Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Rússia

Alertas para este país

Sem alertas para este país.

Informações básicas

Capital Moscou
Língua Russo
Moeda Rublo
Validade do passaporte Deve ser válido por 6 meses
Página do passaporte em branco Duas páginas são necessárias para carimbo de entrada 
Visto de turista necessário Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.
Vacinações Nenhuma
Restrições de moeda para entrar 10.000 dólares ou equivalente
Restrições de moeda para sair Valores acima de 3.000 dólares (ou equivalente) devem ser declarados

Recomendações de viagem

A recomendação de viagem do Ministério das Relações Exteriores considera o contexto de infraestrutura, segurança e saúde, bem como a situação geral do país escolhido como destino, avaliando os riscos potenciais de uma viagem a cidadãos brasileiros.

 

 

Viajar com precauções normais de segurança

X

Viajar com grau moderado de cautela

 

Viajar com alto grau de cautela

 

Evitar viagens não-essenciais  

 

Não viajar

 

Cidadãos brasileiros devem viajar à Rússia com grau moderado de cautela. Para maiores informações, recomenda-se a cuidadosa leitura dos tópicos desta página.

Cidadãos brasileiros devem ter sempre as informações de contato da Embaixada do Brasil em Moscou, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais na Rússia.

A depender da natureza de sua solicitação, a melhor opção poderá ser entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem em primeiro lugar. Os Postos com serviço consular estão a disposição para auxiliar em casos de maior complexidade. Acesse o Portal Consular para saber o que uma Repartição Consular pode ou não pode fazer por você.

Para assuntos graves e de natureza jurídica, recomenda-se entrar em contato, inicialmente, com as autoridades de polícia e/ou de saúde locais, a partir dos dados de contato informados nos tópicos "Segurança" e "Saúde" do Portal Consular. Caso necessário, a Rede Consular do Brasil poderá ser contatada.

Para solicitações fora do horário de expediente e casos de comprovada emergência, o plantão consular da Embaixada ou Consulado do Brasil poderá ser acionado. Contate a página Emergências do Portal Consular para maiores informações.

Rede Consular do Brasil

Recomenda-se que cidadãos brasileiros portem relação com os números de telefone da Embaixada e/ou do Consulado instalado na região em que pretende transitar ou permanecer. A assistência consular é um direito reconhecido por tratados internacionais, e o cidadão estrangeiro deve sempre exigir das autoridades locais a oportunidade de comunicar-se com Representação Diplomática de seu país. O Itamaraty recorda que a assistência consular prestada ao cidadão brasileiro é isenta de custos, embora não exista previsão legal para o custeio de despesas com, por exemplo, advogados e tratamento médico/hospitalar.

 

Embaixada do Brasil em Moscou

Endereço: ULITSA BOLSHAIA NIKITSKAIA, 54 121069 - MOSCOU - RÚSSIA

Telefone: (007495) 363-0366

Plantão Consular: 7 (495) 960-81-48 (SOMENTE PARA EMERGÊNCIAS)

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site da Repartição:  http://moscou.itamaraty.gov.br / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Para saber o que uma Embaixada ou Consulado brasileiro pode e não pode fazer por você, clique aqui.

Em caso de morte de cidadão brasileiro no exterior, acidentes, inadmissões e demais emergências consulares, clique aqui.

Em caso de dúvidas, clique aqui.

Consulados Honorários do Brasil

Consulado Honorário em São Petersburgo
Titular: Taimuraz Kazbekovich Bolloev

Endereço: Staropetergofsky Prospekt, 19, CEP 198020, São Petersburgo, Rússia

Telefone: +7(812)332-61-02

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comunidade brasileira e principais destinos

Comunidade brasileira

A comunidade brasileira está estimada em cerca de 1200 brasileiros residentes na Rússia.

Principais destinos

Há mais de mil cidades na Rússia, incluindo doze cidades com mais de um milhão de habitantes - Moscou, São Petersburgo, Nízhni Novgorod, Novosibirsk, Ekaterimburgo, Omsk, Tchelyabinsk, Volgogrado, Samara, Kazan, Ufa e Rostov no Don. A comunidade brasileira na Rússia encontra-se mais presente, em ordem decrescente, nas cidades de Kursk, Moscou e São Petersburgo.

Entrada

O conteúdo a seguir está sujeito a mudanças e pode não ter as informações completas que assegurem a entrada no país escolhido. Para mais informações, recomenda-se a leitura completa das páginas do Portal Consular, incluindo os alertas migratórios e a seção Vistos. Recomenda-se, ainda, que, antes de viajar, cidadãos brasileiros contatem uma Embaixada ou Consulado do país escolhido como destino para certificar-se dos requisitos de visto e entrada e permanência.

Inadmissões de cidadãos brasileiros

A prerrogativa de cada país de determinar quem pode ou não entrar em seu território é decisão soberana de cada Estado. O Governo do Brasil não poderá intervir a favor de cidadãos brasileiros não admitidos por não terem cumprido os requerimentos de entrada.

O Ministério das Relações Exteriores tem mantido contatos sistemáticos com autoridades estrangeiras, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de adoção de critérios claros na política de controle migratório, de maneira a serem evitados comportamentos que possam ser interpretados como discriminatórios ou que atentem contra a dignidade e moralidade dos indivíduos.

Recomenda-se a leitura da seção Inadmissões/deportações de cidadãos brasileiros para mais informações.

Febre amarela

A febre amarela é considerada endêmica no Brasil. Por isso, alguns países podem exigir de cidadãos brasileiros comprovante de vacinação contra a doença. Mais informações sobre o assunto e outras vacinas eventualmente necessárias podem ser encontradas no tópico Saúde do viajante.

Visto

Favor consultar a tabela disponível na seção Vistos.

Registro migratório

É necessário registro migratório para entrar em território russo. Situações migratórias irregulares podem resultar em detenção, além de pagamento de multa. Recomenda-se a leitura da seção Procedimentos migratórios para turistas.

Requisitos de entrada

Para entrada no país, é exigido das autoridades russas a apresentação na chegada de passaporte válido por pelo menos seis meses e passagem de volta.

Entrada de menores

Em esforços para prevenir sequestro internacional de menores, alguns Governos estrangeiros começaram a verificar o status de menores em pontos de entrada do país. Essas verificações frequentemente incluem exigência de documentos que comprovem a relação do menor com a pessoa que o estiver acompanhando e autorização de viagem, por escrito, do genitor ausente. Caso um dos genitores tenha falecido, é necessário portar cópia do certificado de óbito. Para mais informações, pode-se acessar a página Viagem de menores brasileiros ao exterior.

