do território nacional, exigidos pela Polícia Federal do Brasil.

Entrada de animais domésticos

As exigência para entrada de animais de estimação no México podem ser consultadas na página: http://www.senasica.gob.mx/?id=623 .

Vacinação

As autoridades mexicanas não exigem vacina (nem mesmo a de febre amarela) para o ingresso de brasileiros no país.

Entrevistas

Os brasileiros que, ao desembarcarem em qualquer ponto no México, tenham problemas no momento da entrevista ou do controle migratório têm direito e devem solicitar autorização para contatar o Consulado-Geral do Brasil na Cidade do México, por uma das seguintes formas:

telefone fixo: 55-4160-3953 (chamadas a partir da Cidade do México)

celular de plantão: (04455) 3455-3991 (chamadas a partir da Cidade do México)

(0155) 3455-3991 (chamadas a partir de qualquer outro local no México)

Áreas de Fronteira

Há riscos potenciais de segurança em áreas de fronteira, tanto com os Estados Unidos quanto com a Guatemala. Embora as rodovias sejam bem estruturadas, há informações que recomendam restrição da circulação de veículos nestas áreas, principalmente no período noturno.

A internação de seu veículo em território mexicano deve ser tratada diretamente com as autoridades mexicanas, no momento de seu ingresso no México. Recomenda-se não aceitar "ajuda de despachantes" que se voluntariam para regularizar o ingresso de seu veículo no México. A utilização dos "serviços" de tais intermediários poderá resultar em documentação fraudulenta, a qual, além de não ter qualquer valor legal no México, poderá levar à prisão do responsável pelo veículo, ou até mesmo em sequestros.

Fronteira com os Estados Unidos

O Ministério das Relações Exteriores desencoraja fortemente cidadãos brasileiros a viajar ao México com o objetivo de cruzar a fronteira com os Estados Unidos de forma irregular. Registra-se, de forma veemente, a existência de graves riscos envolvidos nessa travessia, tais como roubos pelos "coyotes", sequestro por cartéis de narcotraficantes, assassinato e "desaparecimento". Para mais informações, recomenda-se a leitura do alerta migratório "Entrada nos Estados Unidos a partir do México. A utilização dos "serviços" de tais intermediários poderá resultar em documentação fraudulenta, a qual, além de não ter qualquer valor legal no México, poderá levar à prisão do responsável pelo veículo, ou até mesmo em sequestros.

Dupla nacionalidade 

O país permite a dupla nacionalidade. Destaca-se, no entanto, que, no Brasil, nacionais devem entrar e sair portando passaporte brasileiro. Assim, cidadãos com dupla nacionalidade devem viajar necessariamente com o passaporte brasileiro. Mais informações estão disponíveis no aviso Brasileiros com dupla nacionalidade.

Informações adicionais

Recomenda-se aos viajantes brasileiros, no caso de viagens ao México, que consultem as páginas eletrônicas do Consulado-Geral do Brasil no México (www.cgmexico.itamaraty.gov.br) e das Repartições consulares mexicanas no Brasil para conhecerem as condições de ingresso no México e outras informações úteis para a sua viagem.

Permanência

Imigração irregular

Assistência consular é prestada a todos os cidadãos brasileiros no exterior, independentemente de sua situação migratória. No entanto, o Governo brasileiro recomenda fortemente que nacionais do Brasil no exterior busquem sempre estar em situação migratória regular. A legislação de determinados países pode punir a imigração irregular de maneiras severas, prevendo multas de valor expressivo e, em alguns casos, detenção. Recomenda-se, nesse sentido, a leitura detalhada das informações publicadas na seção Imigrar para outros países

Estudantes brasileiros no exterior  

Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil. Antes de viajar, recomenda-se anotar os números de contato da Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo, em caso de necessidade, e efetuar sua matrícula consular na Representação brasileira, para que possa entrar em contato em caso de emergências.  Se tiver de usar medicamentos para condição de saúde ou enfermidade, deve-se verificar se a receita médica será válida no país de estudo ou quais seriam as exigências para receber receita médica no local. Mais informações estão disponíveis na seção Estudar em outros países.

Trabalhar no exterior         

Modelos, jogadores/técnicos de futebol e outros profissionais brasileiros que pretendem trabalhar no exterior devem ler cuidadosamente a cartilha Orientações para o trabalho no exterior, elaborada para ajudar cidadãos brasileiros que pretendem trabalhar no exterior. Recomenda-se vivamente que a leitura seja feita antes da assinatura de qualquer contrato de trabalho com clube, empresa ou representação estrangeira.

Estudantes

No caso de estudantes que visitam o México com visto apropriado e permanecem no país por mais de seis meses, é necessário o registro junto à repartição do Instituto Nacional de Migración (INM) mais próxima do local em que vier a residir antes de decorridos 30 dias de sua entrada no México.

Visto de longa duração

Aos viajantes que pretendem permenecer no México por período superior a 180 dias, recomenda-se contatar as Repartições consulares mexicanas no Brasil a fim de obter informação sobre o visto adequado.