Entrada de animais domésticos

O ingresso na Rússia com animais está condicionado à apresentação do Certificado Zoosanitario Internacional (CZI) do animal, emitido por autoridades locais competentes. Deverá ser apresentado, ainda, certificado de vacinação anti-rábica (a vacina deve ter sido aplicada com antecedência mínima de 30 dias e máxima de 12 meses antes da data de embarque). Fica limitado no máximo em dois o numero de animais a serem importados por um passageiro. A declaração devidamente preenchida, junto com o Certificado Zoosanitario Internacional, deverá ser apresentada no Posto de Controle Veterinário da Aduana do aeroporto em Moscou, onde o CZI será trocado, após o controle, por Certificado Veterinário da Federação da Rússia, e o animal será considerado importado.

Restrições alfandegárias

Pode haver legislações especiais para entrada e saída de materiais sensíveis, equipamentos eletrônicos (incluindo GPS e outras formadas de comunicação por rádio, bem como telefone satelitário), bens de alto valor (incluindo caviar) e bens de valor cultural. Deve-se sempre exigir o recibo das compras e consultar as autoridades russas competentes, em caso de dúvidas.

Formulários alfandegários

Na chegada à Rússia, os viajantes recebem um cartão de migração. É imprescindível que este documento esteja sempre com o viajante, pois é a prova de sua permanência temporária legal, conjuntamente com o passaporte. Caso haja alguma irregularidade no registro ou o viajante perca o cartão de migração, sua situação migratória é considerada irregular e sua saída do território russo pode ser negada enquanto não for regularizada

Vacinação

Não é exigido de brasileiros nenhuma vacina para a entrada no país.

Medicamentos

Autoridades russas podem controlar estritamente a entrada de medicamento receitado no país. Assim, cidadãos brasileiros devem portar receita médica, em inglês, do remédio. Cidadãos brasileiros portando medicamentos sem receita poderão ser detidos.

Entrevistas

No momento da entrevista, recomenda-se postura tranquila e séria, evitando postura excessivamente informal. É importante que o viajante brasileiro não conte com gestões ou facilidades proporcionadas pelo agente de imigração. Nesse sentido, recomenda-se que o cidadão brasileiro viaje com todos os documentos e provas de sua estadia impressos, e não na dependência de poder obtê-las por via eletrônica, já que não contará com um computador nem internet, nem mesmo com a possibilidade de buscar tais documentos na bagagem despachada.

Dupla nacionalidade

A Rússia geralmente exige que cidadãos com dupla nacionalidade renunciem à nacionalidade russa. Para todos os efeitos, no Brasil, nacionais devem entrar e sair portando passaporte brasileiro e, na Rússia, devem entrar e sair com o passaporte russo. Assim, cidadãos com dupla nacionalidade devem viajar necessariamente com os dois passaportes. Mais informações estão disponíveis no aviso Brasileiros com dupla nacionalidade.

Permanência

Imigração irregular

Assistência consular é prestada a todos os cidadãos brasileiros no exterior, independentemente de sua situação migratória. No entanto, o Governo brasileiro recomenda fortemente que nacionais do Brasil no exterior busquem sempre estar em situação migratória regular. A legislação de determinados países pode punir a imigração irregular de maneiras severas, prevendo multas de valor expressivo e, em alguns casos, detenção. Recomenda-se, nesse sentido, a leitura detalhada das informações publicadas na seção Imigrar para outros países.

Estudantes brasileiros no exterior

Cidadãos que pretendem viajar ao exterior para estudar devem atentar-se à necessidade de planejar cuidadosamente sua estadia, especialmente se for a primeira vez que realizam viagem internacional. Devem solicitar visto à Embaixada do país com a devida antecedência; pesquisar e conhecer a realidade do país e da cidade onde pretendem estudar, em particular sobre seu sistema de ensino; conhecer os costumes locais; ter domínio do  idioma do ensino e verificar antes com as autoridades competentes do Ministério da Educação do Brasil e das universidades federais sobre os procedimentos para efetuar a revalidação de seus estudos e diplomas no Brasil. Antes de viajar, recomenda-se anotar os números de contato da Embaixada ou Consulado do Brasil mais próximo, em caso de necessidade, e efetuar sua matrícula consular na Representação brasileira, para que possa entrar em contato em caso de emergências.  Se tiver de usar medicamentos para condição de saúde ou enfermidade, deve-se verificar se a receita médica será válida no país de estudo ou quais seriam as exigências para receber receita médica no local. Mais informações estão disponíveis na seção Estudar em outros países.

Trabalhar no exterior

Modelos, jogadores/técnicos de futebol e outros profissionais brasileiros que pretendem trabalhar no exterior devem ler cuidadosamente a cartilha Orientações para o Trabalho no Exterior, elaborada para ajudar cidadãos brasileiros que pretendem trabalhar no exterior. Recomenda-se vivamente que a leitura seja feita antes da assinatura de qualquer contrato de trabalho com clube, empresa ou representação estrangeira.

Registro de estrangeiros

O viajante tem cinco dias úteis para fazer o registro de seu passaporte junto à polícia. O registro é feito necessariamente pelo seu anfitrião (hotel ou pelo proprietário do imóvel onde o viajante está hospedado). O registro é dispensável apenas aos viajantes que permanecerão no país por tempo menor do que cinco dias. Recomenda-se que os viajantes estejam sempre atentos às sinalizações e ordens das autoridades russas, conhecidamente rígidas.

Ciência sem Fronteiras

No âmbito do programa "Ciência sem Fronteiras" O Governo do Brasil tem adotado ampla política de concessão de bolsas para que jovens brasileiros possam estudar em universidades no exterior. Para solicitar assistência durante sua estada em outros países, inclusive na Rússia, bolsistas do programa podem contatar a Embaixada do Brasil em Moscou ou o Núcleo de Assistência a Brasileiros (NAB) em Brasília. Para dúvidas técnicas sobre aspectos do programa ou auxílio financeiro, os estudantes poderão contatar a CAPES ou o CNPq diretamente. Para mais informações, recomenda-se leitura da página "Apoio ao bolsista no exterior", disponível no sítio do Programa Ciência sem Fronteiras, em http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/apoio-ao-bolsista-no-exterior

AIDS

Cidadãos que pretendem aplicar-se a vistos para permanência na Rússia serão solicitados a fazer exame médico. Cidadãos que apresentem resultados positivos para HIV/AIDS podem ter entrada negada.

Penalidades por estadia irregular

De acordo com as leis russas, as autoridades do país podem negar a entrada ou reentrada de cidadãos que tenham permanecido no território russo ilegalmente, por um período de até 5 anos.

Segurança

Crimes, com diferentes graus de violência, ocorrem em qualquer lugar do mundo. Durante viagens ao exterior, cidadãos brasileiros devem permanecer atentos e ter sempre cautela, independentemente do destino escolhido. A maior parte dos crimes não violentos, como furtos e roubos, pode ser evitada tomando-se precauções normais de segurança, com atenção redobrada a pertences pessoais e a movimentações estranhas em lugares públicos, por exemplo. Em caso de ocorrência de crimes com vítimas, cidadãos brasileiros devem contatar imediatamente as autoridades policiais locais e a  Embaixada ou Repartição consular do Brasil mais próxima. Para mais informações, pode-se acessar a informação Segurança do viajante.

Perda de documentos brasileiros

No exterior, cidadãos brasileiros devem ter sempre o máximo de cuidado com seu passaporte brasileiro e seguir todas as orientações escritas nas páginas do documento de viagem. Durante a viagem, recomenda-se manter cópia autenticada de documento de identidade e de certidão de nascimento, além de cópia simples do passaporte em local seguro. A posse dessas cópias facilitará a emissão de novo passaporte, em caso de perda ou furto dos documentos originais. Cidadãos que estejam em retorno ao Brasil podem solicitar Autorização de Retorno ao Brasil (ARB), cuja emissão é mais rápida e mais barata que um novo passaporte, sob determinadas condições. Em caso de dúvidas, recomenda-se a leitura das informações da seção Perda de documentos brasileiros no exterior e, para saber sobre emissão de documentos brasileiros no exterior, pode-se consultar a página Emissão de documentos no exterior.

Vítimas de crimes

Providências que o cidadão brasileiro deve tomar caso seja vítima de algum crime:

a) consultar um médico, se necessário;

b) dirigir-se imediatamente à autoridade policial mais próxima e registrar boletim de ocorrência, com as seguintes informações: data, local e hora do incidente, perdas materiais e lesões corporais da agressão ou crime (fornecendo todos os elementos úteis ao inquérito); descrição física do autor, tipo e cores de vestimenta, sinais particulares, modelo, cor e número de placa do automóvel, se for o caso;

c) informar Representação diplomática ou Repartição consular do Brasil sobre sua situação.

Representação Diplomática do Brasil

A Rússia é o país com o maior território do mundo. Há apenas uma Representação Diplomática do Brasil em solo russo, a Embaixada brasileira em Moscou. Serviços consulares a cidadãos em outros territórios do país que não sejam a capital serão prestados à distância, a partir da Embaixada em Moscou. Cidadãos brasileiros em viagens ao país devem ter tal situação em mente, já que isso pode significar limites à assistência prestada pelo Governo brasileiro.

Segurança pública

A Rússia é um país relativamente seguro, mas há registros de furtos no metrô e em áreas de grande concentração de pessoas. Nas cercanias de bares e boates, pode haver concentração de pessoas alcoolizadas e aconselha-se evitar conflito em qualquer situação. Mulheres desacompanhadas também são aconselhadas a não permanecer próximas a grupos de homens nesses lugares.

Furtos e roubos

Cidadãos brasileiros deverão permanecer atentos em grandes cidades russas da mesma forma que estariam em grandes cidades brasileiras. Carteiras, celulares, câmeras, dinheiro e demais objetos de valor devem ser guardados em local seguro. Os locais mais vulneráveis incluem passarelas subterrâneas, o metrô, trens norturnos, estações de trem, aeroportos, estabelecimentos comerciais, atrações turísticas e restaurantes.

Corrupção

Caso cidadão brasileiro seja vítima ou presencie crimes de suborno, propina, fraude eleitoral, nepotismo, cleptocracia, pilhagem legal, plutocracia ou qualquer outro tipo de corrupção, recomenda-se que a Embaixada brasileira seja imediatamente notificada com vistas a que sejam acionadas as autoridades locais para denúncia e apuramento da situação.

Terrorismo

Atos de terrorismo ocorrem no país, sobretudo na região do norte do Cáucaso. Moscou e São Petersburgo, no entanto, já foram alvos de atentados terroristas. Em dezembro de 2013, bombardeios ocorreram no transporte público da cidade de Volgograd. Cidadãos brasileiros devem permanecer com máxima atenção durante a estada na Rúsia, sobretudo quando se encontrarem próximos a prédios do Governo, aeroportos, hotéis, mercados e locais turísticas e de lazer. Para mais informações sobre atentados terroristas, recomenda-se seguir cuidadosamente as instruções contidas no guia Atentados terroristas no exterior.

Xenofobia e discriminação

A Embaixada recebe relatos esporádicos de episódios de homofobia e de discriminação. Ataques contra minorias são uma dura realidade do país, mas raramente evoluem para violência física. Casos de "skinheads" e outras gangues organizadas podem ser mais graves. Recomenda-se não entrar em confronto direto com os provocadores e reportar o ocorrido imediatamente às autoridades locais.

Clonagem de cartões

Como em diversos centros urbanos em vários países, recomendam-se cuidados básicos para evitar a clonagem de cartões. Deve-se, sempre, solicitar que o cartão seja manuseado na presença do portador. Em comércios informais, recomenda-se preferivelmente realizar pagamentos com dinheiro em espécie. Em caixas eletrônicos, deve-se verificar, antes do uso, se não há câmeras ou qualquer tipo de alteração na máquina.

Brigas e confrontos

Brigas em bares ou discotecas não são incomuns. Essas brigas podem envolver disparos de arma de fogo ou ataques com outros tipos de armas. Em tais situações, cidadãos brasileiros devem afastar-se imediatamente do confronto e procurar as autoridades policiais competentes para relatar o fato.

Drogas

A mídia russa reporta que novas drogas, ainda pouco conhecidas, são utilizadas com certa frequência nas boates e bares do país. As drogas mais recentes seriam butyrate ou oxyburate. Efeitos do uso incluem amnésia, perda de consciência, intoxicação e, geralmente, morte. Cidadãos brasileiros jamais devem utilizar tais substâncias voluntariamente e devem permanecer atentos a suas bebidas. Em alguns casos, cidadãos podem ser propositalmente drogados para serem roubados, assediados ou estuprados.

Fraudes e golpes eletrônicos

Algumas Embaixadas e Consulados do Brasil têm recebido, com certa frequência, denúncias de golpes financeiros pela internet que vitimam cidadãos brasileiros. Sobre o assunto, o Ministério das Relações Exteriores divulgou o alerta Golpes pela internet. Recomenda-se leitura cuidadosa das informações do aviso.

Relacionamentos pela internet

Recomenda-se a cidadãos brasileiros especial cuidado com os relacionamentos virtuais mantidos com cidadãos de outros países com o propósito de celebrar casamento, a fim de protegerem-se contra golpes e situações de risco. Sugere-se, entre outras precauções, buscar obter referências do cidadão estrangeiro por parte de terceiras pessoas de conhecimento comum, além de evitar manter o contato restrito aos meios de comunicação à distância. Mais informações poderão ser obtidas na cartilha Relacionamentos virtuais com estrangeiros.    

Produtos pirateados

Produtos pirateados, sobretudo CDs e DVDs, são encontrados com facilidade no país. A compra para uso pessoal de tais materiais é considerada crime pela legislação local, punível com detenção pelas autoridades russas. Além disso, trazer tais bens para o Brasil pode resultar em repreensão, multas e, em casos mais graves, prisão.

Áreas restritas

Há diversas áreas restritas ao turismo na Rússia. Visitantes que tentem entrar em qualquer uma dessas localidades sem autorização local podem estar sujeitos a multas, deportação e/ou detenção. Aconselha-se, antes de viajar pelo país, que cidadãos brasileiros pesquisem sobre a necessidade de solicitação de permissão para visitas a áreas específicas. A Embaixada do Brasil em Moscou poderá ser contatada em caso de dúvidas.