Segurança

Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, cidadãos brasileiros devem permanecer atentos e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo. Em caso de ocorrência de crimes com vítimas, cidadãos brasileiros devem contatar imediatamente as autoridades policiais locais e a  Embaixada ou Repartição consular do Brasil mais próxima. Para mais informações, pode-se acessar a informação Segurança do viajante.

Perda de documentos brasileiros    

No exterior, cidadãos brasileiros devem ter sempre o máximo de cuidado com seu passaporte brasileiro e seguir todas as orientações escritas nas páginas do documento de viagem. Durante a viagem, recomenda-se manter cópia autenticada de documento de identidade e de certidão de nascimento, além de cópia simples do passaporte em local seguro. A posse dessas cópias facilitará a emissão de novo passaporte, em caso de perda ou furto dos documentos originais. Cidadãos que estejam em retorno ao Brasil podem solicitar Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), cuja emissão é mais rápida e mais barata que um novo passaporte, sob determinadas condições. Em caso de dúvidas, recomenda-se a leitura da seção Perda de documentos brasileiros no exterior e, para saber sobre emissão de documentos brasileiros no exterior, pode-se consultar a página Emissão de documentos no exterior.

Vítimas de crimes     

Providências que o cidadão brasileiro deve tomar caso seja vítima de algum crime:

a) consultar um médico, se necessário;

b) dirigir-se imediatamente à autoridade policial mais próxima e registrar boletim de ocorrência, com as seguintes informações: data, local e hora do incidente, perdas materiais e lesões corporais da agressão ou crime (fornecendo todos os elementos úteis ao inquérito); descrição física do autor, tipo e cores de vestimenta, sinais particulares, modelo, cor e número de placa do automóvel, se for o caso;

c) informar Representação diplomática ou Repartição consular do Brasil sobre sua situação.

Fronteira com os Estados Unidos

O Ministério das Relações Exteriores desencoraja cidadãos brasileiros a viajar ao México com o objetivo de cruzar a fronteira com os Estados Unidos de forma irregular. Registra-se, de forma veemente, a existência de graves riscos envolvidos nessa travessia, tais como roubos pelos "coyotes", sequestro por cartéis de narcotraficantes, assassinato e "desaparecimento". Cabe recordar que o ingresso informal em território norte-americano é considerado crime nos Estados Unidos e, portanto, punível por lei naquele país.  

Viagens à região da fronteira dos Estados Unidos com o México, mesmo em se tratando de cidadãos que possuem visto norte-americano, não são recomendadas, devido a altos níveis de violência relacionada à atividade criminal organizada nessas áreas.

Fronteira com Guatemala e Belize

Ressalta-se a existência de graves riscos de segurança em áreas de fronteira ao sul do México, com Guatemala e Belize. Recomenda-se cuidado especial na circulação de veículos nessas áreas.

Crime organizado    

Em muitas partes do México, já foram registradas disputas armadas entre grupos criminais ou gangues e autoridades mexicanas. Trocas de tiros já ocorreram à luz do dia em ruas e demais lugares públicos, como restaurantes e clubes. Durante esses incidentes, aconselha-se que cidadãos brasileiros procurem um local seguro e permaneçam naquele local até que estejam certos de sua segurança. Embora o local de futuras disputas armadas seja imprevisível, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas de comprovada existência de grupos criminosos e gangues e permaneçam com extrema cautela ao viajar para demais áreas do país. 

Sequestros

De acordo com estatísticas publicadas pela "Secretaria de Gobernación" (SEGOB), o número de sequestros ocorridos em 2013 aumentou 20% em relação a 2012. Tais sequestros podem ocorrer em qualquer lugar, mas, de acordo com a SEGOB, os estados com o maior número de ocorrências são Tamaulipas, Guerrero, Michoacán, Estado de Mexico, and Morelos. Sequestros virtuais (com ameaças por telefone, semelhante a alguns casos que acontecem no Brasil) também podem ocorrer.  

Roubos e furtos

Não obstante as principais zonas turísticas do México serem locais razoavelmente seguros, problemas comuns são o furto e o roubo de valores, computadores e "tablets", bem como de documentos, incluindo passaporte, os quais geralmente ocorrem em meios de transporte coletivos, restaurantes e outros locais públicos em que haja aglomeração de pessoas. Há relatos de furtos inclusive dentro das dependências dos hotéis.

Recomenda-se aos brasileiros atentar para os cuidados básicos de segurança, mantendo seus pertences de maior valor guardados dentro de cofres proporcionados pelos hotéis (especialmente os passaportes e outros documentos).

Indivíduos que tenham sido vítima de roubo ou extravio do passaporte devem registrar o incidente por meio de boletim de ocorrência junto às autoridades locais. Caso possuam consigo original de documento de identidade brasileiro, expedido por secretarias de segurança pública ou por entidades de classe, com fé pública em todo território nacional brasileiro, e não façam escala em terceiro país que exija visto de pessoas em trânsito (EUA, por exemplo), os brasileiros são orientados a embarcarem normalmente no aeroporto mais próximo com sua cédula de identidade e o boletim de ocorrência policial mencionado acima.