Fronteira com a Ucrânia

Cidadãos brasileiros deverão evitar qualquer viagem à região de fronteira da Rússia com a Ucrânia, devido a graves tensões na região, que têm escalado para conflitos militares. O Governo russo decretou estado de emergência para a região de Rostov Oblast e não é possível garantir a segurança de cidadãos brasileiros naquela região, uma vez que a situação permanece imprevisível e pode mudar rapidamente.

Viagens à Chechênia

Devido a incidentes violentos ocorridos na região do norte do Cáucaso, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem viagens à região, o que inclui a Chechênia, Ossétia do Norte, Ingushetia, Dagestan, Stavropol, Karacheyevo-Cherkessiya e Kabardino-Balkaria. Nessas áreas, ocorreram, recentemente, sequestros e desaparecimentos de cidadãos estrangeiros e russos.

Tsunamis

A baixa altitude das ilhas torna sensível a subida do nível do mar. Além disso, há riscos de tsunamis no país. Recomenda-se que cidadãos brasileiros permaneçam atentos aos comunicados emitidos pelas agências locais de meteorologia e sismologia quanto à incidência de desastres naturais. Em caso de ocorrência de tsunamis, cidadãos brasileiros devem seguir cuidadosamente as orientações de segurança das autoridades locais contatando, sempre que possível, alguma Embaixada ou Consulado do Brasil, que avaliará a possibilidade de evacuação.

Vulcões

As autoridades avisarão com antecedência caso detectem atividade vulcânica com potencial de risco para a população. Deve-se seguir as recomendações caso haja alertas. Em caso de erupção, as autoridades também darão instruções. Havendo evacuação de alguma área, não se deve voltar ao local, mesmo depois de passada a erupção, até que haja autorização das autoridades locais para tanto.

Turismo de aventura

É grande o número de turistas no país que desejam realizar turismo de aventura. O Monte Elburs, a montanha mais alta da Europa, tornou-se popular destino para viajantes que desejam praticar trilhas e montanhismo. Nesse sentido, turistas brasileiros devem contratar seguro-saúde que ofereça cobertura contra ferimentos decorrentes de acidentes. Mais informações podem ser obtidas no aviso Turismo de aventura.

Manifestações populares

Alguns protestos podem ocorrer no país, sobretudo em datas simbólicas, como o dia do trabalho ou demais comemorações civis. Ainda que os protestos sejam pacíficos, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas com registro de manifestações, já que esse tipo de atividade pode escalar para conflitos em caso de confrontação com autoridades policiais locais.

Tráfico de pessoas

A polícia brasileira, em cooperação com autoridades policiais de outros países e da INTERPOL, segue investigando casos de tráfico de mulheres envolvendo nacionais do Brasil. O Governo brasileiro preparou uma cartilha sobre o tema, para a difusão de informação sobre esse tipo de crime, com o intuito de prevenir potenciais vítimas. Mais informações podem ser encontradas no Guia de Atuação no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Caso seja vítima ou tenha alguma informação sobre eventual caso de tráfico internacional de pessoas envolvendo cidadão ou cidadã brasileira, recomenda-se fortemente que procure a Representação consular, para relatar o caso e receber orientações. Os dados serão tratados com a devida confidencialidade. Mais informações estão disponíveis em http://www.justica.gov.br/sua-protecao/trafico-de-pessoas

Assédio sexual e crimes contra a mulher

Denúncias de assédio sexual são raras, mas podem ocorrer em qualquer país, independentemente do destino escolhido. Mulheres devem evitar andar sozinhas pelo país, especialmente durante a noite e/ou em áreas isoladas. Mais informações estão disponíveis no aviso Mulheres em viagens ao exterior.

Contatos importantes

Os telefones de emergência russos são 101 (bombeiros), 102 (polícia), 103 (ambulância), 112 (número geral de emergências). Em decorrência da barreira linguística, é recomendável entrar em contato com o Plantão Consular da Embaixada do Brasil em Moscou caso os serviços de emergência não consigam ser acionados pelo cidadão brasileiro.

Saúde

A situação geral de saúde em outros países pode ser bem diferente daquela do Brasil. Cidadãos estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita em grande número de países. Recomenda-se vivamente que viajantes brasileiros sempre contratem seguro internacional de saúde adequado, mesmo que tal documento não seja exigido pelas autoridades migratórias locais. O Ministério das Relações Exteriores não poderá se responsabilizar por despesas médicas de brasileiros no exterior.

Antes de viajar, nacionais brasileiros devem certificar-se de sua saúde física, tomando as vacinas indicadas para o destino escolhido. Vacinas contra difteria, tétano, hepatite B, sarampo, caxumba, rubéola e tuberculose são recomendadas para todo tipo de viagem. Em caso de dúvidas, o Ministério da Saúde poderá ser consultado.

Para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas no exterior, é importante consultar o sítio da Organização Mundial da Saúde (OMS), que contém dados detalhados sobre a situação específica de saúde de cada país.

Ao retornar de países com ocorrência de endemias, quaisquer sintomas devem ser imediatamente comunicados às autoridades de saúde brasileiras.

Falecimento de cidadão brasileiro

Na infeliz ocorrência de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, Repartições consulares do Brasil permanecerão à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares. Recomenda-se que a família do cidadão brasileiro falecido contate a Embaixada ou o Consulado da jurisdição para orientações, por meio dos telefones regulares ou, se for o caso, do celular de plantão. Cabe aos familiares do falecido custear as despesas de traslado dos restos mortais ao Brasil, se for o caso. Mais informações estão disponíveis na seção Emergências.

Rede de saúde

O sistema público de saúde russo é bom e de acesso relativamente fácil, mas os profissionais de saúde da rede pública geralmente falam apenas russo. Há hospitais internacionais de qualidade nas grandes cidades, mas são todos privados. Recomenda-se ao viajante contratação de seguro de saúde confiável. Em áreas remotas, atendimento médico pode ter amplas limitações, incluindo suprimentos e especialidades médicas.

Seguro-Saúde

Atendimento médico em hospitais particulares pode ser algo caro no país. Recomenda-se fortemente que cidadãos brasileiros em viagem à Rússia contratem serviço de seguro médico internacional. Recorda-se que o pagamento à vista pode ser exigido antes de todo e qualquer serviço médico prestado.

Em caso de traumas, acidentes ou quaisquer outras graves situações de saúde, serviço de evacuação médica pode ser necessário. Nesse caso, recomenda-se a cidadãos brasileiros que contratem seguro de saúde internacional que cubra esse tipo de atividade. Recorda-se aos turistas que serviços de evacuação médica podem custar valores expressivos. Mais informações sobre o assunto podem ser encontradas no tópico Saúde do viajante.

Vacinação

Não é exigido de brasileiros nenhuma vacina para a entrada no país.

AIDS

A AIDS permanece como um grande problema da saúde pública do país. Segundo relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV e a AIDS (UNAIDS) , cerca de 1,1% da população do país pode estar contaminada com o vírus HIV. Recentemente, o número de cidadãos infectados com HIV/AIDS tem aumentado. Ainda que a maior parte dos afetados sejam profissionais do sexo e usuários de drogas, a doença tem se espalhado com relativa rapidez. Recorda-se a cidadãos brasileiros a importância da adoção de medidas de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis. Para mais informações, o Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde (http://www.aids.gov.br/) poderá ser consultado.

Endemias em geral

Não há registros de doenças endêmicas em território russo. Casos de difteria e hepatite A, no entanto, foram reportados no país, mesmo em grandes cidades como Moscou e São Petersburgo. Em algumas regiões, febre tifóide e cólera podem ser comuns.

Medicamentos

Autoridades russas podem controlar estritamente a entrada de medicamento receitado no país. Assim, cidadãos brasileiros devem portar receita médica, em inglês, do remédio. Cidadãos brasileiros portando medicamentos sem receita poderão ser detidos.

Farmácias

Segundo estimativas da Organização da Saúde (OMS), a Rússia está no grupo de países nos quais 25% dos remédios em circulação são falsificados, contrabandeados ou não possuem registro dos órgãos públicos reguladores. Médicos russos alertam para riscos de comprar medicamentos através da internet, e nas pequenas farmácias não conhecidas, perto das estações de metro, ferroviárias, etc., porque podem ser falsificados ou podem trazer substancias nocivas. Não há garantia de que esses medicamentos sejam avaliados pelas entidades fiscalizadoras. Portanto, recomenda-se que o remédio seja sempre comprado num lugar confiável.

Condições ambientais

A Rússia é país de grande emissão de dióxido de carbono. As autoridades locais têm procurado enfrentar a poluição do ar. Durante períodos de excessiva poluição, é recomendável que crianças, pessoas sensíveis e/ou com problemas respiratórios adotem precauções para reduzir a exposição a poluentes. Para cidadãos brasileiros com plano de residir no país, pode ser recomendável manter um purificador de ar nos principais cômodos da casa.

Água

Embora se afirme que a água fria da torneira é potável, recomenda-se beber água mineral ou filtrada. A água quente da torneira não é potável.

Contatos importantes

Informações sobre hospitais e clínicas podem ser obtidas pelo número geral de emergências (112, apenas em russo). Em decorrência da barreira linguística, é recomendável entrar em contato com o Plantão Consular da Embaixada do Brasil em Moscou caso os serviços de emergência não consigam ser acionados pelo cidadão brasileiro.

Transportes

Infraestrutura de transportes

A infraestrutura de transportes rodoviário, aéreo, ferroviário e marítimo, bem como de transportes públicos, de táxis e de aluguel de veículos pode ser bem diferente no destino escolhido, quando comparada à infraestrutura do Brasil, especialmente em regiões inóspitas. Antes de viajar, recomenda-se leitura detalhada das informações sobre meios de transporte no país escolhido, procurando, se necessário, dados adicionais. Em caso de dúvidas, a Embaixada ou Representação consular do Brasil poderá ser contatada. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na página Carteira de Habilitação do Portal Consular.

Transporte de longa distância

A Rússia tem o maior território do mundo. Viagens entre as diversas regiões do país podem demandar tempo considerável, mesmo se feitas por avião ou trens de grande velocidade. Cidadãos brasileiros devem ter isso em mente ao planejar viagens ao país.

Transporte aéreo

Os três aeroportos de Moscou (Sheremetyevo, Domodedovo e Vnukovo) e o aeroporto Pulkovo de São Petersburgo são considerados modernos e seguros, com ampla malha aérea para o território russo e para o restante da Europa e dos países vizinhos. Em alguns aeroportos, é comum golpes com a finalidade de extorsão. Nesses casos, falsários passam-se por policiais e alegam supostas infrações. Recomenda-se, portanto, que cidadãos brasileiros jamais paguem subornos ou propinas e solicitem recibo de quaisquer multas cobradas por autoridades aeroportuárias. Não há voos diretos entre Brasil e Rússia. As autoridades russas operam em obediência às normas de segurança definidas pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

Transporte público  

Ônibus: Viajantes devem permanecer vigilantes em ônibus no país (nos veículos e nas estações). Nas estações, roubos são frequentes. Nos veículos públicos, é possível enfrentar tentativas de extorsão por parte de autoridades locais.

Metrô: O metrô de Moscou (Moscovskii metropoliten, http://engl.mosmetro.ru) tem mais de 180 estações na cidade. O metrô fica aberto das 05h30 ate 01h00 da manhã. À 01h00 saem os últimos trens e as entradas das estações e as passagens entre as linhas são fechadas. Nos dias da semana, os trens passam, em média, a cada 90 segundos. Algumas estações são muito profundas, leva-se até dois minutos de escada rolante para subir ou descer. O costume dos russos é manter-se à direita da escada-rolante, permitindo aos mais apressados passarem pela esquerda. O preço não depende da distância percorrida. Os bilhetes são vendidos em cabines com atendentes (“kassa”), e algumas estações têm maquinas de venda automática. Uma passagem custa 50 rublos (em torno de US$ 1,50). Pode ser conveniente comprar o Bilhete Único para 5, 10, 20 ou 60 viagens (60 custam 1300 rublos), válido por 90 dias. É um cartão que pode ser utilizado em todos os meios de transporte público (metrô, ônibus, bonde e tram). É fácil obter mapas de metrô em inglês pela internet (http://engl.mosmetro.ru/flash/scheme01.html) e planejar os trajetos com antecedência. Também é possível consultar os mapas no interior de cada vagão do trem. O metrô em Moscou é relativamente seguro, mas furtos de celulares e carteiras são possíveis. É preciso ter maior cuidado nas estações interligadas às ferrovias (Komsomolskaia, Kúrskaia, Paveletskaia, Bielorrusskaia e Kievskaia), bem como na estação Biblioteca Ímeni Lênina, na qual se cruzam quatro linhas, e também nas terminais. É também aconselhável tomar precauções especialmente à noite, quando diminui a concentração de passageiros.

Transporte rodoviário

A rede de estradas russas é vasta, embora seja preferível o sistema ferroviário para viagens, em decorrência do trânsito nas grandes cidades e da pontualidade e variedade de rotas dos trens russos. Os motoristas dirigem pela direita. Cidadãos brasileiros devem evitar dirigir à noite, especialmente sozinhos, e não dormir em veículos nos acostamentos. Em áreas rurais, é comum haver animais na pista. Em áreas urbanas, alguns carros podem não estar funcionando corretamente. Há pouca estrutura para assistência nas estradas, sobretudo em rodovias, e visitantes devem estudar, com antecedência, o caminho que devem percorrer.