Clonagem de cartões

Devido à alta incidência de clonagem de cartões no México, recomendam-se cuidados básicos para evitar a clonagem. Deve-se, sempre, solicitar que o cartão seja manuseado na presença do portador. Em comércios informais, recomenda-se preferivelmente realizar pagamentos com dinheiro em espécie. Em caixas eletrônicos, deve-se verificar, antes do uso, se não há câmeras ou qualquer tipo de alteração na máquina.

Produtos pirateados

Produtos pirateados são encontrados com facilidade no México. A compra para uso pessoal de tais materiais não é considerada crime no México. No entanto, trazer tais bens para o Brasil pode resultar em apreensão e multas.  

Oferta de Pacotes Turísticos

Alguns "resorts/hotéis" (especialmente em Cancún), ao receberem seus hóspedes, tentam oferecer pacotes turísticos para visitas futuras. Este oferecimento é feito de forma convincente, e muitas vezes se iniciam com ofertas de passeios, de refeições gratuitas e de descontos para a visita em curso. Têm chegado ao conhecimento do Consulado diversas situações envolvendo cidadãos brasileiros que acabam assinando contratos de serviços turísticos de alto valor, muitas vezes sem entenderem exatamente o que estão contratando, em razão do desconhecimento do idioma espanhol. Recomenda-se, assim, caso não tenha interesse na contratação de tais pacotes turísticos, deixar claro o seu desinteresse e não assinar quaisquer contratos nesse sentido.

Contratos de Tempo Compartilhado

Têm sido frequentes os casos de turistas brasileiros que assinam contratos de Tempo Compartilhado (Tiempo Compartido, em espanhol, ou Time-Sharing, em inglês) e que posteriormente se sentem ludibriados ao lerem o documento com atenção. Antes de assinar um contrato, entre em contato com a PROFECO (Procuradoría Federal del Consumidor), o órgão equivalente ao PROCOM brasileiro no México. O mesmo deve ser feito por aqueles que já tenham assinado o documento e queiram cancelá-lo. O Departamento de Conciliación a Residentes en el Extranjero (CARE) é o órgão especializado da PROFECO para consumidores estrangeiros.

A PROFECO pode ser contatada pelos telefones 5568 8722 (Distrito Federal) ou 01 800 468 8722 (demais localidades). Mais informações podem ser encontradas nos sítios www.profeco.gob.mx e http://www.profeco.gob.mx/educ_div/tiempos_compartidos.pdf

Terremotos

O México está localizado em uma zona sísmica. O país é dividido em três regiões quanto aos sismos: o nordeste do país que há 80 anos não tem registros de terremotos; uma larga faixa intermediária que se estende de Sonora e Chihuahua até Veracruz no extremo sudeste do país, onde se registram sismos com alguma frequência e de alguma intensidade; e, o sudoeste do país, do sul de Jalisco ao sul de Chiapas, onde há frequentes terremotos, de mediana e grande intensidade. Embora a Cidade do México esteja localizada na zona intermediária, devido às condições do subsolo do Vale do México, é possível a ocorrência de terremotos de mais intensos. Para informações adicionais, visite o site do Serviço Sismológico Nacional (http://www2.ssn.unam.mx:8080/website/jsp/region_sismica_mx.jsp).

Tubarões       

Cidadãos nas praias ou praticando esportes aquáticos no mar devem estar cientes de que casos de ataques de tubarões já ocorreram no país. Quando registrada a presença de um tubarão na água, uma sirene soará nas praias para avisar os banhistas.

Tsunamis

A baixa altitude das ilhas torna sensível a subida do nível do mar. Além disso, há riscos de tsunamis no país. Recomenda-se que cidadãos brasileiros permaneçam atentos aos comunicados emitidos pelas agências locais de meteorologia e sismologia quanto à incidência de desastres naturais. Em caso de ocorrência de tsunamis, cidadãos brasileiros devem seguir cuidadosamente as orientações de segurança das autoridades locais contatando, sempre que possível, alguma Embaixada ou Consulado do Brasil, que avaliará a possibilidade de evacuação. 

Furacões

Furacões que atingem os oceanos Pacífico e Atlântico podem trazer graves consequências para países do Caribe e do Golfo do México. Geralmente, a "temporada de furacões" inicia-se em junho e termina em meados de novembro. Mesmo não havendo garantias de que furacões, tornados e ciclones ocorram durante determinada época, fortes tempestades podem atingir o país, o que pode ocasionar atrasos em voos, bloqueios em estradas e ameaças à segurança. Cidadãos viajando para as áreas afetadas durante o período mencionado devem permanecer atentos ao boletim metereológico local. 