Táxis 

Na Rússia, é comum carros particulares darem carona em troca de pagamento e o aspecto da segurança em tal modalidade de transporte é bastante discutível. É mais seguro e recomendável usar os táxis oficiais. Geralmente eles são identificados pela cor amarela e pelo sinal “xadrez” em cima do carro. Muitos taxistas não usam taxímetro, portanto é aconselhável negociar sempre o valor da corrida antes de fazê-la. Como a maioria dos taxistas não fala inglês e o alfabeto usado na Rússia não é o latino, é recomendável levar bloco de papel e caneta e pedir ao motorista para anotar o valor da corrida no papel antes de iniciá-la.

Aplicativos de celular para táxis e transportes privados são amplamente utilizados na Rússia. Contudo, Moscou, como as grandes metrópoles, tem sérios problemas de engarrafamento. Não é recomendável andar longas distâncias de táxi - às vezes, perdem-se horas para percorrer alguns poucos quilômetros, e o preço pode ser abusivo. Entretanto, os taxistas são, em geral, confiáveis no que diz respeito a trocos, circuitos, rotas, etc.

Aluguel de veículos

Existem varias agências de aluguel de carros em Moscou. Recomenda-se dar preferência às locadoras maiores e mais conhecidas, que operem no restante da Europa.

Carteira de Habilitação

Cidadãos brasileiros podem dirigir na Rússia com a Permissão Internacional para Dirigir (PID), emitida pelo DENATRAN. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) brasileira não é aceita pelas autoridades locais.

Ciclismo

Há grande número de ciclistas no país. No entanto, há poucas ciclovias e as bicicletas geralmente não possuem refletores, o que aumenta as chances de acidentes.

Pedestres

É aconselhável especial atenção aos pedestres, mesmo em faixas de pedestres. Motoristas costumam não dar preferência a pedestres que desejam atravessar as ruas.

Infraestrutura turística

Orientações gerais

Ao planejar suas viagens, cidadãos brasileiros devem estar cientes de orientações básicas, válidas para todo tipo de viagem ao exterior, independentemente do país escolhido como destino. Recomenda-se, assim, a leitura cuidadosa das informações disponíveis em  Orientações gerais para quem vai viajar ao exterior.

Infraestrutura turística

O desenvolvimento econômico das grandes cidades contrasta-se fortemente com a situação das zonas rurais da Rússia. Embora facilidades turísticas sejam de alta qualidade e estejam amplamente disponíveis nas maiores cidades do país, diversos bens e serviços podem não ser encontrados em áreas remotas. Ainda não existe um serviço consolidado de atenção ao turista por parte das autoridades russas e cidadãos brasileiros podem deparar-se com barreiras linguísticas e culturais durante a permanência no país - o inglês não é muito difundido entre os prestadores de serviço.

Roteiros turísticos

Os roteiros mais comumente seguidos pelos turistas envolvem Moscou e São Petersburgo, bem como cidades do chamado "Anel de Ouro", composto por cidades antigas ao redor de Moscou, como Vladimir e Suzdal.

Kursk

A cidade russa que conta hoje com a maior concentração de brasileiros na Rússia é Kursk, com cerca de 500 brasileiros; a cidade é um centro universitário e congrega em sua maioria estudantes de medicina. Um dos maiores desafios dos brasileiros em Kursk é a distância de Moscou, cerca de 500 quilômetros, que dificulta o acesso aos serviços da Embaixada em Moscou.

Moscou

Em segundo lugar, a cidade de Moscou é residência de cerca de 350 brasileiros, na sua maioria estudantes ou profissionais liberais. Moscou possui todas as conveniências de uma metrópole global, com muitas opções culturais e de lazer, restaurantes, mercados 24 horas, transporte público eficiente e serviços diversos. No entanto, também possui problemas característicos de uma grande cidade, especialmente no que se refere ao trânsito. Outra dificuldade encontrada pelos brasileiros na cidade é a barreira lingüística.

São Petersburgo

Apesar de contar com uma comunidade brasileira relativamente pequena, cerca de 100 brasileiros, São Petersburgo é destino turístico freqüente de  brasileiros que vem conhecer a Rússia. A cidade está melhor preparada para receber turista.

Agências turísticas

Sempre que possível, cidadãos brasileiros deverão viajar em grupos organizados por agências de turismo.

Fuso-horários

Fuso horário: A Rússia tem nove fusos horários. O fuso horário padrão (horário de Moscou, MSK) costumava ser de UTC/GMT+4h, sete horas à frente do horário de Brasília. Em 26 de outubro de 2014, os relógios foram atrasados em uma hora, indefinidamente, mudando o horário de Moscou para UTC/GMT+3h (seis horas à frente do horário de Brasília).

Clima

Moscou caracteriza-se por duas estações – verão e inverno – com temperaturas extremas. Durante o longo inverno, a temperatura média é de 15 a 20 graus negativos, podendo chegar a -40ºC. Pode-se contar com neve de novembro a março, eventualmente em abril. Normalmente, a neve só se derrete no final do mês de março. Janeiro costuma ser o mês mais frio do ano. O verão é, em geral, abafado, com temperaturas entre 25 e 30 graus, tendo atingido 38 graus no verão de 2010. Em uma cidade cuja arquitetura é voltada para conservar calor durante os longos meses de inverno, os aspectos de desconforto ligados às altas temperaturas são ainda mais fortemente sentidos. Julho é o mês mais quente. Nos meses de inverno, as ruas de Moscou ficam muito escorregadias por causa de neve e gelo. Aconselha-se o uso de botas impermeáveis com boa aderência.

Comunicação e idiomas

O russo é a única língua oficial do país, mas a Constituição da Federação da Rússia dá às repúblicas o direito de tornar sua língua nativa co-oficial ao lado do idioma russo. Há mais de 170 grupos étnicos diferentes na Rússia que falam cerca de cem idiomas, dentre os quais russo, tártaro, ucraniano, bashkir, chuvash, checheno, armênio, etc. Estações de trem, de metrô e nomes de ruas estão escritos com o alfabeto russo nas cidades e estrangeiros podem ter dificuldades para comunicar-se em inglês.

Câmbio e moeda

A moeda oficial do país é o rublo, sendo proibido utilizar qualquer outra moeda estrangeira para efetuar transações na Rússia. A taxa de câmbio atualizada pode ser obtida no sítio do Banco Central da Federação da Rússia http://cbr.ru/eng/ Em Moscou e São Petersburgo, existe uma ampla rede de casas de câmbio. No entanto, as notas de euro e de dólar são aceitas apenas quando em perfeitas condições.

Bancos          

A rede ATM está amplamente difundida em Moscou, sendo possível efetuar saques em rublos, dólares ou euros sem maiores dificuldades com os cartões bancários Visa e MasterCard que correntemente circulam no Brasil. As taxas de serviço cobradas podem, porém, ser elevadas, dependendo majoritariamente das instituições bancárias emissoras de cartões.

Além disso, viajantes devem tomar precauções de segurança ao utilizar caixas eletrônicos para efetuar transações, sobretudo durante a noite e/ou em lugares ermos. Deve-se verificar se não há quaisquer alterações nas máquinas.

Bancos estrangeiros com operação no Brasil operam, também, no país. Destaca-se, na Rússia, o Santander

Hospedagem

A maioria dos hotéis nas grandes cidades já conta com serviço online de reservas. É recomendável que o turista estrangeiro esteja sempre com o nome e endereço, em alfabeto cirílico, do hotel em que esteja hospedado, bem como seu número de telefone.

Cartões de crédito e débito

Grande parte dos estabelecimentos aceitam o pagamento com cartões de crédito; no entanto, cabe ressaltar que esta é uma prática recente e ainda pouco difundida fora dos grandes centros urbanos e para compras de pequeno valor.

Ligações internacionais

Pelo plano Brasil Direto, a Embratel oferece a possibilidade de que cidadãos brasileiros possam ligar para um número telefônico no Brasil a partir de telefone público, fixo ou celular no exterior. As ligações são pagas somente a partir do Brasil. Em caso de dúvidas, é possível contatar um telefonista da Embratel, que atende em português. Para mais informações sobre o plano Brasil Direto, inclusive sobre países de abrangência e valores, consulte o portal da Embratel, em http://portal.embratel.com.br/fazum21/brasil-direto/numeros-de-acesso/.

Padrões de rede elétrica

Em toda a Rússia, o abastecimento de energia elétrica é feito em 220 Volts e 50 Hz, corrente alternada. A maioria das tomadas segue o padrão europeu, adaptado para “plugs” dotados de dois pinos redondos (o mesmo adotado na França e na Alemanha). Para aparelhos norte-americanos, canadenses ou britânicos, serão necessários adaptadores (recomenda-se adquiri-los antecipadamente, no país de origem).

Quedas no abastecimento de energia não são muito comuns, mas a corrente elétrica não possui a mesma qualidade que a oferecida no restante da Europa, de modo que é recomendável adquirir um estabilizador caso se deseje utilizar algum aparelho mais sensível, especialmente durante viagens. A maioria dos trens está equipada com tomadas elétricas, adequadas para se carregar um telefone celular ou utilizar um aparelho de barbear.

Opções de comércio

Entre os Shopping Centers localizados na área mais central da cidade, destacam-se o GUM, na Praça Vermelha, o TSUM, ao lado do Teatro Bolshoi, o Okhotnyi Ryad, em frente ao Kremlin e o “Evropeisky Center” (metrô Kievskaya) (o maior localizado na área central de uma capital européia). Os preços em Moscou são equivalentes aos praticados na zona do euro, porém mais altos para roupas e calçados. Hipermercados, como o Metro, e grandes lojas, como o IKEA, encontram-se em áreas mais distantes do centro. Vale a pena visitar o tradicional supermercado Eliseevskiy, localizado na Tverskaya, 14 (http://www.eliseevskiy.ru). Para produtos frescos, o Mercado Dorogomilovskiy (Mozhaiskiy Val, 10, metrô Kievskaya) oferece boa diversidade de frutas e verduras, peixes, carnes, queijos, embutidos, conservas e caviar. Aos sábados e domingos, a feira Izmailovo (metrô Partizanskaya) é uma excelente opção para compra de souvenirs, tapetes, artesanato russo e algumas antiguidades, especialmente itens do período soviético.

Opções de lazer

Moscou oferece inúmeras possibilidades de recreação, que variam de acordo com as estações do ano. Os parques (Parque Gorki, Parque da Vitória, Jardins de Alexandre, Hermitage e tantos outros) são sempre muito freqüentados. A Colina dos Pardais (Vorobyovy Gory), próxima Universidade Estatal de Moscou (MGU), oferece bela vista panorâmica da cidade.

Opções culturais      

Cinemas: Embora haja muitos cinemas em Moscou, alguns com ótimas instalações, os filmes costumam ser dublados e somente algumas poucas salas exibem versões originais.

Museus: Em Moscou existem 400 museus, além de 90 outros localizados nos arredores da capital. A cidade possui uma variada gama de museus que abrange desde as grandes coleções (Kremlin, Pushkin, Galeria Tretyakov) até acervos mais específicos ou antigas residências de artistas e outras personalidades da história russa, assim como igrejas importantes. O site http://www.museum.ru contém informações sobre museus em todo o território russo, que podem ser buscadas pelo nome do museu, pela cidade ou pela categoria.

Teatro: Os teatros de Moscou estão sempre lotados. A cidade é, de fato, um paraíso para quem gosta de peças e domina o idioma. Infelizmente, os teatros dramáticos de Moscou não são muito freqüentados por estrangeiros devido à falta de legendas, o que limita a compreensão. Uma das melhores companhias dramáticas russas, Teatro “Pyotr Fomenko Workshop” (http://www.fomenko.theatre.ru/), tem bastantes atuações com legendas em inglês, francês e alemão. Os ingressos podem ser comprados nas bilheterias que ficam nos teatros, nos quiosques perto de estações de metrô, ou pelo site http://ponominalu.ru/.

Ópera e balé: Os ingressos para espetáculos de balé e concertos devem ser adquiridos com bastante antecedência. Para compras de última hora, há sites especializados, mas que costumam cobrar altas comissões.

Concertos: As famosas salas de concertos de Moscou, que costumam ter programação riquíssima e de altíssima qualidade são: Conservatório Tchaikovsky – http://mosconsv.ru, composto por três salas de concerto (Sala Grande, Sala Pequena e Sala Rakhmaninov), mantém programa de apresentações praticamente diárias em suas dependências, com grandes artistas nacionais e internacionais; e o Tchaikovsky Concert Hall http://meloman.ru, sede da Moscow State Academic Philarmonia, também apresenta programação variada de música e dança, notadamente do célebre Balé Moiseyev.

 Exposições e galerias de arte: Há um grande numero de galerias de arte, notadamente especializadas em arte russa contemporânea ou do período soviético. Muitas dessas galerias estão acessíveis no site http://www.vinzavod.com, do Complexo de Arte Contemporânea Vinzavod. Outros estabelecimentos no gênero fortemente recomendados são: Centro Nacional de Arte Contemporânea Garage (http://www.garageccc.com/eng), Stella Art Foundation (http://www.nafoundation.com) e Galeria RuaRTS (http://www.ruarts.com).

Costumes locais e legislações específicas

Legislação local

Durante sua estadia em outro país, cidadãos brasileiros estão sujeitos às leis locais, ainda que elas sejam bem diferentes da legislação do Brasil. Viajantes que desobedeçam às leis locais podem ser multados, processados ou presos. Recomenda-se que, antes de viajar, cidadãos brasileiros estudem a legislação e os costumes do destino escolhido, contatando, se necessário, a Embaixada ou Repartição consular do Brasil no exterior, em caso de dúvidas sobre questões pontuais.

Questões de gênero

Normas legais e/ou religiosas que regulam o direito das mulheres podem variar consideravelmente de país a país. Cidadãs brasileiras podem encontrar, em outros países, realidade completamente diferente daquela do Brasil. Recomenda-se que mulheres em viagens ao exterior leiam  detalhadamente as informações da página Mulheres em viagens ao exterior.