Vulcões

As autoridades costumam avisar com antecedência caso detectem atividade vulcânica com potencial de risco para a população. Deve-se seguir as recomendações em caso de alertas. Em caso de erupção, as autoridades também fornecem instruções. Havendo evacuação de alguma área, não se deve voltar ao local, mesmo depois de passada a erupção, até que haja autorização das autoridades locais. 

Viagens ao deserto   

Alguns Governos locais recomendam que estrangeiros com intenção de viajar a regiões desérticas de determinados países registre a data da viagem em órgãos de segurança locais. O Governo brasileiro reforça a recomendação para cidadãos brasileiros. Cidadãos que pretendem visitar regiões desérticas do México devem ter em mente que, em desertos, a maioria das estradas pode não estar pavimentada e mesmo rodovias principais podem conter areia na pista, potencializando o risco de acidentes. Além disso, pode não haver sinal telefônico nessa região e as temperaturas desérticas impõem riscos adicionais a viajantes que porventura se acidentem na localidade.

Assédio sexual e crimes contra a mulher  

Estupros e violência de gênero continuam sendo sérios problemas em muitas áreas do México. Muitos dos incidentes acontecem durante o dia, nas primeiras horas da manhã, em resorts ou praias desertas. Funcionários de hotéis, taxistas e agentes de segurança têm sido acusados de envolvimento em muitos desses casos. Recomenda-se, portanto, que brasileiras evitam ficar sozinhas, particularmente em áreas isoladas e nas praias mexicanas. Mais informações estão disponíveis no aviso Mulheres em viagens ao exterior.

Tráfico de pessoas   

A polícia brasileira, em cooperação com autoridades policiais de outros países e da INTERPOL, investiga casos de tráfico de mulheres envolvendo nacionais do Brasil. O Governo brasileiro preparou uma cartilha sobre o tema, com o intuito de prevenir potenciais vítimas. Mais informações podem ser encontradas no Guia de Atuação no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Caso seja vítima ou tenha alguma informação sobre eventual caso de tráfico internacional de pessoas envolvendo cidadão ou cidadã brasileira, recomenda-se fortemente que procure a Representação consular, para relatar o caso e receber orientações. Os dados serão tratados com a devida confidencialidade. Mais informações estão disponíveis em http://www.justica.gov.br/sua-protecao/trafico-de-pessoas

Contatos importantes

Os brasileiros que forem vítimas de roubo ou furto podem contatar, além das autoridades policiais locais, o Consulado-Geral do Brasil na Cidade do México, por uma das seguintes formas:     

telefone fixo: 55-4160-3953 (chamadas a partir da Cidade do México)          
plantão: (04455) 3455-3991 (chamadas a partir da Cidade do México)          
(0155) 3455-3991 (chamadas a partir de qualquer outro local no México)      
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

As ligações a partir de qualquer lugar do Brasil poderão ser feitas da seguinte forma:

telefone fixo: (00xx5255) 4160-3953    
celular de plantão: (00xx52155) 3455-3991.

Cabe assinalar também que, nas cidades de Monterrey, Guadalajara e Cancún, o Brasil conta com cônsules honorários, cujos dados de contato são:

a) Guadalajara

Consul Honorário: Lic. Jesús Guerrero Santos         

Vallarta 1222,Col. Americana   

Guadalajara, Jalisco, CP 44160         

Tel.: 01 33 3825-9527           

Yasmín (Secretária) - e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

b) Monterrey

Consul Honorário: Lic. Eugenio Clariond Reyes-Retana

Av. Vasconcelos 220 Oriente ,Colonia Santa Engracia

San Pedro Garza García, Nuevo León CP 66247

Tel.: 01 81 8133-2803

Alejandra (secretária) e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

c) Cancún

Lic. Miguel Ángel Couchonnal Miranda

Av. Acanceh Mz. 3, L. 3, SM 15A, LOCAL 16

Plaza San Ángel Inn

Benito Juárez

C.P. 77500

Cancún, Quintana Roo

Tel. 01998 883 16 02

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Silvia Ojeda (Secretária) :Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Saúde

A situação geral de saúde em outros países pode ser bem diferente daquela do Brasil. Cidadãos estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita em grande número de países. Recomenda-se vivamente que viajantes brasileiros sempre contratem seguro internacional de saúde adequado, mesmo que tal documento não seja exigido pelas autoridades migratórias locais. O Ministério das Relações Exteriores não poderá se responsabilizar por despesas médicas de brasileiros no exterior.

Antes de viajar, nacionais brasileiros devem certificar-se de sua saúde física, tomando as vacinas indicadas para o destino escolhido. Vacinas contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose são recomendadas para todo tipo de viagem. Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde poderá ser consultado.

Para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas no exterior, é importante consultar o sítio da Organização Mundial da Saúde(OMS), que contém dados detalhados sobre a situação específica de saúde de cada país.

Ao retornar de países com ocorrência de endemias, quaisquer sintomas devem ser imediatamente comunicados às autoridades de saúde brasileiras.