Prisão de cidadão brasileiro

Em caso de prisões envolvendo cidadãos brasileiros, os detidos têm o direito de contatar agentes consulares do Brasil para pedir assistência. Nesses casos, nacionais devem sempre requisitar às autoridades policiais locais que comuniquem a situação à Embaixada ou Repartição consular brasileira o mais rápido possível. O Posto esclarecerá ao brasileiro detido quais são seus direitos no país e prestará apoio para que sua integridade física e psicológica seja respeitada. Para mais informações, deve-se acessar a página Detenção no exterior. Em casos de detenção por tráfico de drogas, recomenda-se, ainda, a leitura do guia Detenção por tráfico de drogas no exterior.

Identificação

Pela lei local, todos os cidadãos estrangeiros no país devem portar documento de identificação. Assim, recomenda-se que cidadãos brasileiros portem, a todo momento,  cópia do passaporte brasileiro, deixando o original em local seguro, para evitar perdas ou furtos.  Autoridades policiais podem requisitar, a qualquer momento, prova de identificação. Nessas ocasiões, cidadãos que não tenham em mãos documento de identidade estão sujeitos a multas, possíveis interrogatórios e, em casos mais graves, até detenção.

Vigilância

O Governo russo pode manter vigilância tanto de seus nacionais quanto de cidadãos estrangeiros. Interações constantes de estrangeiros com cidadãos locais podem ser investigadas e, em caso de essas interações terem alguma forma de natureza política, estrangeiros podem sofrer penalidades legais, inclusive prisão.

Sincretismo cultural

A Rússia é um estado multinacional em que moram representantes de 176 nações e nacionalidades que professam diferentes religiões e falam mais de cem idiomas.

Tolerância religiosa

Cristianismo Ortodoxo Russo (41%), Islamismo (6,5%), Outras Denominações Cristãs (5,6%). A Rússia conta com grande porcentagem de ateus e agnósticos (cerca de 42%).

Tolerância LGBT

Não há leis que protejam cidadãos LGBT no país, e discriminação baseada na orientação sexual acontece com alta frequência. Ainda que a homossexualidade não seja considerada crime, cidadãos LGBT podem sofrer assédio, ameaças e atos de violênca por parte da sociedade russa. Para mais informações, recomenda-se a leitura cuidadosa do aviso LGBT em viagens ao exterior.

Portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida

A Rússia não se encontra adaptada às pessoas com deficiência. As estações de metrô raramente contam com rampas e pouquíssimas contam com elevadores. A mobilidade pode ser melhor em grandes cidades, como Moscou e São Petersburgo. Em localidades remotas, a acessibilidade pode ser extremamente remota ou inexistente. Para mais informações, recomenda-se a leitura da página Pessoas com deficiência em viagens ao exterior.

Entorpecentes

As penas para a posse, o uso e o tráfico de drogas são severas no país, e condenados por um desses crimes podem ser sentenciados a muitos anos de prisão e multas de alto valor.

Fotografias

Deve-se evitar tirar fotografias de prédios e construções públicas. Tais fotografias podem ser consideradas indício de comportamento suspeito, o que pode resultar em detenção por autoridades de segurança.

Gorjetas

Na Rússia, não há uma obrigação de dar gorjeta, e a taxa de serviço não vem incluída na conta. No entanto, é bem educado dar gorjetas para bons serviços. A praxe é deixar 10% do valor gasto nos restaurantes. Nos hotéis e estações, os carregadores ficarão satisfeitos com uma gorjeta de 1 a 2 dólares por mala.

Penalidades que destoam das leis brasileiras

A Constituição Federal brasileira de 1988 proíbe a pena de morte (em tempos de paz), prisão perpétua, banimento, trabalhos forçados e quaisquer outras penalidades consideradas cruéis. Nessa linha, o Brasil é membro do Protocolo da Convenção Americana de Direitos Humanos para a Abolição da Pena de Morte (ratificado em 13 de agosto de 1996).

No ordenamento jurídico interno de outros países, as penalidades previstas podem ser bem distintas daquelas permitidas no Brasil. Recorda-se  que cidadãos brasileiros em viagem ao exterior estarão sujeitos às leis do país em que se encontram, podendo ser condenados, inclusive, a penas proibidas no Brasil. 

Informações adicionais

IMPORTANTE: A relação de fontes para leitura adicional é meramente indicativa. O Itamaraty não se responsabiliza pelo conteúdo do material indicado.

 

O guia "In Your Pocket" traz informações interessantes a atualizadas sobre Moscou, São Petersburgo e Kazan, podendo ser acessado online pelo endereço http://www.inyourpocket.com/russia 

Os russos. Angelo Segrillo. Contexto, 2012

Traz um resumo da história, cultura e costumes da Rússia e de seu povo.

Com vista para o Kremlin: a vida na Rússia pós-soviética. Vivian Oswald. Globo, 2012. Relato de uma jornalista, esposa de um diplomata que serviu dois anos na Embaixada do Brasil em Moscou. Leitura popular entre turistas brasileiros.

Pensadores Russos. Isaiah Berlin. Companhia das Letras.

A Batalha de Moscou. Andrew Nagorski. Contexto, 2013.

O Cerco de Leningrado. Pierre Vallaud. Contexto, 2012.

A Rússia de Putin. Anna Politkovskaya. Pedra de Lua, 2007.

A Saga dos Portugueses na Rússia. José Milhazes. Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2011.

O Essencial sobre o Fim do Império Soviético. José Milhazes. Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2011.

Os Últimos dias dos Romanov. Helen Rappaport. Record, 2010.

Terror na Rússia. Revelações de um ex-espião do KGB de Alexander Litvinenko, Yuri Felshtinsky. Idéias de ler, 2007.

Tribunal de Honra. Dominique Fernandez. Editora Record, 1999. É uma historia plausível, na qual o leitor tem vontade de acreditar como sendo a verdadeira, principalmente pelo cuidadoso relato de realidade social, política e moral na época de Tchaikovski.

Os bolcheviques. Adam B.Ulam.

História da revolução russa. Lev Trotski.

Dez dias que abalaram o mundo. Alan Reed.

Como Fizemos a Revolução. Trotski, Leon. São Paulo, Global.

O profeta armado; O profeta desarmado; O profeta banido - trilogia biográfica de L.Trotski de autoria de Isaac Deutscher

Stalin. Isaac Deutscher.

Stalin, 1879-1939. Dmitri Volkogonov.

Rumo à estação Finlândia. Edmund Wilson.

A bandeira vermelha. David Priestland.

Era inevitável a revolução russa? Roy Medvedev. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira.

 

Recomenda-se leitura da seção Guia de países para verificar se há mais informações sobre o destino escolhido.

 

Para informações sobre as relações diplomáticas do Brasil com a Rússia clique aqui.

Fim do conteúdo da página