Falecimento de cidadão brasileiro 

Na infeliz ocorrência de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, Repartições consulares do Brasil permanecerão à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares. Recomenda-se que a família do cidadão brasileiro falecido contate a Embaixada ou o Consulado da jurisdição para orientações, por meio dos telefones regulares ou, se for o caso, do celular de plantão. Cabe aos familiares do falecido custear as despesas de traslado dos restos mortais ao Brasil, se for o caso. Mais informações estão disponíveis na seção Emergências

Rede de saúde

O Sistema de Saúde privado do México conta com excelentes hospitais e clínicas, alguns dos quais estão discriminados a seguir. Cabe assinalar que o Governo brasileiro não assume qualquer responsabilidade por eventuais erros cometidos pelos referidos centros médicos, tampouco pode custear o pagamento dos tratamentos realizados.

Vacinação

O país não requer qualquer vacina a brasileiros para autorizar seu ingresso no país, não sendo necessária a apresentação do Certificado Internacional de Vacinas.

Malária

Embora a malária esteja presente no México, o risco de contrair a doença no país é consideravelmente inferior àquele de algumas regiões brasileiras. De acordo com dados da OMS, a maior parte do país está livre da malária e, mesmo nas regiões afetadas, o risco é baixo. Recorda-se, no entanto, as medidas de proteção básicas contra a doença, como a preferência por locais climatizados, protegidos com telas apropriadas; isolamento de compartimentos para evitar a circulação de mosquitos no interior das instalações; uso de repelentes específicos para a pele e o vestuário nos horários de maior risco, entre o pôr do sol e o amanhecer. A decisão de tratamento preventivo com medicamentos disponíveis pode ser tomada com a assistência de médicos locais, em função do quadro clínico e preferências e indicações de cada indivíduo. É indispensável o recurso a médico no Brasil e no país de origem.

Endemias em geral

Atualmente, o México encontra-se livre de endemias, epidemias e de outros tipos de emergência sanitária ou humanitária que ponha em risco a saúde dos viajantes.

Condições ambientais         

O México é país onde se registram elevados níveis de emissão de dióxido de carbono. Os índices de contaminação atmosférica na capital mexicana, apesar de recentes esforços para combater a poluição, situam-se ainda em níveis elevados. Durante períodos de excessiva poluição, é recomendável que crianças, pessoas sensíveis e/ou com problemas respiratórios adotem precauções para reduzir a exposição a poluentes. Para cidadãos brasileiros com plano de residir no país, pode ser recomendável manter um purificador de ar nos principais cômodos da casa.

Água  

Em muitas áreas do México, a água disponível em torneiras não é potável. Recomenda-se que cidadãos brasileiros bebam apenas água mineral em garrafa, evitando compra-las de vendedores ambulantes.

Altitude         

Pessoas cardiopatas e com problemas respiratórios devem levar em consideração o fato de que a cidade do México situa-se a pouco mais de 2.200 metros acima do nível do mar e a capital do Estado do México, Toluca, encontra-se a 2700 metros de altitude. Cidadãos brasileiros que pretendem viajar à região devem ater-se aos cuidados mínimos durante as primeiras semanas de aclimatação, tais como evitar esforço físico e fadiga, ingerir quantidades adequadas de líquidos e alimentos leves e frescos. São comuns, nos primeiros dias, distúrbios do sono e do apetite, bem como alterações leves no batimento cardíaco, dores de cabeça e tontura. Sinais mais graves, como alteração do ritmo cardíaco podem inspirar cuidados médicos.

Contatos importantes

a) Clínicas e hospitais na Cidade do México

Ligação telefônica realizada a partir de qualquer parte do Brasil para os números abaixo

deve ser precedida dos números (00xx52), seguida do número do hospital. Em caso de chamada local, favor discar o 55 antes do número desejado.

 

Clínica Lomas Altas

Paseo de La Reforma N° 2608, Col. Lomas Altas

Homepage: www.clinicalomas.com.mx       
Telefone: 5081-8100 

Hospital ABC

Sur 136 N° 116 esq. Observatório Col. Las Américas, Del. Álvaro Obregón

C.P. 01120 México D.F.

Homepage: www.abchospital.com

Telefone: 5230-8000

 

Hospital Angeles de las Lomas

Vialidad de la Barranca N° 22 Col. Valle de las Palmas. Huixquilucan, Estado de México

Homepage: www.hospitalangeleslomas.com

Telefone: 5246-5000

 

Hospital Angeles del Pedregal

Camino a Sta. Teresa N° 1055 Col. Héroes de Padierna. México D.F.

Homepage: www.hospitalangeles.com         

Telefone: 5449-5500

 

Hospital Español

Ejército Nacional N° 613 C.P. 11560 México D.F.

Homepage: www.hespanol.com

Telefone: 5255-9600

 

Hospital Santa Mónica

Temistocles N° 210, Col. Polanco. México, D.F.

Homepage: www.hospstamonica.com.mx

Telefone: 5531-3120

 

Instituto Nacional de Cardiologia Ignácio Chávez.

Juan Badiano N° 1 Col. Sección XVI C.P. 14080 México, D.F.

Homepage: www.cardiologia.org.mx

Telefone: 5573-2911

Medica Sur

Puente de Piedra 150, Toriello Guerra, Tlalpan, Ciudad de México, Distrito Federal

Homepage: www.medicasur.com.mx

Telefone: 5424-7200

 

b) Clínicas e hospitais em Cancún

Ligação telefônica realizada a partir de qualquer parte do Brasil para os números abaixo deve ser precedida dos números (00xx52), seguida do número do hospital.

Hospital General (Público)

Andador 5 Supermanzana 65

Colonia Puerto Juarez

Phone: 998-884-3722 & 998-887-9127

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Amerimed Hospital

Avenida Bonampak y Nichupte S/N - Junto a Plaza de las Americas

Phone: 998-881-3400, Fax: 998-881-3466

www.amerimed-hospitals.com

 

Clinica Quirurgica del Sur

Avenida Lopez Portillo Manzana 37, Lotes 2 y 3 Supermanzana 59 Unidad Morelos

Phone: 998-886-7636 & 998-843-5454

www.quirurgicadelmsur.co

 

Clinica Sobrino

Manzana Q, Lote 13, Supermanzana 63

Phone:998-884-2516
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Hospital Presbiteriano

Region 76 Manzana 46 Lote 1

Colonia Francisco Villa

Phone: 998-880-2082 & 998-880-4006

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Hospital Galenia

Av. Tulum con Av. Nizuc,

Lote 1 Manzana 1 Supermanzana 12

Phone: 998-891-5200 & 998-881-5201

www.hospitalgalenia.com

 

Hospiten Hospital

Av. Bonambak, Lote 7, Manzana 2, Supermanzana 10

Phone: 998-881-3700

www.hospiten.es

 

c) Hospitais e Clínicas em Playa Del Carmen

Grupo Medico Costamed (24 horas)

Edificio Progreso, Carr. Fed. MZ 285, Ejido Sur, Playa del Carmen, QROO, Mexico

Phone: 803-7777

http://www.centromedicodecozumel.com.mx/default.asp?Hospital=

Costamed&Idioma=Eng&Seccion=inicio

(Afiliado ao Baptist Health South Florida and Methodist Healthcare).

 

Medica del Carmen

25 Av. y 2 Norte, Col. Centro, Playa del Carmen, QROO, Mexico

Phone:984-873 - 0885

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., http://www.medicadelcarmen.com/

 

Hospital Riviera Maya (24 horas)

Balamcanché, Lote 1, MZA.30, Carr. Federal, Playacar Fase II , Playa del Carmen, QROO, Mexico

Phone: 803 - 1002

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

http://www.hospiten.es/hospiten/HOSPITEN/published/DEFAULT/con_hospitales.jsp?&CATID=12&PRDID=16769

 

Playamed Clinic

Edificio UNID, Carr. Fed. With Calle 28, Col Ejidal, Playa del Carmen, QROO, Mexico

Phone: 879 - 3145 or 3147

Sacbe Clinic (maternidade e cirurgias em geral)

 

Calle 34 bis. / 30 Av y 35 Av, Playa del Carmen, QROO, Mexico

Phone: 803-0055, 873-1576

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Transportes

Infraestrutura de transportes         

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na página Carteira de Habilitação do Portal Consular.

Transporte rodoviário

No caso da Cidade do México e arredores, recomenda-se aos motoristas atentarem para o sistema de rodízio de automóveis de acordo com o final da placa e a data de fabricação do veículo (para mais informações, recomenda-se consultar o sítio web do programa "Hoy no circula" (http://www.sedema.df.gob.mx/sedema/index.php/verificacionhoy-no-circula/hoy-no-circula/calendario-del-programa-hoy-nocircula).

Para saber os limites de velocidade máximos permitidos, recomenda-se verificar a sinalização de trânsito. Nas cidades, não se deve superar 60km/h nas vias principais e 40km/h nas vias secundárias. Nas auto-estradas, em geral, não se deve ultrapassar 110km/h ou 100km/h, a depender do local.

Como em outras megalópolis, a Cidade do México enfrenta o desafio de oferecer infraestrutura de transporte adequada ao tamanho da população que necessita de seus serviços. O trânsito em horários de pico na Cidade do México é intenso e, mais do que a distância, o volume de automóveis nas ruas acaba por determinar a rota e o tempo de deslocamento.

Transporte público

O transporte público nas principais cidades do México conta com combinação de serviço de ônibus, metrô, táxi e algumas ciclovias. A Cidade do México conta com a maior malha metroviária da América Latina: são 12 linhas, 226 km, 195 estações e 7 milhões de passageiros diários. Há inúmeras linhas de ônibus e micro-ônibus.

Táxis

Serviços de táxis são abundantes nas principais cidades do país, embora seja recomendável o uso de táxis registrados em hotéis por oferecerem maior segurança.

Como o taxi é o meio mais procurado pelos turistas no México, a orientação principal é que não se deve pegar taxis avulsos nas ruas, mesmo em pontos turísticos de grande movimentação, e que se opte por taxis de “sitios autorizados”.

A recomendação se deve à incidência de assaltos e sequestros a turistas que embarcaram em taxis de rua. A mesma recomendação se dá aos residentes no México. A página da Secretaria de Turismo do Distrito Federal recomenda os taxis de sitios autorizados e informa sobre outras modalidades de locomoção.

Carteira de Habilitação

No México, permite-se a condução de veículos com a carteira de motorista brasileira (emitida pelo DETRAN) durante o prazo de seis meses a contar da entrada no país. Após esse período, é necessário solicitar uma carteira de motorista mexicana junto à Secretaría de Transportes y Vialidad (SETRAVI). É necessário o preenchimento de formulário, pagamento de taxa e agendamento de ida para emissão da carteira, que é feita na hora. Para maiores informações sobre documentação e localidade onde ir, consulte:

http://www.semovi.df.gob.mx/wb/stv/licencia_de_conducir_tipo_a_con_vigencia_de_tres_a.html

Infraestrutura turística

Infraestrutura de transportes

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na página Carteira de Habilitação do Portal Consular.

Atrações turísticas

Como país que obtém grande parte de sua receita de atividades associadas à indústria do turismo (o país já foi o sétimo maior destino turístico do mundo), o México conta com uma das melhores estruturas turísticas do mundo. O país dispõe de bons aeroportos, rede hoteleira e restaurantes excepcionais, bem como estradas e infraestrutura turística de nível internacional.

Clima

A Cidade do México está localizada na região Centro do País com temperatura média anual de 16.6°C. Em alguns dias da primavera, a temperatura máxima pode alcançar  28°C, já durante o inverno poderá alcançar -5 °C nos arredores da cidade. A temporada de chuvas dura de maio a novembro, com maior precipitação entre os meses de junho e agosto. Para maiores informações, consultar o "Serviço Meteriológico Nacional de México":http://smn.cna.gob.mx/index.php?option=com_content&view=article&id=103&Itemid=80

Eventos culturais e opções de lazer

Há, na cidade do México, excelentes livrarias com seções dedicadas a aspectos históricos, culturais, geográficos e turísticos do país. Havendo interesse em conhecer a oferta cultural bem como outras informações sobre o DF, os sites abaixo poderão ser consultados:

http://www.museosdemexico.org/

http://www.conaculta.gob.mx/

http://www.cultura.df.gob.mx/

http://www.ticketmaster.com.mx/

www.mexicoescultura.com/

http://carteleradeteatro.mx/

http://www.dondeir.com/

http://www.chilango.com

http://www.timeoutmexico.mx/df.

http://www.tipkids.com

http://www.kidsinmexico.com.mx/

http://www.restaurantesdemexico.com.mx/

http://www.dondeir.com/restaurantes/

Cartões de crédito e débito

Todos os cartões de crédito possuem, em geral, alta taxa de aceitação.

Bancos

Há bancos brasileiros no país. Operam, no México, o Banco do Brasil (Cidade do México) e o Itaú (Cidade do México). No entanto, estes bancos operam apenas no mercado interbancário e não possuem agências com atendimento ao público, apenas escritório de representação.

 Ligações internacionais       

Pelo plano Brasil Direto, a Embratel oferece a possibilidade de que cidadãos brasileiros possam ligar para um número telefônico no Brasil a partir de telefone público, fixo ou celular no exterior. As ligações são pagas somente a partir do Brasil. Em caso de dúvidas, é possível contatar um telefonista da Embratel, que atende em português. Para mais informações sobre o plano Brasil Direto, inclusive sobre países de abrangência e valores, consulte o portal da Embratel, em http://portal.embratel.com.br/fazum21/brasil-direto/numeros-de-acesso/.

Centro Cultural do Brasil no México

Os centros culturais do Brasil no exterior realizam atividades para difusão da literatura brasileira, distribuem textos de autores nacionais e material informativo e organizam exposições de artes visuais e espetáculos teatrais, além de palestras e seminários sobre a cultura brasileira. No México, o Centro Cultural do Brasil é dedicado à promoção da língua portuguesa e da cultura brasileira. Mais informações estão disponíveis em http://dc.itamaraty.gov.br/lingua-e-literatura/centros-culturais-do-brasil

Costumes locais e legislações específicas

Legislação local         

Durante sua estadia em outro país, cidadãos brasileiros estão sujeitos às leis locais, ainda que elas sejam bem diferentes da legislação do Brasil. Viajantes que desobedeçam às leis locais podem ser multados, processados ou presos. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros estudem a legislação e os costumes do destino escolhido, contatando, se necessário, a Embaixada ou Repartição consular do Brasil no exterior, em caso de dúvidas sobre questões pontuais.

Questões de gênero   

Normas legais e/ou religiosas que regulam o direito das mulheres podem variar consideravelmente de país a país. Cidadãs brasileiras podem encontrar, em outros países, realidade completamente diferente daquela do Brasil. Recomenda-se que mulheres em viagens ao exterior leiam  detalhadamente as informações da página Mulheres em viagens ao exterior

Prisão de cidadão brasileiro

Em caso de prisões envolvendo cidadãos brasileiros, os detidos têm o direito de contatar agentes consulares do Brasil para pedir assistência. Nesses casos, nacionais devem sempre requisitar às autoridades policiais locais que comuniquem a situação à Embaixada ou Repartição consular brasileira o mais rápido possível. O Posto esclarecerá ao brasileiro detido quais são seus direitos no país e prestará apoio para que sua integridade física e psicológica seja respeitada. Para mais informações, deve-se acessar a página Detenção no exterior. Em casos de detenção por tráfico de drogas, recomenda-se, ainda, a leitura do guia Detenção por tráfico de drogas no exterior.

Identificação 

Pela lei local, todos os cidadãos estrangeiros no país devem portar documento de identificação. Assim, recomenda-se que cidadãos brasileiros portem, a todo momento,  cópia do passaporte brasileiro, deixando o original em local seguro, para evitar perdas ou furtos.  Autoridades policiais podem requisitar, a qualquer momento, prova de identificação. Nessas ocasiões, cidadãos que não tenham em mãos documento de identidade estão sujeitos a multas, possíveis interrogatórios e, em casos mais graves, até detenção.

Particularidades culturais

Os costumes no México são, em geral, muito semelhantes ao Brasil, não cabendo observações mais pormenorizadas.

Tolerância LGBT

Desde março de 2010, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é considerado legal no Distrito Federal e pode ser reconhecido pelos demais estados do México. Em outros estados mexicanos, a discussão sobre o tema segue em âmbito judicial. Deve-se observar que há grande disparidade regional quanto ao respeito oferecido aos casais homossexuais no México. Verifica-se maior tolerância em cidades como Distrito Federal, Guadalajara e Puebla, bem como em zonas litorâneas de alta concentração turística, a exemplo da Riviera Maya, Cabo San Lucas e Porto Vallarta. Os estados de Aguascalientes, Durango e Zacatecas (localizados na região central do país) foram identificados como os de menor aceitação à união homoafetiva em pesquisa elaborada pelo Gabinete de Comunicação Estratégica do Governo mexicano. Para mais informações, recomenda-se a leitura cuidadosa da página LGBT em viagens ao exterior.

Prostituição  

A prostituição em si não constitui crime no país. No entanto, as atividades em torno da prática são proibidas, quais sejam: solicitar ou importunar outras pessoas em local público para tais fins, o que se aplica à prostituta e ao cliente, vadiagem para fins de prostituição, controlar ou dirigir atividades desse tipo, coagir alguém a se prostituir, viver dos ganhos da prostituição alheia e manter estabelecimentos com esta finalidade. Também é proibido anunciar publicamente serviços de prostituição.     

Portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida

O país possui leis que garantem acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência. Embora na capital haja edifícios e transporte público com rampas e demais adaptações para assegurar acessibilidade, portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida podem encontrar dificuldade para locomover-se em áreas remotas ou no interior do país. Para mais informações, recomenda-se a leitura da página Pessoas com deficiência em viagens ao exterior.

Entorpecentes

As autoridades mexicanas costumam ser bastante rigorosas no controle do acesso de drogas ilícitas no país.

Pena capital

Não obstante não haver pena de morte no país, as condenações penais para tráfico de drogas costumam ser bastante elevadas.

Penalidades que destoam das leis brasileiras

A Constituição Federal brasileira de 1988 proíbe a pena de morte (em tempos de paz), prisão perpétua, banimento, trabalhos forçados e quaisquer outras penalidades consideradas cruéis. Nessa linha, o Brasil é membro do Protocolo da Convenção Americana de Direitos Humanos para a Abolição da Pena de Morte (ratificado em 13 de agosto de 1996).

No ordenamento jurídico interno de outros países, as penalidades previstas podem ser bem distintas daquelas permitidas no Brasil. Recorda-se  que cidadãos brasileiros em viagem ao exterior estarão sujeitos às leis do país em que se encontram, podendo ser condenados, inclusive, a penas proibidas no Brasil. 

O ordenamento jurídico do país não contempla penas (pena de morte, prisão perpétua) e castigos que destoam marcadamente do ordenamento jurídico brasileiro.

Informações adicionais

IMPORTANTE: A relação de fontes para leitura adicional é meramente indicativa. O Itamaraty não se responsabiliza pelo conteúdo do material indicado.

Guias mexicanos

Para informações sobre outras regiões do país, recomenda-se consultar a página da Secretaria de Turismo http://www.sectur.gob.mx

Recomenda-se leitura da seção Guia de países para verificar se há mais informações sobre o destino escolhido.

 

Para informações sobre as relações diplomáticas do Brasil com a México clique aqui.

Fim do conteúdo da página